segunda-feira, 5 de junho de 2017

BENJAMIN FULFORD - "CENTENAS DE TRILHÕES DE DÓLARES EM OURO, AGORA, DISPONÍVEIS PARA AJUDAR O PLANETA" - 05.06.2017



Neste sábado, uma delegação da Sociedade do Dragão Branco - SDB, incluindo este escritor, estará indo para Bougainville, nas Ilhas Salomão, para se encontrar com o Rei David Peii II, a fim de discutir como reabrir a mina Panguna, que contém cerca de US $ 170 trilhões em ouro e cobre. Além disso, existem seis outros sítios de minas sob o controle do rei David e seu povo na Ilha, o que significa que muitas centenas de trilhões de dólares em metal podem ser disponibilizadas para beneficiar as pessoas e criaturas vivas do planeta Terra.

Em 2016, o montante total de dinheiro que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico - OCDE gastou em desenvolvimento, foi de US $ 142,6 bilhões, portanto, se mesmo uma pequena fração da riqueza de apenas um dos seis sítios fosse usado, haveria pelo menos 10 vezes mais dinheiro disponível para ajudar os pobres e proteger o ambiente do que os montantes que estão sendo gastos agora.

A mina de Panguna foi desenvolvida pela empresa Rio Tinto, controlada por Rothschild. No entanto, os moradores locais, irritados com a poluição causada pela mina, bem como pelo péssimo tratamento que os donos da mina receberam, reassumiram o controle, depois de uma longa guerra de resistência. Representantes do rei David, também, afirmam que os donos da mina controlados por Rothschilds estavam contemplando destruir toda a ilha para extrair sua riqueza mineral. Com base em seu histórico, estejam certos de que os Rothschilds não estavam planejando gastar o dinheiro que esperavam ganhar na exploração desses sítios  para ajudar o planeta.

Representantes da Rio Tinto, não responderam as múltiplas tentativas da SDB de contatá-los. Se um acordo não for alcançado com os Rothschilds, a SDB, se necessário, usará o peso das forças armadas do mundo para ajudar o rei David a disponibilizar o ouro e outros metais, de maneira ambientalmente amigável e em benefício do planeta. Uma ideia é usar os rejeitos das minas como aterro para criar novas terras para criaturas vivas, de modo que o impacto geral da mineração na ilha seja revertido na criação de mais espaço para criaturas vivas, alem daquele existente antes. A SDB irá se reportar mais sobre a situação, após uma visita que fará na ilha entre 10 a 14 de Junho. 

De qualquer forma, nos últimos meses, a máfia khazariana sofreu uma série impressionante de derrotas, na medida que sua rede de controle planetário entra em colapso de formas cada vez mais visível.

Mais importante ainda, mas de uma maneira ainda oculta da maior parte do mundo é que os khazarianos estão ficando sem ouro e a maior parte do mundo já não aceita seu papel, que não é apoiado por nada além de um mecanismo de controle mental de grupo que rapidamente se evapora. As tentativas dos khazarianos para obter ouro na Indonésia, no Japão, nas Filipinas e em outros lugares da Ásia estão todas fadadas ao fracasso, concordam várias fontes. 

Na semana passada, representantes do Citibank e do embaixador dos EUA na Indonésia, Joseph Donovan, prometeram ao presidente da Indonésia, Joko Widodo, que eliminariam toda a dívida externa da Indonésia em troca de 12.500 toneladas de ouro, mas que voltaram de mãos vazias, disseram fontes da SDB na Indonésia.

As fontes da SDB acrescentam que: "O Sultão de Johor, Malásia Ocidental está envolvido na tentativa de extorquir o ouro de Jacarta. Ele está afirmando que o ouro pertence e deve ser [somente pago] a sua família real e isso lhe dá o direito de retomá-lo da Indonésia, onde está armazenado nos últimos 70 anos. Essa alegação do sultão de Johor significaria que essa poderia ser parte das contas de garantias em ouro, em que as famílias reais da Ásia depositaram o ouro na Indonésia para custódia e que  Sukarno foi mandatado como M1".

Sukarno, bem como o presidente dos EUA, John F. Kennedy, foram mortos pelos khazarianos, para acabar com seus esforços em usar este ouro para o bem do planeta (assumimos que nossos leitores já conhecem essa história). Agora, os depositantes do ouro estão se vingando. As fontes da SDB na Indonésia, acrescentam que "existe um forte sentimento de que o [Primeiro Ministro da Malásia] Najib Razak, de alguma forma, estaria, envolvido nessa trama, uma vez que é membro da máfia khazariana".

Os khazarianos ainda estão desencadeando ataques terroristas em Londres, Filipinas, Indonésia e em todo o mundo, a fim de extorquir ouro, todavia estão sendo sistematicamente isolados.

O encontro do Grupo de Bilderberg, um dos principais servos da máfia khazariana, que terminou em 4 de Junho, foi um encontro de perdedores na batalha pelo planeta Terra. Neste primeiro encontro, uma vez que o famoso melómano khazariano, David Rockefeller, morreu, o cobrador de Rockefeller, Henry Kissinger, continuou seu esforço para se tornar o novo governante secreto do planeta Terra. No entanto, sem ouro e sem Rockefeller atrás dele, Kissinger é apenas um velho airbag.

