sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

JENNIFER HOFFMAN - "A DIFERENÇA ENTRE ENERGIA E ENERGIA PARA A ILUMINAÇÃO E A TRANSFORMAÇÃO" - 01.02.2018



Às vezes, é difícil saber quando ficar com algo e esperar um resultado final que sabemos que é possível, ou liberar e ficar satisfeito, sabendo que fizemos o melhor possível. A maneira de saber qual escolher é observar a energia ao redor de nossas expectativas. Se o resultado que desejamos significa que alguém tem que mudar, ou fazer algo de forma diferente, então, podemos estar à procura de um encerramento, validação, uma recompensa pela nossa contribuição para a vida, ou alguma gratidão. Isto envolve “energia”, e embora isto possa acontecer, pode não ocorrer. Ficamos bem ao deixar ir e avançar, o que requer um nível mais elevado de “Energia”? Podemos nos dar o encerramento que queremos, sem nos arrependermos, ou nos sentirmos insatisfeitos com os resultados? A resposta está na diferença entre energia e Energia.

A energia com “e” minúsculo é o nosso fluxo pessoal de energia que controlamos e direcionamos, sua fonte está em nosso corpo e campo energético e ela é muito familiar, como deveria, porque, geralmente, é a nossa própria energia herdada e reciclada. Tudo o que estamos fazendo com esta energia, o que estamos sentindo, pensando, acreditando e as experiências que estamos tendo fazem parte dos padrões muito antigos que repetimos ao longo de muitas vidas. É frustrante e irritante, se estamos trabalhando arduamente com isto e não obtendo os resultados que desejamos. É porque estamos presos em um ciclo de energia e não há maneira de resolver isto, até que estejamos dispostos a elevar a nossa energia com a nova Energia.

Energia, com “E” maiúsculo é universal ou a energia da Fonte. É o que chamamos de amor incondicional (que é uma energia e não uma emoção), mas acho que “amor” é a palavra errada para usar. Devemos ver isto como uma consciência em expansão que está disponível para nós uma vez que removamos os filtros do medo, da dúvida, e limitação. É o fluxo de energia com que nos conectamos o tempo todo; podemos chamá-la de energia da Fonte.

Então, se ela está sempre disponível para nós, como obtemos a Energia intensamente expandida e expansiva para que se torne a energia que usamos em nossas vidas diárias, e se estamos sempre conectados com este fluxo poderoso, por que não podemos experienciar mais alegria, paz, amor e abundância em nossa vida?

A resposta é simples - a energia existe em todas as frequências e temos acesso a todas elas, mas não podemos conectar, receber e integrar a Energia universal, que está em uma frequência mais elevada do que a nossa. Estamos cientes e acessamos a frequência que corresponde com a nossa própria frequência, e podemos nos conectar com a vibração que corresponde e se alinha com o nosso próprio nível de vibração.

Basicamente, não podemos estar cientes de uma frequência energética que é mais elevada do que aquela que atualmente incorporamos, não importa quantas outras frequências potenciais estejam disponíveis.

Imagine ter um litro de água e alguns copos de diferentes tamanhos. É impossível colocar toda esta água em qualquer copo. Devemos ter um recipiente que mantenha um litro de água se quisermos transferir toda a água de um recipiente para o outro. A fim de recebermos a energia de frequência mais elevada, devemos elevar a nossa própria vibração energética para sermos capazes de integrá-la. Não podemos esperar ser um recipiente compatível para a energia cuja frequência energética e vibração não correspondem a nossa.

Há muitas maneiras de diminuirmos a nossa frequência, bloquearmos os fluxos de energia, ou limitarmos a expansão de nossa energia. Uma das principais maneiras que isto acontece é se estamos tentando curar, mudar ou transformar alguém. Quando fazemos isto temos que nos equiparar àfrequência energética da pessoa para que possamos nos conectar com ela. Então, estamos em sua frequência energética, não na nossa e estamos reciclando a energia, e não convidando novas frequências. Assim, estamos tentando mudá-las, refletindo a energia dela, o que significa que não podemos acessar a energia com que somos capazes de conectar porque abandonamos a nossa frequência para curar outra pessoa, incorporando a frequência dela.

É por isto que fazer a escolha de se afastar de uma situação pode ser tão difícil, pois sacrificamos muito para estar naquele caminho com esta pessoa ou naquela situação. Temos um forte investimento energético de que queremos ver um retorno, este retorno sendo a transformação de outra pessoa, ou que queremos obter o seu amor, aceitação e validação. Queremos ser reconhecidos pelo nosso sacrifício e exonerados pela sua cura. Isto é, muitas vezes, uma repetição de um longo ciclo de energia, e a nossa paz e validação passam a aceitar que alguém não quer ser curado, iluminado ou salvo - ela está bem onde ela está, não importa o quão errado achamos que este espaço é para ela.

Mas no final, a escolha se refere à energia e à frequência que queremos incorporar que nos ajudará a alinhar com o amor, a paz, a alegria e a abundância que queremos criar em nossa vida. É aqui que colocamos as nossas necessidades energéticas em primeiro lugar e fazemos isto criando intenções poderosas e potentes para a nossa vida, o que permite que a Energia venha preencher este recipiente de energia. Faça a escolha de acrescentar uma Energia de frequência mais elevada ao seu próprio campo de energia. Você tem o poder de fazer isto e pode mudar seu caminho de energia, frequência e vibração a qualquer momento. Escolha a energia da alegria, busque o amor incondicional e uma consciência em expansão, seja claro em sua intenção para a sua vida, o tipo de vida que deseja ter e o que quer em sua vida, e a Energia que você precisa para realizar estas coisas que estarão disponíveis para você.



Autor: Jennifer Hoffman 
Facebook: Jennifer Hoffman
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...