background

segunda-feira, 23 de julho de 2018

JUDITH COATES - "O EU INTERDIMENSIONAL" - 18.07.2018



Amado, eu falo com você agora sobre o seu verdadeiro Ser, quem você é e de onde você veio. Eu falo com você para responder a muitas das perguntas que você teve sobre a vida, por que você está aqui e como você pode ver sua vida e circunstâncias mais sagradas. Eu falo com você sobre o amor que você esqueceu, e como você pode recordar.

Amado, o que você faz nessa realidade é um grande milagre. Você se concentra tão intensamente e tão especificamente em uma realidade que todo o resto da Realidade - com um “R” maiúsculo - é momentaneamente esquecido. Você se concentra mais maravilhosamente em um tempo, um lugar, uma personalidade, uma individualidade, uma realidade - “r” minúsculo - e, ao mesmo tempo, você está funcionando dentro de outras realidades -  “r” minúsculo. Você está tendo vidas em outras realidades, vidas tantas quantas puder imaginar e tão curtas quanto você possa imaginar: vive uma vida inteira no que seria em sua medida um nanossegundo, e ainda assim é uma vida cheia de experiência nesta centelha de Tempo.

Em sua realidade atual, a consciência coletiva - a crença profundamente enraizada dentro de você como a consciência coletiva - diz que existe apenas uma realidade. É este momento do “agora” e você deve participar dessa realidade. Você deve dar tudo o que você sente ser a sua energia. Em outras realidades existem sistemas de crenças que permitem a amostragem de várias possibilidades da experiência em que você sabe que está tendo uma experiência - uma vida dentro dessa dimensão - e ainda assim você sabe que também está expressando e experimentando outras realidades.

Agora, em sua realidade atual, você se moveu para um lugar de semi-recordação da sua Totalidade, onde você permitirá que haja uma consciência expandida com alguns dos irmãos e irmãs que não precisam ter o foco no corpo; em outras palavras,aqueles que você chama de mestres, guias, professores, anjos, que não estão ativando o corpo. E você embutiu em seu sistema de crenças uma porta maravilhosa, uma porta que está se abrindo agora porque você está decretando que é o momento dela ser aberta, uma porta que está permitindo que sua consciência saiba mais quem você é.

Você teve muitos sonhos e sonhou em despertar. É onde você está agora. Você sabe que o despertar irá acontecer - isso está dentro de sua aceitação agora - mas ainda há a crença no processo que diz que ainda está para ser; está no futuro, em algum lugar. Mas dentro do seu sistema de crenças você também colocou a porta mais maravilhosa e uma chave para abrir esta porta, e você está no processo de girar a chave e abrir a porta.

A chave é a mais maravilhosa e, no entanto, é a mais simples. É difícil para o ego, para o ego separado, não desejar que isso faça parte de seu sistema de crenças. A chave é a vontade de acreditar, a disposição de dizer: "Deve haver mais do que apenas essa realidade". É simples assim. Você tem escutado a voz ainda pequena dentro de você que tem dito, “Eu estou pronto agora para saber quem eu sou. Estou pronto agora para abrir a porta e atravessá-la para a plena compreensão e lembrança  de quem eu sempre fui antes do início do tempo ”.

Então, enquanto você está milagrosa e especificamente focalizando esta realidade, você também está construindo nesta realidade a porta aberta que lhe permitirá avançar para a compreensão e a experiência do Você interdimensional. Isto também permite que você se mova, converse com o outro você que se expressa em outras dimensões.

Agora, em momentos de meditação, em momentos em que você permite que a mente esteja livre das restrições do mundo, você esteve sonhando - a coisa mais maravilhosa, o devaneio - permitindo que a mente vá sem julgamento aonde quer que ela o leve. Você foi para outras realidades e participou Você já experimentou a sensação de ser a estrela mais expansiva no céu. Você olhou para as luzes mais maravilhosas em seu céu e conheceu a Unidade com essas luzes. Vocês se sentiu fundido, se quiser, na energia da estrela, e você foi além do perímetro do pequeno eu.

Ao olhar para a flor mais bonita, você vislumbrou por um instante como é a energia dessa flor; ou como é ser como você chama em seu conceito, o deva dessa flor, a energia que guia, dirige o crescimento e a expressão dessa flor; o mesmo que uma folha de grama, o mesmo que uma árvore ou uma pequena muda. Você olha para isso e se surpreende com o milagre da vida. Você vê em toda criação o milagre da vida em toda parte. Você se permitiu de vez em quando perder a sensação de restrição que diz: “Eu sou apenas essa individualidade. Eu sou apenas esse corpo. Eu sou apenas essa personalidade. ”Você perdeu esse pequeno sentido e expandiu-se para conhecer mais o seu verdadeiro Eu naquilo que você chamaria de dimensões mesmo dentro dessa realidade.