A tentativa dos Rothschilds de assumirem o controle total do planeta após a morte de Rockefeller, também, sofreu um grande golpe, quando o presidente dos EUA, Donald, renunciou aos acordos de Paris. "Trump saiu dos acordos de Paris para parar o comércio de carbono e expor o engano do aquecimento global", explicaram fontes do Pentágono.

Além disso, no regime de Trump, "a facção sionista-globalista-Goldman, liderada pelo ex-gerente da Goldman, Gary Cohn e Jared Kushner ficou marginalizada pela saída de Paris, na medida em que Trump limpa a casa", continuam.

A facção Bush da máfia khazariana, também, está em "modo de completo pânico" na medida em que cada vez mais de seus crimes estão sendo revelados, acrescentam as fontes. Na semana passada, disseram as fontes do Pentágono, que os assassinos de Bush mataram o ex-presidente panamenho Manuel Noriega para "impedi-lo de criticar o tráfico de drogas e a corrupção da CIA".

Também, acontecem movimentos para a prisão dos principais agentes Neo-con de Bush como David Petraeus, o ex-chefe da NSA, Mike Hayden e a remoção e prisão do Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, H. R. McMaster, dizem as fontes. As cobranças serão por recebimento ilegal e vazamento de informações classificadas, dizem elas.

Os principais capatazes do clã da máfia khazariana Rockefeller/ Bush/Clinton, ainda estão lutando para se manterem fora da prisão, mas que estão perdendo, claramente, a luta pelo poder em Washington DC.

Na China, segundo fontes vietnamitas, também, acontece uma enorme disputa de poder. A luta diz respeito a Wang Qishan 王歧山, que, de fato, é número 2 na estrutura de poder da China e agora o principal agente Rothschild na China, dizem as fontes.

O homem misterioso, Guo Wengui 郭文贵 


Que, recentemente, foi fotografado com Jacob Rothschild e que, aparentemente, está hospedado no resort de Trump, Mar A Largo, na Flórida, lançou um vídeo (que foi rapidamente removido da internet), na semana passada, alegando que Wang "tem grandes conexões com a Skull & Bones e os Maçons", dizem as fontes.

Se Wang se tornar Primeiro-Ministro e o número oficial 2 no 19º Congresso do Partido Comunista Chinês, neste Outono, "então [o presidente chinês] Xi Jinping estará morto", dizem as fontes.

O poder de Wang deriva de enormes quantidades de dinheiro que recentemente obteve misteriosamente e tem se espalhado por ai, dizem.

Estas mesmas fontes, que têm acesso a inteligência de nível superior sobre a China, dizem que Xi Jinping "está em uma posição muito perigosa". "Ele pode tentar continuar o domínio comunista, caso em que outros grupos de interesse tentarão livrar-se dele antes que seu mandato termine", dizem as fontes" ou, caso contrário, ele pode acabar com o comunismo, como os soviéticos fizeram na década de 90".

As mesmas fontes dizem que, outro desertor de alto nível chinês, Ling Jihua, forneceu aos EUA "muitas informações sobre submarinos, códigos nucleares, etc.", devido à sua oposição ao Wang, controlado por Rothschild. 


Mesmo que essas fontes estejam erradas, não pode haver dúvida de que a situação chinesa continuará turbulenta sob a superfície de agora e até meados do Verão, enquanto o próximo politburo, que será formalmente anunciado no Outono, continua.

Na Europa, também, acontecem mudanças na medida em que a mafiosa khazariana e Chanceler Alemã Angela Merkel, bem como o escravo dos Rothchilds e presidente francês, Emmanuel Macron, percebem as consequências do regime Trump, dizendo que não os protegerá mais da Rússia. O resultado, depois de alguma flatulência por parte dos franceses e alemães foi o de ambos os países, repentinamente, iniciarem um alinhamento com a Rússia.

No Oriente Médio, também aconteceu algum tipo de cisma com o Egito, Arábia Saudita, Kuwait, Bahrein e os Emirados Árabes Unidos cortando relações com o Catar. O Catar é a casa da rede de notícias Al Jazeera e de uma enorme base aérea dos EUA. O Xeique do Catar, Tamim bin Hamad Al-Thani, aparentemente desviou-se da linha khazariana oficial no Oriente Médio, dizendo boas sobre o Irã, o Hamas e o Hezbollah, bem como Israel. Agora, os Sauditas estão culpando o Catar pelo Daesh num caso ultrajante de uma panela chamada chaleira negra.


Na realidade, a luta quase que certamente está relacionada com o fato do Catar ter alcançado um acordo com a Rússia e a Síria, para exportar seu gás enquanto os sauditas não dispunham.

O resultado, é que os sauditas também estão procurando um alinhamento com a Rússia. Até o momento, parece que os russos os convidaram para gastar seu dinheiro em regiões árticas remotas.



Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...