quarta-feira, 5 de julho de 2017

BENJAMIN FULFORD - "LIMPEZA DOS KHAZARIANOS CONTINUA NOS EUA, JAPÃO E OUTROS LUGARES" - 04.07.2017



Uma abrangente derrocada da máfia khazariana continua em todo o mundo. Os maiores desenvolvimentos aconteceram no topo do Vaticano, onde o ministro das Finanças do Vaticano e o lider número 3, o Cardeal australiano George Pell foi suspenso depois de ser indiciado por pedofilia. Como resultado, "os pedófilos estão em pânico total", dizem funcionários do Pentágono. O Papa Francisco, também, removeu outro chefão, o Cardeal Gerhard Mueller de seu cargo de chefe de doutrina, substituído por um moderado.

A suspensão de Pell como Ministro das Finanças esta quase que certamente relacionada com os acontecimentos em Bougaineville e Papua Nova Guiné, áreas sob controle australiano e, portanto, área de interesse de Pell, dizem fontes da Sociedade do Dragão Branco - SDB. A revelação de que apenas cerca de 3% do dinheiro proveniente dos minérios que estão sendo extraídos em PNG está indo para os habitantes locais, contradiz completamente o voto do Papa Francisco de transformar a Igreja Católica numa "igreja pobre para os pobres".

O plano da SDB para relacionar o ouro em Bougaineville às cripto-moedas, com o apoio militar dos EUA e da Rússia e, assim, completamente passível, o sistema financeiro vigente do Vaticano e da máfia khazariana deve ter aumentado a urgência dos movimentos do Vaticano para promoção da remoção o Cardeal Pell.

A remoção do Mueller Alemão, que foi visto por muitos como o cabeça da resistência aos movimentos do Papa Francisco para tornar a igreja mais fácil, também é uma derrota significativa para a máfia khazariana e seus representantes, dizem as fontes Loja Maçônica P2. Essa remoção, provavelmente, afetará o que acontecerá com os Cavaleiros de Malta, onde uma divisão alemã/britânica foi preparada, levando a um impasse no topo da mais importante ordem espiritual e militar do Ocidente. Isso, por sua vez, afetará o funcionamento do complexo industrial militar dos EUA.

Em outras palavras, a facção fanática que ainda quer iniciar a 3ª Guerra Mundial perdeu seus mais antigos apoiadores, dizem fontes da SDB.

Na semana passada, outro grande acontecimento, foi a chegada do Porta Aviões USS Bush em Israel. O site do Mossad, o DEBKA, expressou estranheza sobre a chegada da embarcação, uma vez que, aparentemente, não haviam sido notificados ataque, nem do Irã, nem da Síria.

http://www.debka.com/article/26124/Who-Is-the-Bush-carrier-meant-to-deter-Not-Iran

Na verdade, fontes do Pentágono dizem que a chegada do porta aviões  em Israel seria uma "mensagem contundente que os EUA e a Rússia podem impor um bloqueio do marítimo e área, se autorizado pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas para forçar um acordo de paz e um retorno das Colinas de  Golã para a Síria”.

Também, tropas iranianas, russas e Hezbollah estão estacionadas na fronteira israelense e que, agora, em vez de virem para proteger Israel, parece que os militares dos EUA estão do lado de seus inimigos para, finalmente, colocar esse estado desonesto em seu lugar.

A família Saud, governante da Arábia Saudita, agora revelada como khazarianos satanistas e não muçulmanos, também, será forçada a cessar e desistir de ser causadora de problemas, agora, que está isolada do resto do mundo muçulmano. É por isso que o exército expedicionário mercenário saudita/israelense/Daesh está se dissolvendo.

Por sua vez, os chineses estão adicionando pressão, ao insistirem que os sauditas deixem de vender seu petróleo para eles em dólares norte-americanos, controlados pelos kazarianos. Os sauditas logo não terão escolha, senão, abandonar o petrodólar, concordam  fontes da CIA e do Pentágono.