Em momentos de meditação, você perdeu todo a sensação do corpo. Você até perdeu todo o sentido da mente. Então você voltou a essa realidade e alguém pode ter lhe perguntado: "Onde você esteve?" E você respondeu: "Eu não senti a passagem do tempo. Eu não sei onde estive, mas me senti bem. Pareceu expansivo. Parecia o paraíso. Foi maravilhoso.” Você tenta encontrar palavras para explicar, e não há palavras, pois é um conhecimento e uma lembrança que vão além da restrição dessa realidade.

Você participa de muitas realidades, como você perceberia como uma parcela de tempo. Você joga em muitas realidades que não conhece ou acredita no conceito de tempo. Você sabe como é seguir o fluxo de energia que é irrestrito. Dentro de seu conceito nesta realidade, você chamaria a isso de velocidade da luz, porque é o mais rápido que você sabe ou pode imaginar dentro dessa realidade, e ainda assim é mais rápido do que a luz. Está além do conceito de luz.

Você sabe como é ser Um com o oceano do ser. Você sabe como é sentir a plenitude, a santidade de você e a cura que você tanto deseja. Você tocou naquele espaço de grande cura em tempos de meditação, em tempos de quietude. Permita que a imaginação seja livre, para levá-lo além do que é conhecido como essa realidade e, em seguida, libere até mesmo a imaginação e apenas seja.

Ao iniciar o processo de conexão com a Totalidade que é você, use as ferramentas que você tem nessa realidade. Vocês são os criadores mais maravilhosos de ferramentas, de técnicas. Vocês são aqueles que são criativos em trazer à tona os professores que falarão a vocês de maneiras que serão como catalisadores para a lembrança. Use essas ferramentas no início deste processo. Você já fez isto, pois tem visitado muitas das oficinas, muitos dos oradores que se encontravam animados com uma energia que vai além do que você conheceu na atividade cotidiana, e sua energia tem sido tão contagiosa que você queria estar em sua presença. Você queria estar aos pés deles e aprender o que eles poderiam transmitir a você.

Você chama esses professores porque está pronto. Você está desejoso de conhecer a próxima ferramenta que você pode usar, o próximo catalisador para a lembrança. Você quer saber mais do seu verdadeiro eu. Você quer vir verdadeiramente vivo. Você sabe que você pode viver a vida diária, você pode ganhar as moedas de ouro o suficiente para sustentar o corpo, mas deve haver mais na vida. À medida que você vê a sua vida passando - e todos vocês sentiram uma aceleração do tempo - você sente que precisa seguir essa busca, para não perder mais tempo.

Agora, na verdade, você nunca perdeu tempo, mas o ego fala com você, e às vezes há a sensação de que você perdeu tempo. Você explorou muitos caminhos, mas agora está em um lugar onde quer conhecer as ferramentas; você quer conhecer o processo. Você quer conhecer a porta e como abri-la.


A porta está dentro de sua compreensão, de sua crença, mesmo neste momento. A chave para abri-la é a disposição de confiar que você pode abri-la, de confiar que você a está abrindo; não para julgar a si mesmo, não para julgar toda a revelação e derrubá-la, mas olhar para toda experiência com reverência e admiração e louvar-se pelo que você está se permitindo compreender como ferramentas no processo.

Brinque com as ferramentas que você cria. Divirta-se com as ferramentas do processo. Em seguida, esteja com as revelações que essas ferramentas lhe apresentarão. Fique com as revelações e pergunte: “Para onde essas revelações me levam?”

Permita-se ser o mago que reunirá várias revelações, aparentemente separadas, e, ao reuni-las, o seu mago fará uma nova revelação, uma nova gestalt, se preferir, de todas as partes das revelações que vieram antes.

Então, esteja com essa revelação e diga: “Se isso for verdade, para onde isso me leva?” Não tenha medo de reivindicar aonde isso irá levá-lo. Avance corajosamente para um novo território.

Você sabe que é por isso que você gosta tanto de seus programas de ficção científica? É porque você quer jogar fora restrições do que esta consciência coletiva da realidade lhe disse que tem que haver. E você, no âmago do seu ser, disse: “Não, há mais. Há muito mais. Eu vagamente, muito vagamente - e às vezes não muito vagamente - lembro-me de viver nas Plêiades. Eu me lembro de voar à velocidade da luz. Lembro-me de grandes naves espaciais ativadas pela minha energia, ativadas pelo pensamento. Eu me lembro ... ”E então você coloca isso no futuro, como uma história, dizendo: “Bem, esta é uma época por vir. ”E ainda assim você não teria essa“ história ”dentro da consciência agora se não fosse algo que você já experimentou.

