sábado, 14 de outubro de 2017

MESTRA ROWENA - "O PODER DAS FLORES" - 04.10.2017


  
Nunca subestime o poder da suavidade. Nunca subestime o poder de uma flor. Apenas observe um jardim. Observe com os olhos abertos, os olhos do coração. Como são as flores? De onde vêm as flores? Quem olha uma flor, muitas vezes não para pra pensar qual foi o processo para uma flor se fazer flor. Qual foi o processo para aquelas cores se apresentarem em tamanha delicadeza e exalarem perfume.

Qual é o milagre da vida, meus filhos? A vida é um verdadeiro milagre e o milagre sempre é o milagre dos fortes no amor. As flores, com sabedoria divina, não disputam entre si. Uma flor não olha a beleza de uma outra flor, ela não precisa disso. Uma flor volta a si mesma e encontra dentro de si mesma o seu código divino. Está tudo escrito, tudo marcado dentro dessa flor, quem ela será. Ela tem dentro dela o seu código, a sua luz, a sua força, a sua finalidade, a sua função, a sua missão.

A flor não cobiça a beleza de uma outra flor. A flor não almeja ser quem ela não é; e ela não tem medo das intempéries da terra ou a falta, ou o excesso de água. Ela está ali apenas para ser quem ela é. E alguns podem pensar assim: "Eu preciso de mais sol, mais luz, mais oportunidades na minha vida."

Mas as flores não se intimidam com a sombra, ou com os espaços obscuros do jardim, porque ali nascerão outras flores, outras plantas, que precisam exatamente da sombra para viver. Há uma incrível adaptação num jardim. E até as plantas mais frondosas, maiores, mais poderosas talvez, oferecendo a sua sombra, cuidam de muitas espécies.

Há entrelaçamento de energias, entendimento, e boas vibrações. As plantas, as flores, elas aprendem a viver com a diversidade. Elas encontram entre si o sentimento da irmandade:

- Eu ajudo você, você me ajuda.
- Eu reconheço a sua luz, eu necessito da sua luz.
- A sua luz permite que eu também brilhe.

Ou:

- A sua grande força, que faz a sombra, também permite que eu possa existir.

Esse é o diálogo das plantas, esse é o diálogo da vida, onde as energias se complementam. E esse é o grande aprendizado da encarnação humana: aprender a compartilhar, a se verem como irmãos e irmãs. Mesmo numa família, as pessoas não sabem ser irmãos. Muitas famílias se perdem pela competição entre irmãos. Quando você deixa de ser você e passa a analisar os outros e enxergar, porque estão tão próximos os defeitos. E esquece de ver que ali existe um ecossistema criado para a sua encarnação.

Façam as pazes com seus familiares, com seus irmãos, seus pais, seus filhos. Compreendam a função de cada um na sua vida, mesmo aqueles que já foram para o plano espiritual.

Porque todos continuam irmãos, pais, filhos, parceiros na caminhada. E, na espiritualidade todos irmãos. Na espiritualidade se perdem os cargos e ganham-se as mãos dos irmãos/irmãs.

Sim, meus amados, olhem com mais atenção um jardim. Compreendam que todos estão entrelaçados, se ajustando, se entendendo, se ouvindo. Não se deixem ofuscar pelos títulos da Terra, que vão passar.

Se nesta encarnação você teve a bênção de estudar, aprender, Ser; manifestar tantas coisas nesta vida, isso não é garantia de que numa próxima existência você será assim. A sua alma precisa tanto dos momentos de glória e luz - como os pontos iluminados de um jardim - como dos momentos de sombra para manifestar os seus poderes.

Todas as plantas de um jardim são importantes, todas as pessoas da sua vida são importantes.

Reconheça o valor de cada um e deixe de competir com os demais. Isso atrapalha a sua vida, "estraga" a sua evolução, interrompe o seu processo criativo, inibe a sua prosperidade.

Se sentir irmão, em irmandade, é uma grande bênção que você deve acolher no seu coração.

Nesse momento, imagine na sua tela mental um belo jardim.

Onde as árvores têm o seu lugar, as flores, a grama, o céu, o sol, a água e as pessoas. Nesse momento, visualize você, no seu corpo espiritual: lindo, leve, feliz, ao lado de alguém que você ama, num sentimento de profunda paz. E lembre, essa pessoa é um irmão. Espiritualmente somos todos irmãos.

Em sintonia com a Chama Rosa, à qual eu sirvo com profundo respeito e amor, eu sou Mestra Rowena e abençoo vocês com esse sentimento de amor.

Ofereço as curas da Chama Rosa. Ofereço o sentimento de libertação de abandonos e mágoas provocados pelo excesso de desejo romântico. Aliviem isso de vocês. As flores também se bastam, elas não precisam de parceiros e parceiras para exaltar a sua beleza. Elas são completas em si mesmas.

Lembre se do princípio da unidade que você é. Você é um ser único. A sua beleza é única. E você tem absolutamente tudo em você. Porque você é um filho, uma filha de Deus.

Ao mesmo tempo, abra o coração, abra as mãos, abra o sentimento para poder estar com os outros.

Recebam minhas bênçãos e minha luz, e vibrem no amor da Chama Rosa, com muita harmonia no coração e paz.

Visualize o jardim e se manifeste lá espiritualmente: um jardim de flores suaves, um jardim de consciência suave, um jardim de amor.

Tenham luz!

Tenham paz!


Canal: Maria Silvia Orlovas
Mais mensagens da Mestra Rowena Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...