background

terça-feira, 29 de maio de 2018

BENJAMIN FULFORD - "NOVA CRISE FINANCEIRA, PROVAVELMENTE, COM A INTENSIFICAÇÃO DA GUERRA CIVIL NO OCIDENTE, EM WASHINGTON DC., EUROPA, BRASIL E OUTROS LUGARES " - 28.05.2018


                                                                                                                                       
A guerra civil não declarada dentro das fileiras da elite Ocidental continua furiosa, com ambos os lados realizando grandes ofensivas. Em última análise, esta batalha é entre as antigas linhagens aristocráticas de sangue, mais fortes na Europa e os Illuminati Gnósticos que são contra essas linhagens, atualmente predominantes nos EUA.

O maior campo de batalha continua sendo Washington, D.C., onde o antigo establishment está lutando por sua vida e perdendo contra o regime de apoio militar do Presidente Donald Trump.

No entanto, na Europa, a situação também está se aquecendo intensamente, na medida em que que a aliança euro-asiática Rússia/China se movimenta para consolidar o controle ali, numa aliança com algumas facções da antiga linhagem, de acordo com fontes da Sociedade Dragão Branco – SDB, na Europa. A Alemanha e a Turquia, revivendo uma aliança da Primeira Guerra Mundial, estão liderando o movimento anti-EUA por lá. Além disso, o novo governo da Itália declarou guerra aberta contra a cabala da máfia khazariana num movimento que resultará em nova turbulência na zona do euro.

Vamos começar com uma análise da situação nos EUA. Lá, os militares dos EUA estão apoiando o Presidente Donald Trump em alguns aspectos, enquanto em outros lutam contra ele. Essa postura ambígua pode ser vista na forma de uma ofensiva contínua contra pedófilos e outros elementos corruptos do antigo establishment.

Uma fonte do Pentágono resumiu a situação da seguinte maneira: “Depois de 8 meses de desafio, os liberais estão se recuperando de sua derrota na guerra cultural quando a NFL, que  foi forçada a banir o ato de ajoelhar quando o hino nacional é cantado, quase 8 meses depois de uma Exposição em Nova York, quando os promotores de Manhattan foram obrigados a prender Harvey Weinstein.

Além disso, a iminente aposentadoria da Suprema Corte, Juiz Anthony Kennedy, deve dar a Trump o controle de seu regime sobre a Suprema Corte, disseram as fontes. Isso permitirá realizar as tão esperadas detenções em massa, sem a interferência de agentes cabalistas no sistema judiciário, observam as fontes. Também, fará uma grande diferença nas guerras culturais, uma vez a resistência aos valores familiares e a promoção do sexo não reprodutivo se intensificam com o apoio Cristão.

Como parte dessas guerras culturais, o julgamento de Harvey Weinstein está colocando muita pressão sobre a elite de Hollywood. Fontes do Pentágono estão dizendo que Weinstein "sinaliza com o livro em que acusa o diretor comunista Elia Kazan, que vai atacar outros predadores e pedófilos em Hollywood". “O testemunho de Kazan, como testemunha perante o Comitê da Câmara sobre Atividades Antiamericanas, em 1952, época da lista negra de Hollywood, rendeu-lhe fortes reações negativas de muitos amigos e colegas liberais ”.

https://en.wikipedia.org/wiki/Elia_Kazan

Agora, vários outros ratos têm cantado como canários, numa tentativa de abandonar o navio da cabala que está afundando. Em particular, sabemos que Jeffrey Epstein, que administrava uma ilha de pedófilos, usada para comprometer e chantagear políticos de elite, etc., agora, é um informante do FBI, que vem abrindo o bico para o promotor especial dos EUA, Robert Mueller. Isso é importante, porque Mueller, apesar de seu passado contaminado pelo 11/09, etc, está trabalhando para os militares americanos. Como o próprio Trump foi um dos visitante dessa ilha de pedófilos, os militares estão recebendo provas de que ele foi chantageado para favorecer Israel em lugares como a Síria e o Irã, disseram fontes do Pentágono.