No entanto, na semana passada, um terceiro grande desenvolvimento veio no Japão, onde o longo Partido Liberal Democrático – PLD, experimentou uma derrota histórica nas eleições para a Prefeitura de Tóquio, quando o governador Yuriko Koike e a Organização dos Leigos Budistas, Sokka Gakkai, apoiaram o Partido Komeito marcaram uma estrondosa vitória, obtendo 79 assentos num total de 127 assentos, enquanto o PLD caiu para 23 assentos de um total anterior de 57 vagas.

Essa perda significa o governo escravo dos khazarianos do primeiro-ministro Shinzo Abe e o PLD enfrentarão uma derrota semelhante nas eleições nacionais que, provavelmente, serão realizadas em breve como resultado dessa derrota em Tóquio, dizem fontes japonesas de direita. Isso significa que o regime de escravidão do pós-guerra do Japão, protagonizado, principalmente, por coreanos que fingem ser japoneses, finalmente, está acabando.

Uma corrente semelhante poderia ser detectada na Península Coreana com uma oferta sul-coreana de um tratado de paz para a Coréia do Norte, tornando provável que a divisão artificial dessa península também vá acabar em breve.

http://timesofindia.indiatimes.com/world/rest-of-world/south-korea-to-offer-peace-treaty-to-north/articleshow/59367352.cms


Enquanto isso, nos EUA, o New York Times, a CNN e outras agencias de propaganda, controladas pelos khazarianos estão sendo forçadas a emitir correções e desmentidos, uma vez suas mentiras e propagandas foram expostas.

As fontes da CIA dizem que a remoção dos khazarianos da estrutura de poder dos EUA está quase completa e é por isso que as mudanças estão sendo observadas na Ásia.

Também, militares dos EUA estão se movimentando para criar um corpo espacial, enquanto o presidente Donald Trump assinou uma ordem executiva para ressuscitar o Conselho Espacial Nacional. Este é um possível sinal de que o complexo industrial militar dos EUA, finalmente, está se preparando para a divulgação que defensores do programa espacial secreto, há muito estão relacionados.

Essas grandes mudanças de  marés, estão chegando antes da reunião de Encontro do G20, em Hamburgo, Alemanha, nos dias 7 e 8 de Julho.

De início, vemos sérios atritos entre a China e os EUA com o surgimento uma grande tensão, onde importantes fontes do Pentágono insinuam que derrubaram um satélite chinês.

https://www.nasaspaceflight.com/2017/07/long-march-5-lofts-shijian-18/

Os outros movimentos que mostram que a lua de mel entre o presidente chinês Xi Jinping e Donald Trump estava terminando, foi um acordo dos EUA para vender armas a Taiwan, sanções dos EUA contra um banco chinês, tarifas sobre aço e outros itens e o envio de um destróier para as Ilhas Paracel no Mar do Sul da China, observam fontes do Pentágono.

Os chineses não estão observando tudo isso e enviaram navios de guerra e aviões de combate para enfrentar o destróier dos EUA. Também, não pode haver dúvida de que, na semana passada, a China realizou uma ação militar simbólica contra a Índia, quando o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, esteve se encontrando com Trump. Os chineses já disseram aos seus homólogos americanos que, se necessário, tinham a capacidade técnica para invadir a Índia dentro de dois meses.

Parece que a Rússia terá um papel de árbitro entre a China e os EUA na próxima reunião do G20. Trump está programado para, pela primeira vez, lá se encontrar com o seu homólogo Vladimir Putin e as fontes do Pentágono dizem que sua ordem é acabar com as cuspidas entre russos/americanos projetadas pelos khazarianos dos EUA.

As fontes russas da Sociedade do Dragão Branco dizem que no passado, as ações dos EUA deixaram os russos profundamente desconfiados dos americanos. No entanto, como o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov e outras autoridades russas disseram repetidamente, os russos defendem um sistema mundial harmonioso e que não seja dominado por um único poder.

Para terminar, em algo que deslizou sob o radar deste escritor, uma série de líderes religiosos superiores do mundo emitiram um comunicado conjunto em 14 de Junho para que os povos do mundo se unam e façam amizades através das fronteiras religiosas.

http://iqra.ca/2017/worlds-religious-leaders-unite-to-issue-an-urgent-message-to-humanity/


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...