quarta-feira, 22 de março de 2017

AGLOMERAÇÃO HISTÓRICA DE "BALEIAS SENTINELAS” LIGADA A MISTERIOSAS RAJADAS DE RÁDIO DISPARAM ALERTA RUSSO - 14.03.2017


Gabriel RL: Não levar ao pé da letra o "catastrófico" citado abaixo, tanto que está entre aspas. Sabemos que tudo está sob controle e não haverá mudanças que venham a prejudicar a raça humana e demais habitantes da Terra. Na realidade, a intenção da publicação desta matéria não é causar algum temor. Isto foi feito, apenas, com o intuito de mostrar as sincronicidades do Processo de Upload dos Cetáceos, citados nas Breves Notas do Pleiades 1 com os fatos, inclusive o comportamento anômalo de algumas especies de Cetáceos. (Sincronia sendo escrita por Solange Yabushita, integrante da Equipe Sementes das Estrelas). E claro, a matéria abaixo está em tom de pesquisa e jornalistica, então apenas sintonizem com o trabalho que os Cetáceos estão fazendo e não levem ao pé da letra termos mais "pesados".

---------------------------------------------------------------------------

Por:  Sorcha Faal, e como relatado por seus informantes Ocidentais. 

Um impressionante novo relatório do Ministério da Defesa Russo (MoD)  que está hoje circulando no Kremlin  informa que o primeiro teste de prontidão de combate de aproximadamente 400.000 membros da Guarda Nacional Russa (FSVNG RF) é diretamente responsável pelo boletim de emergência emitido na noite passada pela Agência Federal de Organizações Científicas (FASO), alertando que uma “catástrofe de proporções globais” pode estar se aproximando do planeta Terra, causando eventos de evacuação em massa, para os quais a Federação deve estar preparada. [Nota: Algumas palavras e/ou frases entre aspas neste relatório são aproximações da língua inglesa de palavras/frases em russo que não tem correspondência exata].


De acordo com este relatório, cientistas da Federação no Instituto de Oceanologia da Academia Russa de Ciências (IO-RAS) estão a décadas provando suas hipóteses de que baleias, golfinhos e certos outros mamíferos marinhos parecem ter em algum momento no passado longínquo da Terra sidos geneticamente “modificados/projetados” para serem “sentinelas biológicas” e servirem como um “dispositivo de luz/farol” no pré-aviso para a proteção da “humanidade” de “eventos marítimos catastróficos" – e cujo o maior encalhe em massa desses mamíferos,  registrado na história, levou o MoD a ordenar uma evacuação maciça de todos os navios de guerra russos dos oceanos do sul.

  

Aumentando ainda mais os temores da Federação, o relatório continua: as descobertas alarmantes das últimas semanas feitas pelo MoD de que um antigo “Vimana”, atualmente está atravessando as profundezas das regiões do norte do Oceano Pacífico, enquanto espalha pelo norte e sul dos mares “criaturas/dispositivos” águas-vivas cósmicas usando uma tecnologia de “onda quântica” não antes conhecida, a qual por razões desconhecidas terraforma as criaturas marítimas da Terra.

“Vimana” circular de 2.5 milhas de cumprimento, atualmente viajando nas profundezas do Oceano Pacífico.

Entretanto, este relatório detalha que, levando a ativação de emergência da Guarda Nacional Russa, a FASO está agora declarando que formações históricas e nunca vistas antes de “supergrupos” de “baleias sentinelas”  no Oceano do Sul (Antártico), conclusivamente, tem sido ligados as misteriosas rajadas de rádio emanando do espaço profundo que, agora, os cientistas da Universidade de Harvard estão alarmando de que possam ser provenientes de naves espaciais extraterrestres.

