background

quarta-feira, 28 de março de 2018

BENJAMIN FULFORD - "É HORA DE RELEMBRAR A CHINA DE SEU LUGAR" - 26.03.2018


                                                                                                                                                  O início hoje (26 de março de 2018) dos contratos futuros de petróleo em Yuan chinês, apoiado em ouro, está sendo amplamente visto como uma vitória chinesa na atual guerra financeira pelo controle do planeta Terra. Também é um bom momento para lembrar à China que o mundo NUNCA trocará o controle da máfia khazariana pelo controle da máfia chinesa.

O Ocidente será eternamente grato pela ajuda fornecida pelas sociedades secretas asiáticas em sua batalha para se libertar do controle da máfia khazariana adoradora de satanás. Como iremos apontar, esta batalha está prestes a terminar em vitória para a humanidade.

No entanto, os khazarianos, que nunca podem e devem ser subestimados, estão apelando para o ego de certos líderes chineses, prometendo a eles o papel de rei-deus babilônico do planeta Terra. Em troca do apoio chinês, muitos líderes chineses estão se apaixonando e, por isso, sonhando com uma ditadura chinesa em todo o planeta.

Desse modo, a China precisa ser lembrada de algumas coisas. A primeira é que o Ocidente ainda tem o poder de acabar com a ela. A Sociedade Dragão Branco (SDB) e seus aliados lutaram arduamente para derrotar uma facção que, no Ocidente, desejava fazer exatamente isso. Assim, em vez de obliterar a China, o Ocidente transferiu deliberadamente sua perícia industrial e técnica para ajudar a China a se modernizar e se desenvolver. Isso, porque era a coisa certa a fazer e porque o Ocidente quer a ajuda asiática numa campanha para acabar com a pobreza e impedir a destruição ambiental. Além disso, a China e outros países asiáticos foram ajudados em sua modernização, porque um acordo entre o Oriente e o Ocidente para a paz mundial é necessário para acabar com a quarentena em que o planeta Terra está agora submetido. Em outras palavras, certas facções radicais chinesas precisam ser lembradas de que o objetivo final é alcançar uma solução vantajosa para todos.

Com isso em mente, vamos agora dar uma olhada nas últimas notícias da batalha, em andamento, pelo planeta Terra. Nesta frente, há uma séria e arriscada diplomacia entre os EUA e a China, neste período que antecede o início do comércio chinês de Ouro/Petróleo/Yuan ou “Gold/Oil/Yuan (GOY)”, que está sendo visto com razão como uma ameaça ao petrodólar e à hegemonia dos EUA.

A reação norte-americana foi impor tarifas sobre importações chinesas no valor de US $ 60 bilhões e contratar o neoconservador radical, John Bolton, como Conselheiro de Segurança Nacional do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A mensagem dos EUA para a China foi claramente essa: "Vamos parar de comprar suas coisas, cortar o suprimento de petróleo do Oriente Médio e usar a Coréia do Norte como uma desculpa para iniciar uma guerra". A reação chinesa, em contraste, foi buscar compromisso e paz. Negociação, lembrando, ao lado dos EUA que estava totalmente preparada para qualquer eventualidade.

Apesar do burburinho dos EUA, um rápido olhar para as cartas que cada lado está segurando, torna óbvia a probabilidade da China emergir como um vencedora pirrônica em qualquer guerra comercial. Isso pode ser visto levando as coisas ao extremo e, imaginando os EUA interrompendo todo o comércio com a China e, a China despejando todas as suas ações do Tesouro dos EUA. Os americanos veriam uma queda imediata em seus padrões de vida, já que perderiam acesso aos baratos produtos chineses, na medida em que um dólar em queda, tornaria as importações do resto do mundo mais caras. Além disso, levaria muitos anos para os americanos construírem fábricas para substituírem os bens que estão acostumados a obterem da China e o resultado final seria muito mais dispendioso.

Por sua vez, a China, perderia o acesso à soja e grãos dos EUA, mas que, no entanto, poderia substituí-los por suprimentos de fontes como a Rússia e Brasil. A perda de dólares americanos, obtida através de seu superávit comercial com os Estados Unidos, também, privaria a China de grande parte da moeda forte que vem utilizando para aumentar seu poder em todo o mundo. No entanto, é provável que a China tenha estabelecido o GOY, em parte, para ter um substituto pronto para os petrodólares que perderia numa guerra comercial com os EUA.

A propósito, é interessante notar que um dos operadores mais ativos no primeiro dia da negociação GOY, de Xangai, foi a empresa de Rothschild, a Glencore. Também é interessante notar que “cerca de 12 milhões de barris do contrato mais ativo de Setembro, de Xangai, mudou de mãos nos primeiros 55 minutos de negociações, um volume maior do que o contrato mais ativo para o Brent”.

Na superfície, parece que os Rothschilds e seus irmãos khazarianos estavam ao lado da China contra os EUA. No entanto, ao se analisar as coisas mais profundamente, uma imagem muito diferente emerge em que os Rothschilds e seus mafiosos colegas khazarianos enfrentam uma derrota catastrófica.

Fontes do Pentágono dizem que, na realidade,  a guerra comercial com a China “fornece uma cobertura aos militares dos EUA, para que eles possam derrubar o mercado de ações e confiscar trilhões de dólares de ativos, roubados em todo o mundo”.

