sábado, 10 de fevereiro de 2018

GABRIEL RL (PALESTRA) - "SEGUIR SEMPRE O CORAÇÃO?"



INTRODUÇÃO:

Há uma música cuja letra tem um pensamento interessante e verdadeiro: “O coração tem razões que a própria razão desconhece.” Podemos brincar com essas palavras e recriar a ideia de outras maneiras: “A razão tem que ter um coração para ter razão.” “O coração está sempre com a razão, e se não for assim, não é do coração.” “O coração que se firma na razão, melhor efetiva sua ação.” “A razão sem coração não tem nenhuma razão.” Muitas outras construções são possíveis com os dois termos. A princípio, esses conceitos parecem antagônicos, opostos entre si, sem possibilidades de conciliação, como se tivéssemos que optar por um ou por outro. E aí vem a pergunta: Como saber o que vem do coração?

Observe que, talvez, o seu coração possa estar fundido com uma energia linear ou energia do ego. Nesses casos, ele estará desconectado da vontade mais elevada. Emoções mundanas egoicas confundem as pessoas, fazendo-as pensarem que seus desejos vêm do coração. Se a pessoa não estiver conectada a uma energia mais elevada, será confundida por energias estranhas, e inevitavelmente será ludibriada, enganada e induzida ao erro.

No mundo da dualidade, essa confusão ocorre mesmo. Acontece que na nossa evolução estamos saindo do modelo das dualidades, nos dirigindo para a UNIDADE e para alcançá-la, vamos ter que superar essa dicotomia. A superação pressupõe que façamos um casamento alquímico entre razão e emoção.

O coração não pode ser confundido por atitudes aparentemente benévolas, mas, no fundo, egoístas e enganadoras. Como o saber? Se um ato culmina em conseqüências desastrosas para você ou para outras pessoas, desconfie. Para ser do coração, o ato indubitavelmente estará conduzido por anseios elevados.  

Atos inspirados pelo coração têm “um que” de superior. São de natureza divinal e culminam em amorosidade, positividade e benevolência para todos os envolvidos. É outra energia. Podemos dizer que se trata de seguir sua missão de alma, os protocolos divinos, o trabalho da Luz divinamente inspirado. Quando a pessoa está conectada ao seu coração, não há sofrimento - e esse é um bom indicador de que ela está seguindo o coração. Quem se solta nos planos divinos e se coloca à disposição dEle - e essa é a melhor garantia, a melhor forma de seguir o coração - seguramente, não erra. Quando essa entrega acontece, a pessoa e o Pai se tornam UM - e a vontade de ambos é uma só, é a mesma. Isso é o que se chama Reconexão. Aí não há como se enganar. 

Enfim, coração e razão têm que ser mediadas por uma consciência mais elevada - essa é a chave; reconecte seu coração - essa é a dica.

Ouça na palestra, a seguir, o Gabriel destrinchar esclarecedoramente esse tema.  

Gratidão, Gabriel RL, por mais esse ensinamento!

Solange Yabushita
   

Apresentação: Solange Yabushita
Produção de vídeo: Davi Aguiar / https://www.daviaguiartes.com/

Veja mais sobre mim Clicando Aqui

Playlist com outras palestras minhas Clicando Aqui

Em Amor e Luz,

Gabriel RL 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...