Todo o tempo é como uma esfera, e cada ponto da experiência relacionada ao tempo está dentro dessa esfera. Cada ponto de experiência que você chamaria de “no passado” está dentro dessa esfera. Cada ponto de experiência que você chamaria de seu futuro está dentro dessa esfera. Como você contemplará outro ponto de experiência de onde você se vê agora, o que o conecta é a linha, e é por isso que você acredita no tempo linear; no entanto, é uma esfera de experiência dentro de um conceito chamado tempo.

Nem toda dimensão da realidade é limitada pelo conceito de tempo. Na verdade, vocês estão se movendo para fora desta esfera, desta bolha do tempo. Você até tem o ditado: "Estou ficando sem tempo" ou "estou sem tempo". Você está estourando a bolha do conceito de tempo e indo além disso. Brinque com as revelações quando elas chegarem até você. Permita que elas se encaixem, em um novo entendimento, uma nova gestalt e veja onde isso o levará. Então permita-se respirar e seja apenas. Permita-se, quando você tiver seguido as revelações até onde elas irão levá-lo, apenas seja.

Conheça a si mesmo como sendo a expansão da Totalidade. Saiba que você experimenta realidades e se expressa como energia, como você entende isto neste plano. Saiba também que você se expressa como a consciência do Ser em outras realidades e dimensões, e o que permite a expressão e a experiência de todas as dimensões e realidades é o Você interdimensional, a matrix de Você que não está confinada a nenhum ponto específico de realidade. Esse é o oceano do Ser;.

Eu o comparei ao amor, e falei com você no que você chama de velhos tempos de estar na consciência do amor, de se conhecer como amor, pois como você reivindicará o Ser do amor, você conhece a compreensão expandida da Totalidade.

O amor é expansivo. Até o que você conhece como amor humano é expansivo. Quando você se apaixona por alguém, todo o seu mundo muda. Você se sente maior do que o que você já se conheceu. Você sente que esse objeto do seu amor é ainda maior do que o que você já conheceu, e a experiência vai além de qualquer coisa que você já tenha conhecido no mundo. Você faria qualquer coisa para ficar apaixonado. É rejuvenescedor. É um espaço maravilhoso para se estar, e o amor humano é apenas uma amostra do Amor que é verdadeiramente você.

Todos vocês são amados pelo Pai. Você luta ao longo dos seus dias. Você tem objetivos, atividades que devem ser realizadas todos os dias. Você tem que vir aqui. Você tem que ir ali. Você tem que ser uma certa pessoa. Você espera que você esteja à altura do que o empregador quer que você seja. Você espera que você esteja à altura do que o cônjuge quer que você seja. Você espera que você esteja à altura do que os amigos e colegas esperam que você seja. Você espera, nos recessos mais profundos de você, que  esteja à altura do que acha que pode ser. Esse é o mais difícil de todos.

E todo o tempo você é amado pelo Pai, o ser maravilhoso  que é você. Você participa de um jogo. Você participa de um jogo de estrelas e é a estrela. Você entra em um foco mais específico, sabendo que precisa se conectar com a bola que está vindo em sua direção e deve jogar de acordo com as regras - regras arbitrárias - do jogo, e espera poder estar à altura. Quando você se conecta, você se sente tão vivo. E o tempo todo que você está participando do jogo, o seu Eu que está sentado na arquibancada, se você quiser, observando você que está participando do jogo das estrelas, torcendo por você.

A sua matrix, o Você interdimensional, é a fonte do seu poder de expressão e experiência. É fora da matrix, o Você interdimensional, que você manifesta toda a realidade que você experimenta. Fora da sua matrix, você cria todas as experiências dentro de cada realidade. Você faz isso tão maravilhosamente nessa realidade que nem sabe que está fazendo isso.

Se você ver algo em sua experiência de vida transformada, expanda-se para o Você interdimensional, a sua matrix, o seu Amor.

A mensagem acima é do capítulo inicial do volume IV de Jeshua em Sua série de livros sobre Seu Cristo Pessoal. O volume é intitulado O Eu interdimensional: o caminho para a Paz. Jeshua disse que Ele avançará no assunto de palavras e conceitos para a atualização e experiência do eu interdimensional. Você está convidado para avançar conosco!


Auxilie curtindo e compartilhando essa matéria no rodapé da postagem, para que ela possa alcançar cada vez mais Sementes! Gratidão! ❤

Canal: Judith Coates
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais mensagens de  Judith Coates Aqui 

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...