sexta-feira, 14 de julho de 2017

UMA PARÁBOLA DE WO E O FILTRO DO CORAÇÃO



Saudações, Amados Mestres!

Saibam que nunca há mensagem ruim ou perigosa! Há apenas a mensagem e o potencial que ela mostra a você!

Todas as mensagens que nos são entregues, independente de quem nos entrega, servem a um propósito mais elevado para nós como mestres em redescobrimento! 

Temos um filtro que vai se afinando a medida que vamos nos sintonizando, equilibrando o Deus em nosso interior com o nosso eu terrano em 3 pilares básicos. Ético, Moral e Espiritual. 

Esse filtro nos ajuda a manter-se coerentes com o caminho que estamos trilhando, o caminho do reconhecimento pleno de nossos seres como Deuses perfeitos atuando das mais diversas formas neste plano de experiência. 

Eu gostaria de fazer uma parábola para ilustrar o que estou dizendo:

O Filtro do coração é similar a uma prancha ao surfista. Ela apenas o ajuda a seguir fazendo o que ele deseja que é deslizar suave sobre as ondas.

O Mar é o turbilhão de potenciais! Infinitas consciências estão imersas ali. Vários feixes vibratórios são experimentados!

Para esta parábola, eu gostaria de convidar Wo para ser o personagem. Wo representa a humanidade!

Wo deseja aprender a surfar! Ele nunca surfou! Mas adoraria!

Então, Wo, sem experiência alguma, começa seu processo de aprendizado de surf, ele nem se quer entra no mar. Tem inúmeras aulas ainda na praia, onde ainda é mais fácil subir e se equilibrar na prancha. Ali Wo ainda consegue usar sua prancha de forma hábil. 

Quando Wo sente-se preparado, ele entra no mar! Leva sua prancha, lembra de todas as teorias aprendidas e então vêm as primeiras ondas! Elas não dão a Wo tempo suficiente para organizar a sequencia de movimentos que ele havia aprendido ali mesmo na praia, minutos antes de entrar no mar! 

No início, todos potenciais são de um fim catastrófico para Wo, todas as ondas parecem estar contra ele e simplesmente existir ali já não é tão fácil como parecia. Depois de inúmeras tentativas, depois de entrar e sair do mar várias vezes, ter se afogado, tombado e Wo nem ao menos conseguira deitar-se na prancha! Então ele vai para casa mais uma vez e dessa vez, ele tem dúvidas se realmente quer aprender a surfar!

Os pais de Wo são mestres surfistas! Eles olham para Wo de forma amorosa! Eles veem Wo triste, desanimado, eles sabiam que Wo passaria por esta fase! Ele está aprendendo a se equilibrar! Seus pais dizem: “ Meu amado, tenha paciência! Você já fez progressos significativos! Você vai conseguir, nós também passamos pelo mesmo processo que você está passando e veja, somos professores de surf!” Estas palavras ouvidas em casa, de seus pais são reconfortantes para Wo. Wo está confiante! Ele volta ao mar! Ao chegar, ele observa aquela vastidão, vê o quanto já havia aprendido a se equilibrar em sua prancha e entra empoderado ao mar! Rema com os braços até a primeira onda que o recebe! Ele entra nela e pela primeira vez, fica de pé por alguns instantes tendo um vislumbre do sentimento do que é deslizar sobre uma onda! 

Pela primeira vez, as ondas já não mostravam apenas um fim assustador para Wo! Agora os potenciais pareciam estar mudando, apesar do medo! Wo ainda tinha medo de não conseguir se equilibrar como seus pais disseram e aquelas ondas acabarem por machuca-lo de alguma forma! Porém, aquele dia foi um divisor de águas para Wo. Ele viu que era possível! Wo conseguiu por alguns instantes sentir o que os pais sentem a todo instante!

Wo volta inúmeras vezes ao mar, treina, aprende técnicas novas, conhece cada vez mais sua prancha! Ele agora consegue surfar uma onda do início ao fim! Passa o dia inteiro no mar surfando e aquilo tornou-se muito prazeroso para Wo! Surfar virou sua rotina!

Neste ponto, Wo conhece tão bem sua prancha, equilibra-se tão bem com ela que ele sente-se fundido a ela ao surfar! Quando está no mar deslizando sobre as ondas, ele não consegue mais ver sua prancha como algo além dele, como um objeto, mais sim como uma extensão de si mesmo. Wo percebeu uma tríade: ele, a prancha e o mar. Eles fundiam-se numa única coisa no momento da criação do “surfar”! 

Depois de tanto treino e diversão, Wo estava muito bom em surfar! Ele tornou-se um mestre surfista! Wo cria novas técnicas avançadas e junto a seus pais ensina novos garotos que estejam querendo aprender a surfar! Wo sabe dos potenciais que cada um passará, pois assim como seus pais, ele também passou por todas as fases e sabe que independente do que aconteça, o único resultado é tornar-se um mestre surfista! Wo viaja para outros países e ensina, onde vai, suas técnicas e sua sabedoria sobre surf!

Em um momento, enquanto Wo estava surfando, num mar ao por do Sol, ele teve uma compreensão do que significava todo aquele processo: Ele viu que não haviam ondas boas ou ruins! Haviam apenas potenciais de criação. As ondas eram apenas ondas e os potenciais da criação de uma boa ou de uma má experiência estavam ligados apenas a sua percepção, pois ela fora mudando a medida que WO fora ganhando habilidade sobre a prancha, porém as ondas continuavam iguais! Ele percebeu que o mar, era uma infinidade de possibilidades de criações e partia de cada um que nele entrava criar as sincronicidades para as experiências que queriam ter! 

Mestres amados, tudo que chega até vocês é para ajuda-los a aprender a usar seu coração de forma cada vez mais refinada! Chegarão energias de todos os feixes vibratórios até ficarem com seus corações tão acurados ao ponto de selecionarem automaticamente apenas aquilo que desejam! 

Qualquer energia, aparentemente, contrária à Luz é um auxílio no processo de reconhecimento daquilo que realmente você é. Haverá um momento em que perceberão que de maneira alguma há algo que possa impedir o seus avanços! Tudo que chega até vocês é apenas para o seu crescimento! Quando sentirem desânimo, medo ou qualquer energia desempoderadora, que os impeça de seguir em frente, lembrem-se: seus pais são mestres no que estão fazendo e eles estão junto com vocês dizendo: “ Tenha paciência meu querido, você conseguirá! Nós já passamos por tudo isso e sabemos que o único caminho que há é sua Maestria! Nós já vimos isso acontecer!” .Tome as palavras de seus pais como um impulso e siga, não importa quantas vezes você entrará e sairá do mar, você sabe que conseguirá, pois você confia em seus pais, você confia no sentimento do seu coração sabendo que o que eles falam é verdade!

Uma onda pode ser atormentadora ou motivo de alegria e diversão, depende apenas do preparo de quem as está olhando! E todas vocês, Velhas Almas, estão muito mais que preparadas! São realmente mestres no que fazem! Já treinaram o bastante! Estão aqui para ensinar suas novas técnicas aos que desejam aprender!

E assim é! 

Gratidão mestres amados, por suas intenções sempre positivas! 


Veja mais Artigos Aqui
Veja mais Melk Sales Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...