domingo, 13 de maio de 2018

P’TAAH - "RESPIRE E AGRADEÇA" - 20.04.2018



Questionadora: Eu gostaria de perguntar sobre o meu relacionamento com minha mãe. Ela se foi agora, mas não foi muito feliz, especialmente em seus últimos anos. Eu sinto que seria um enorme avanço para mim se eu pudesse trabalhar e curar isso, mas não tenho certeza de como fazê-lo. Tenho certeza de que houve muito "Eu  estarei certa e não lhe permitirei “vencer ". E isso é tudo que eu sei que ainda estou carregando e seria um grande alívio liberar isto.

P'taah: Amada, a mãe estava cheia de medo. No entanto, o que envolve este medo que criou modos de comportamento que foram prejudiciais, o que envolve este, é o amor. E na vida, a mãe fez as coisas da única maneira que sabia, da mesma maneira que você faz com a sua filha: da única maneira que você sabe.

Questionadora: Verdade

Ptaah: Então, ao que há de se apegar? Esta mãe não a amava?

Questionadora: Eu sei que ela me amava. Acho que a pergunta para mim é que desde que ela morreu, ela está em um lugar diferente, ou ela é ainda - espero que ela não seja, a mesma mulher cheia de medo que era?

Ptaah: Não, entenda, depois que ela entrou nesta outra realidade e viu a sua família - não apenas os seus filhos, mas a sua própria família - uma vez que ela conseguiu ver aqueles sem as histórias, ou, na verdade, com o pleno conhecimento da história e não apenas o fim da história, o medo desapareceu porque as histórias são apenas isto - histórias. E além das histórias há amor.

E você vê que é o mesmo para você em sua vida e em sua contemplação da mãe, do relacionamento e da história de ter que ganhar, de ter que estar certa, de ter que provar que ela estava errada, de ter que provar que você é bem sucedida, que você é digna.

Questionadora: Sim.

Ptaah: Tudo isto, também, é apenas história e quando você pode recuar na história e ver o presente, qual é o presente deste relacionamento para você ou como ele foi em sua vida?

Questionadora: Oh, o grande presente é que tive que passar por todas as coisas que passei para ser quem eu sou hoje. Se tivesse sido diferente, eu não teria experienciado ou aprendido o que aprendi. Eu não apreciaria os relacionamentos que são amorosos e abertos quase tanto se eu tivesse isto desde o início. Agora é um grande presente.

Ptaah: De fato, além disto amada, trata-se de seu sentimento de auto-estima e realização porque sempre foi uma idéia de ter que provar a si mesma e assim você se esforça muito para ser digna e, então, descobriu que você é.

Questionadora: Sim.

Ptaah: Tudo bem, assim veja, quando você pode se afastar das histórias, então, você pode permitir que o amor simplesmente seja o que realmente é e ter compaixão pelo medo, em vez de fazer julgamentos. Não vale a pena se apegar à história e a sua mãe ficaria muito feliz se você pudesse perdoar, de certa forma, a sua história.

Questionadora: Sim, sim, farei isto. Na verdade, eu tive uma coisa bastante milagrosa nas últimas duas semanas. Eu fiz um acordo comigo mesma de permitir que o universo me apoiasse e que deixasse de tentar  fazer com que tudo funcionasse. Desde então a vida tem sido tão mágica que é incrível e eu não continuo tentando. Eu me lembro do acordo que fiz porque tenho certeza de que provavelmente haverá momentos em que haverá escorregões, mas não quero voltar a esse terrível medo e a tanto esforço. É muito mais prazeroso apenas se divertir.

P'taah: É, de fato. É divertido, de certa forma, surfar nas ondas da existência, estar nessa liberdade.

Questionadora: E isto funciona! Quero dizer, foi incompreensível para mim, em primeiro lugar, ter uma pessoa me demonstrando como ele poderia funcionar e eu dizendo: "Oh, certo!" e então estou fiquei com a boca aberta quando ele realmente fez isso. Bem, ele não fez isso, ele apenas recuou e tudo se desenrolou. Agora eu tenho feito isso e tem sido incrível, incrível.

P'taah: De fato.

Questionadora: Eu tenho me divertido com a arte por algum tempo e desde então eu decidi fazer uma festa de arte. Não foi uma abertura, nem foi um show. Foi apenas uma festa e vieram perto de 70 pessoas  e eu vendi oito pinturas. Quer dizer, eu não acho que possa suportar tanto sucesso, então eu continuo me lembrando de respirar e apenas dizer obrigada!

P'taah: E isso é tudo que é necessário. Respire e depois agradeça!


Canal: Jani King
Quem é P'taah? Veja Aqui
Fonte: www.ptaah.com - ptaah@ptaah.com
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais mensagens de P'taah Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...