O contra-ataque contra a atividade Sionista induzida por chantagem contra Trump no Oriente Médio pode ser visto quando “a Câmara, em 23 de Maio, proibiu Trump de declarar guerra ao Irã sem aprovação do Congresso e o Congresso, em 24 de Maio, aniquilou uma medida, para os EUA reconhecerem Golan como parte de Israel ”, dizem as fontes. Em outras palavras, a chantagem Sionista contra Trump não vai ser suficiente para dar a esses fanáticos a oportunidade de iniciar sua tão aguardada Terceira Guerra Mundial.

Enquanto isso, outras fontes do Pentágono estão dizendo que uma grande vitória contra os bancos controlados pelos Sionistas foi alcançada na semana passada e que, como resultado, trilhões de dólares obtidos fraudulentamente após a crise de Lehman, agora, serão usados para um novo sistema financeiro. Disse a fonte:

“… Um dólar americano apoiado em ouro se aproxima no horizonte e que o governo dos EUA vai parar de pedir dinheiro emprestado aos bancos e que Donald Trump pode, talvez... Ter conseguido de volta US $ 15 trilhões em “créditos” dos US $ 23-43 trilhões, agora, reconhecidos de  terem sido roubados pelos bancos e – o mais importante para o público americano - que em algum momento de Junho, 1 (um) trilhão de dólares será liberado na economia dos EUA, através, de administradores confiáveis - pessoas normais, muitas delas veteranas - para inspirar uma criação de empregos e um novo boom de construção como jamais visto e feito, desde o rescaldo da Segunda Guerra Mundial. Investimentos maciços em cidades do interior, em sua maioria negras e, principalmente, áreas rurais brancas empobrecidas, também, fazem parte desse acordo.”

Este movimento financeiro, se for realizado, definitivamente estará ligado às contínuas intrigas, em andamento, na Arábia Saudita, principal e atual financiador do velho petrodólar. Lá, o monarca de fato Mohammad bin Salman não é visto em público, desde que um tiroteio foi relatado em seu palácio, em 21 de Abril de 2018. Esta medida contra Salman, que foi colocado no poder por forças especiais israelenses, está definitivamente ligada aos ataques contra o agente Saudita e ex-Diretor da CIA, John Brennan, dizem as fontes. Brennan agora está sendo responsabilizado como a fonte de toda a caça às bruxas do caso "Russiagate" contra Trump, dizem elas.


“’John Brennan, deveria quebrar a cápsula de vidro e tomar o cianeto, agora’, disse Roger Stone [Trump confidente]  para Amanda House, vice-diretora política da Breitbart News e apresentadora do Breitbart News Daily. ‘Ele é o criminoso que começou todo o dossiê russo. Ele mentiu sobre isso sob juramento e irá morrer em alguma penitenciária federal.”

http://treason.news/2018-05-25-roger-stone-former-cia-director-john-brennan-will-die-in-a-federal-penitentiary-treason.html

Sem dúvida, o estresse sobre a morte iminente de seu protegido Brennan é uma das razões pelas quais George W. Bush, de 93 anos, novamente, estar de volta ao hospital.

https://www.upi.com/Top_News/U.S./2018/05/27/George-HW-Bush-hospitalized-with-low-blood-pressure-fatigue/6491527449383/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter

Outro golpe contra Bush/facção Nazista da cabala, pode vir em breve na forma de um golpe militar no Brasil, segundo fontes do Pentágono. Lá, uma greve de caminhoneiros paralisou a economia. Espera-se que isso seja o gatilho de um golpe militar que irá reabilitar os ex-presidentes Dilma Rousseff e Lula da Silva "de usurpadores Sionistas que tomaram o controle do Banco Central, em 2016", dizem as fontes.