"A Loucura de Março que começou em 23.03.2018, quando Trump 'relutantemente' assinou o projeto de lei (omnibus bill), sobre gastos  de US $ 1,3 trilhão para financiar as forças armadas, para drenar o pântano com operações secretas e abertas em todo o mundo", disseram as fontes do Pentágono. O omnibus bill,  dá carta branca a Trump para que possa “financiar qualquer agência ou programa, ou defraudar os ruins como a CIA ou a ajuda a Israel”, explicam as fontes do Pentágono.

 “Os gastos previstos pelo omnibus bill, de 2.232 páginas, que ninguém lê, na verdade, fornece muito dinheiro para testemunhas, GITMO, Diego Garcia e habilita e financia uma Inspetoria Geral, em todo o governo, para expor os crimes da cabala”, dizem essas fontes.

Além disso, o “Relatório de 1200 páginas do Inspetor Geral do DOJ revelará massiva pedofilia, assassinato, extorsão, corrupção, traição e sedição, na medida em que Trump busca uma aplicação de pena de morte para traficantes de drogas, como em Cingapura”, continuam as fontes.

Se alguém ainda tem dúvidas de que um expurgo já começou nos níveis mais altos, deveria parar e pensar na renúncia do "papa maldito", a abdicação de toda uma série de monarcas, incluindo o imperador do Japão, a aposentadoria de muitos americanos, Senadores e membros do Congresso e o desaparecimento de pessoas como George Soros, Bill Gates, etc.

No momento, acontece um ataque muito visível contra o controle da máfia khazariana de gigantes da Internet como o Facebook e o Google. Nesta frente, fontes do Pentágono dizem que o neto de David Rockefeller, Mark Zuckerberg (Greenberg), “está à procura de comercializar espionagem e infiltrações, assim como Steve Wynn (Weinberg) que, finalmente, foi forçado a vender todas as suas ações”. Deve-se notar que Wynn, ex-presidente financeiro do Partido Republicano, era dono dos hotéis usados ​​no evento de assassinato em massa e tentativa de assassinato de Donald Trump, em Las Vegas, em Outubro passado.
Na Europa, o expurgo também continua, na medida em que o ex-presidente francês Nicholas Sarkozy, na semana passada, foi formalmente acusado de receber financiamento de campanha ilegal da Líbia. Além disso, o Presidente da França, o escravo Rothschild, Emmanuel Macron, está enfrentando greves e protestos em massa por suas tentativas de cortar os salários dos trabalhadores franceses, a fim de enriquecer seus senhores oligarcas.

Enquanto isso, na Itália, os partidos anti-establishment da Liga do Norte e do Movimento Cinco Estrelas estão próximos de formar um governo que certamente desafiará a UE fascista e sua moeda, o euro.

A máfia khazariana, é claro, ainda não desistiu de sua tentativa fanática de iniciar uma 3ª Guerra Mundial. Na semana passada foi, novamente, pega fabricando ataques de gás venenoso na Síria e no Reino Unido, numa tentativa de iniciar uma guerra com a Rússia.

Fontes da CIA estão dizendo que os khazarianos chantageiam o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para forçá-lo a contratar o radical belicista neocon John Bolton como Conselheiro de Segurança Nacional. Essas fontes, assim, como fontes do Pentágono, dizem que Bolton é uma mercadoria danificada, que está sendo chantageada com acusações de pedofilia. No entanto, as fontes do Pentágono dizem: "John Bolton pode não durar muito e tem um mandato para promover expurgos, enquanto os militares comandam o show".

Ao mesmo tempo, fontes da CIA, também, estão dizendo que um plano da máfia khazariana para substituir Trump pelo vice-presidente Mike Pence está condenado ao fracasso, uma vez que Pence é uma das pessoas que serão presas por acusações de pedofilia. De qualquer forma, fontes da SDB dizem que  Bolton servirá num papel útil para ameaçar uma guerra contra o Irã e, portanto, um corte do petróleo do Oriente Médio, como uma carta nas negociações com a Ásia sobre o novo sistema financeiro.

Por sua vez, membros russos da SDB observam que a Rússia, juntamente com seus aliados Turquia, Egito e Iran, tem poder de veto sobre qualquer plano ocidental de cortar o petróleo do Oriente Médio. Os russos querem paz mundial e relações amistosas, baseadas na lei entre as nações, dizem as fontes. Eles não confiam totalmente no Ocidente, até que os belicistas khazarianos que estão por trás dos ataques de gás, etc., sejam todos removidos do poder, dizem eles.

Numa nota final, na semana passada, este escritor foi convidado para uma cerimônia no quartel general da Maçonaria, no Japão, perto da Torre de Tóquio. Esta foi a primeira vez que ele participou de um evento como esse. Os maçons o convidaram como parte de sua nova campanha para dissipar mal-entendidos sobre eles, abrindo suas portas ao público em geral. O que esse escritor viu foi uma cerimônia bastante inócua. Abaixo, está a fotografia do evento:


De um modo geral, os maçons tiveram um grande impacto na história do Ocidente, porque pessoas influentes se conheceram e se conheceram em suas lojas. Para aqueles que querem saber mais, o vídeo de 97 minutos, abaixo dá uma boa visão geral do que são os maçons. 

https://youtu.be/OlwsJWkgu7k  

Na opinião deste escritor, o vídeo é preciso em sua maior parte, exceto, quando afirmam que os Illuminati não existem. Os Illuminati são reais e estão divididos em Illuminati Gnósticos, que são contra a governança de linhagem, e os Illuminati da Loja P2, que querem um governo mundial controlado por antigas linhagens romanas.

De qualquer forma, parece que os maçons apoiam as metas da Sociedade Dragão Branco e da Sociedade Secreta Asiática, de paz mundial e amizade entre os povos.

FIM.


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...