Começando no início de 2011, quando o antigo “Vimana” foi ativado, fora da costa do Japão, provocando o Tsunami e Terremoto Tōhoku que matou aproximadamente 16.000 pessoas, essas formações de “super-grupos” de “baleias sentinelas”  começaram a ser documentadas – e como um dos relatórios científico americanos diz:

"As baleias Jubarte são conhecidas por serem as solitárias do mar – mesmo que elas tendam a migrar, se alimentar e se acasalar em grupos, passam a maior parte de suas existências solitárias ou em pequenos grupos de curta duração, de no máximo sete indivíduos."

Todavia, algo pode estar fermentando em nossos oceanos, uma vez que cientistas estão reportando 22 instâncias separadas de “supergrupos” de baleias Jubarte, que desafiam explicações – grupos nunca vistos antes de 20 a até 200 baleias, todos aparecendo ao longo da costa sudoeste da África do Sul, nos últimos anos.

“Nunca havia visto algo assim”, disse o principal pesquisador Ken Findlay, da Universidade Tecnológica da África do Sul disse ao New Scientist.

De acordo com um novo estudo, 22 instâncias de “supergrupos” de baleias Jubarte foram testemunhados por três cruzeiros de pesquisa em 2011, 2014 e 2015, assim como um punhado de observações públicas de aeronaves que sobrevoavam a região Sudoeste do Cabo da África do Sul.

Baleias Jubarte estão formando “supergrupos” misteriosos que ninguém consegue explicar.

E não só as baleias Jubarte estão se reunindo nestas formações de “supergrupos”, diz o relatório, considerando que apenas na semana passada a confirmação foi recebida, pela primeira vez na história, que um elusivo grupo de Baleias-Bicudas-de-True – um dos mais misteriosos mamíferos aquáticos da Terra – foi registrado em vídeo ao longo da costa de Portugal, em 2013, também, viajando para os Oceanos do Sul.

  
Primeira fotografia das misteriosas Baleias-Bicudas-de-True.

Ao pesquisarem a razão destas “baleias sentinelas” estarem formando seus misteriosos “supergrupos” nos Oceanos do Sul, o relatório explica, os cientistas da FASO determinaram que eles estão ligados às misteriosas  rajadas de rádio provenientes da mesma fonte, além da Via Láctea e que, na medida que penetram em nossos oceanos, manifestam esses supergrupos, mudando de direção – e o que os cientistas da Universidade de Harvard postularam em seu artigo cientifico chamado de Rápidas Rajadas de Rádio Vindas Feixes Extragalácticos de Luz:

O diâmetro característico do emissor do feixe é estimado através de uma combinação de restrições energéticas e de engenharia e, ambas abordagens, curiosamente, produzem um resultado semelhante, que está na escala de um grande planeta rochoso. Além disso, a frequência ótima para a energização do feixe de luz é demonstrada ser similar às frequências FRB detectadas.

Estas ‘coincidências’ dão crédito a possibilidade das FRBs terem origem artificial.

  
Quanto ao porque desses “supergrupos” de “baleias sentinelas” estarem agora se formando nos Oceanos do Sul, esse relatório conclui, é mais provável que seja  devido a morte do Oceano Pacífico que está agora desprovido de  vida por milhares de milhas – e onde quase todos os dias, agora, outra catastrófica de morte em massa é reportada -  mas que, também, parecem estar cada vez mais sendo direcionados por estas rajadas de raios para outro massivo “Vimana” que está “despertando” de sua hibernação na região Sul do oceano sob a Antártica – e cujo a energia gravitacional é tão forte que sua força está sendo estendida para mais de 300 milhas (483 km) no espaço.

  
______________________________

Autor: Sorcha Faal
Fonte primária: WhatDoesItMean.Com
Fonte secundária: Conspireplanet
Tradução: Sementes das Estrelas / Mariana Parise (MariDoglas Semente Estelar).
Revisão: Candido Pedro Jorge
Veja mais Artigos Aqui 

14 de Março de 2017 © UE e USA, todos os direitos reservados. A permissão para utilizar esse relatório é totalmente concedida na condição deste estar associado à fonte original em WhatDoesItMean.Com
  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...