Os Sionistas, também, fracassaram em seu recente esforço para impedir um acordo de paz com a Coréia do Norte usando seu agente John Bolton para emitir declarações provocativas. Este movimento deveria ser coordenado com um ataque na Coréia por um submarino israelense que finge ser um submarino norte-coreano, disseram fontes do Pentágono. No entanto, em vez disso, os Sionistas perderam outro submarino perto da Coréia, disseram as fontes.

Uma furiosa batalha pelo planeta Terra, também, está se desenrolando na Europa. Lá, observadores de mercados estão vendo muitos sinais óbvios de que uma nova crise está chegando. Enquanto a Alemanha e a França estão olhando cada vez mais para a Rússia e a China, a situação a ser observada, agora, se estabelece na Itália e na Espanha.

Em especial, Espanha e Itália estarão presentes com evidencias no ciclo de notícias, nas próximas semanas. Colocando essa situação em perspectiva, os PIBs italianos e espanhóis juntos valem mais de US $ 3 trilhões, ou 16 vezes o PIB de US $ 194 bilhões da Grécia. Isso significa que a crise será 16 vezes maior do que a crise grega que, por si só, quase liquidou com o euro.

Agora, os italianos têm um governo que planeja fazer algo a respeito da lenta destruição da economia italiana, causada por sua participação no euro, ao emitir uma nova moeda para pagar os vários planos para consertar a economia da Itália. O antigo establishment está muito aborrecido com o novo governo italiano, pelo fato do presidente italiano, Sergio Mattarella, ter vetado seu candidato ao cargo de Ministro da Fazenda, por este se opor ao euro. O presidente italiano deve ser uma figura de proa e esse movimento antidemocrático resultará num ataque aberto ao estado profundo italiano, de acordo com fontes da Loja Maçônica P2. O líder do Movimento Cinco Estrelas, um partido anti-establishment, Luigi Di Maio, no Domingo, disse que o presidente Sergio Mattarella deveria sofrer um impeachment por trair o estado, por causa de sua rejeição a um euro céptico como Ministro da Economia.

https://www.reuters.com/article/us-italy-politics-impeachment/italys-5-star-leader-says-president-should-be-impeached-idUSKCN1IS0S1

https://www.bloomberg.com/news/articles/2018-05-28/italy-s-establishment-vetoes-the-populists

Algo comparável é susceptível de acontecer na Espanha, por causa de problemas estruturais semelhantes e relacionados com o euro. São problemas que só podem ser resolvidos por esses países, seja desistindo de sua soberania econômica ou emitindo sua própria moeda. Os governos de ambos países são favoráveis à emissão de novas moedas. No entanto, quaisquer novas moedas no Sul da Europa não só colocariam em risco o euro, elas também abririam o caminho para a grande Kahuna - uma nova moeda para os Estados Unidos substituir ou coabitar com o não mais dólar americano dos americanos.

Em outras palavras, o paradigma financeiro existente. Provavelmente, irá enfrentar sua maior crise, desde o choque do Lehman que, desta vez, pode não sobreviver sem uma reinicialização completa. Até que isso aconteça, podemos esperar turbulências financeiras.

Normalmente, nessas crises, as primeiras vítimas serão aquelas com carteiras de jogos mais arriscadas - nesse caso, as pessoas que compraram títulos de alto risco e ações a preços historicamente insustentáveis.

https://www.zerohedge.com/news/2018-05-26/12-indications-next-major-global-economic-crisis-could-be-just-around-corner

Numa nota final, informamos aos nossos leitores que existe muita coisa que estamos sendo solicitados a ainda não relatar, a fim de evitar a interferência dos bandidos. No entanto, podemos dizer que os mocinhos com planos muito bons para o planeta estão avançando para a vitória. A liberação planetária vai chegar em breve. 


Nota do Gabriel RL: As informações acima foram passadas por Benjamin Fulford, quem também as recebe de outras fontes. Estou repassando o conteúdo na íntegra para que o leitor avalie como achar melhor. 

Autor: Benjamin Fulford 
Fonte secundária: Antimatrix.org
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...