Benjamin Fulford - "As negociações sobre a criação de uma pacifica aldeia global prossegue sem problemas, apesar das ameaças em curso da cabala." - 24.03.2014


Na semana passada houve atividade agitada tanto acima como abaixo da superfície, já que as negociações sobre como atualizar as estruturas econômicas e políticas do mundo entraram na reta final. Abaixo da superfície, os chineses, os illuminati gnósticos, os britânicos, os europeus, o complexo industrial militar e outros estiveram em contato com a Sociedade Dragão Branco para delinear onde desenhariam as linhas na areia.

Na superfície, o governo israelense ordenou que todas as suas embaixadas fossem fechadas numa tentativa em andamento para iniciar uma nova guerra fria com as Nações Unidas,  fazendo ameaças veladas de desencadear o terror nuclear.




Sob a superfície, o mesmo grupo que previu com antecedência os acontecimentos na Ucrânia e um movimento militar dos EUA contra a China (o avião da Malásia desaparecido), disse à SDB que os próximos passos seriam “incidentes de falsa bandeira na Malásia e na Indonésia, seguido pelo desligamento de 12 redes de distribuição de energia elétrica nos Estados Unidos e uma nova tentativa para começar a Terceira Guerra Mundial". Isto pode ser visto como uma espécie de tática de bater na mesa, destinada a afetar as negociações em curso.

Em uma nota mais positiva, representantes de um grupo que se autodenomina "Resistência Cobra", se reuniu com a SDB em Tóquio para negociar uma aliança entre a Europa e a Ásia.

Isto coincide com a atual visita a Europa do presidente chinês, Xi Jinping, onde se reunirá com os chefes de Estado do G-7 e com altos membros do comitê dos 300.


Uma das propostas sobre a mesa faz um chamamento para a substituição dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas: Estados Unidos, Rússia, França, Inglaterra e China, por um conselho de oito. Os conselheiros ou anciãos representariam a África, a América (Norte e Sul), China, Leste da Ásia, excluindo a China, Europa (incluindo a Rússia), a Índia, o mundo islâmico e as primeiras nações mundiais. Nos termos desta proposta cada área teria poder de veto sobre qualquer coisa que afetasse sua própria região.

Embora os detalhes ainda precisem ser resolvidos, não parece haver grandes objeções às linhas gerais da proposta. Também existe um grande apoio para a substituição de uma democracia imperfeita, com eleitores que sofreram lavagem cerebral, manipulação dos meios de comunicação, subornos e roubo eleitoral com a meritocracia, combinada com verdadeira democracia em tempo real.

A questão sobre o que fazer com o Conselho da Reserva Federal e do Banco Central Europeu continua sendo o maior ponto de discórdia.

Aqui há um amplo consenso de que o dólar dos EUA negociado internacionalmente precisa se tornar uma moeda separada de qualquer novo titulo do Tesouro, emitido pela República dos Estados Unidos da América. Isso permitiria a República investir quantidades quase ilimitadas de dinheiro do governo dentro dos Estados Unidos, sem desvalorizar os dólares norte-americanos negociados internacionalmente. Também permitiria que a economia física dos EUA fosse novamente competitiva.  As únicas pessoas que se opõem a isso, é claro, são as famílias que detém o atual regime do dólar dos EUA e que preferem continuar como estão e esperar que os padrões de vida da América caiam para níveis de terceiro mundo.

Independentemente do que acontece com os EUA, A SDB ressaltou ao representante europeu, que os europeus poderiam emitir sua própria moeda de forma independente do governo, apoiadas pela economia de commodities da Europa, sem qualquer necessidade de depender do ouro asiático. Também foi explicado a eles que o dinheiro do governo seria uma alternativa muito melhor do que as notas de dívida do Banco Central Europeu, de propriedade privada chamada “Euros”.

Uma vez que os povos europeus e norte-americanos sejam liberados do estilo babilônico de escravidão por dívida, experimentariam um renascimento jamais visto anteriormente no mundo.

Os asiáticos, com todo o seu ouro, evidentemente estarão em condições de investir generosamente e ganhar influência ao redor do mundo, independentemente de serem ou não os europeus e norte-americanos a emitirem suas próprias moedas regionais independentes.

Entretanto, como pano de fundo para estas discussões, a cabala moribunda continua enviando mensagens ocultas e ameaças sinistras. Como mencionado no início, os israelenses fecharam todas as suas embaixadas e seus embaixadores e altos funcionários foram para abrigos subterrâneos.

Esta mensagem também chegou de uma fonte que tem a capacidade de hackear meu telefone celular: “A próxima transmissão da ONU discutirá a destruição pelo fogo, a purificação da Terra e vinda do mestre de Lúcifer". A data para este acontecimento foi colocada como estando entre os dias 14 a 21 de abril.

O representante do "Cobra" disse que tinha ouvido de forma independente a mesma data mencionada e disse que tem um significado astrológico oculto significativo. No entanto, ele disse que se pessoas suficientes forem capazes de pensar de forma positiva em vez de negativa sobre o evento, o mesmo se converterá em algo bom em lugar de outro evento com vítimas em massa.

De qualquer modo, uma vez que maiores organizações militares do mundo não apoiam os cabalistas, acredita-se que suas ameaças são agora praticamente vazias. De acordo com a loja P2, até mesmo o presidente Obama não está mais do lado dos cabalistas e o problema está restrito a uns poucos de Washington, Nova York, Israel e os gangsters adoradores de Satanás. Essas pessoas não estarão em suas posições por muito mais tempo e muitos já desapareceram.

Como mencionado acima, o presidente chinês, Xi Jinping se encontra agora na Holanda, como parte de uma turnê em sua maior parte no Norte da Europa. Ele se reunirá com Barack Obama e os líderes do G7 lá. Enquanto Obama e Xi estão na Europa, a esposa de Obama, sua sogra e suas filhas estão na China. Embora todo mundo seja educado demais para dizer isso, parece ser que elas estão lá como reféns, para garantir a segurança do presidente Xi, enquanto está na Europa.

Obama também irá se encontrar com o Papa, assim como na organização de uma reunião entre o primeiro-ministro Shinzo Abe do Japão e o presidente Parque Gyeun - hye da Coréia do Sul, sem dúvida, para discutir o impulso da Coréia do Norte para a reunificação da península coreana.

O outro impulso em curso é a criação de um califado islâmico moderado e para acabar com a tentativa dos sionistas/nazistas para começar uma guerra entre os regimes radicais da Irmandade Muçulmana e países cristãos. O mais recente movimento foi o anúncio feito pelo Egito, que irá executar 529 membros da Irmandade Muçulmana.


A irmandade também está sendo expurgada da Síria, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e em outros países da região. O Islã Moderado já levou o suficiente e finalmente está revidando.

O ponto interessante sobre a maioria das ligações desta história, especialmente sobre as mudanças radicais no Oriente Médio, é que se originam de empresas de mídia baseadas no Reino Unido. Os meios de comunicação de propaganda corporativa americana estão tentando fingir que isso não está acontecendo. Esta é uma clara indicação de Inglaterra livrou-se do controle da cabala.

De qualquer modo, além da reunião com o representante europeu, a SDB se reunirá com chineses, russos, norte-coreanos e representantes gnósticos Illuminati esta semana, como parte de um esforço contínuo para garantir que a harmonia global em breve substitua a escravidão da dívida global.


Fonte primária: http://benjaminfulford.net
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge