background

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

SUMMER SUN: AS SACERDOTIZAS DE ASTERA (ASTARA)




Existem Sacerdotisas de Astera (Astara) cujos corpos e mentes foram dedicados a serem Templos da Memória. Na carne, ossos e orgãos destas mulheres e nas suas próprias células são derramados eventos históricos e conhecimento para custodiar. Nestas mulheres, nestas guardadoras de memórias, estão guardadas jóias de revelação, benefícios para a cura e para a Criação. Alguns dizem que a verdadeira dádiva dessas mulheres é a sua capacidade de se conectarem perfeitamente com toda a própria Vida – e lerem os antigos registos no menor grão de areia, nas veias de uma folha, numa constelação de estrelas, ou na suavidade de um beijo nos lábios. Essas Guardiãs das Memórias estão simultaneamente vazias e cheias na medida em que conservam a sabedoria ao longo dos tempos.” ~ Gaia Codex:Node 444.54.281

As Sacerdotisas da Atlântida trabalhavam juntas como parte das Escolas de Mistérios. Elas estavam a construir templos, a fazer rituais para manterem as energias num estado de Amor. Essa missão foi muito importante nesta experiência devido ao livre arbítrio, de modo que as Sacerdotisas estavam constantemente a aprender as regras cósmicas e a fortalecerem a sua conexão com o Divino Feminino. Ao atingirem níveis mais elevados de Consciência, elas eram iniciadas nos templos como protectoras de Gaia-Sofia, da Verdade, da Justiça, do Amor e da Harmonia. 

Quando as videntes começaram a ver os sinais das trevas, as Altas-Sacerdotisas do Templo do Amor projectaram um plano à prova de falhas para protegerem Gaia-Sofia. Neste plano, as Sacerdotisas assumiram a missão de levarem o conhecimento antigo. Alguns destes seres permaneceram na Terra enquanto a maioria partiu - para voltarem no final do ciclo. Todos esses Seres Divinos estão de volta à Terra agora, para completarem as suas missões. 

Aquelas que ficaram na Terra para protegerem este conhecimento formaram um grupo chamado as "Sacerdotisas de Astara". Como elas sabiam que estariam sob o feitiço do esquecimento, então codificaram esse conhecimento em símbolos. Vida após vida, esses Seres usaram esses símbolos em obras de arte, mesmo que não pudessem lembrar-se totalmente dos significados originais. Não importa o quanto as trevas tentassem imprimir significados negativos nesses símbolos, eles não poderiam alcançar os seus objectivos. Eles também não conseguiram eliminar tantos objectos de arte. Os rituais praticados por eles para atribuírem significados negativos à arte não poderiam assim ter sucesso. 

As sacerdotisas de Astara transferiram o conhecimento de geração em geração. Ainda hoje, esse conhecimento antigo está na Terra e espera que o decodifiquemos. 

Exemplos em cerâmica da antiga cultura Suméria Halafe, contendo os símbolos tanto do Divino Masculino como do Feminino.

Embora essas mensagens codificadas estivessem embutidas nas mentes e corpos subconscientes dessas Sacerdotisas, eventualmente chegaria a hora em que essas memórias seriam desbloqueadas e descodificadas. Alguém precisava de executar essa missão, e essa pessoa foi Saint Germain. Embora a maioria o conheça como o Mestre Ascenso que promove a abundância, ele também é um Mestre da Alquimia Espiritual e ele, com a sua Chama Gémea, assumiu a missão de ajudar os Seres deste planeta a crescerem para além da dualidade. 

A Cruz de Malta é um símbolo de Saint Germain que está nas nossas vidas. Notem que a imagem à esquerda contém simbolismo adicional que inclui a sua união com sua Chama Gémea.

Isso será feito através da verdadeira Alquimia. Durante a história Humana a Alquimia recebeu uma conotação negativa dada pelas trevas. No entanto, na realidade, a verdadeira Alquimia ensina o processo de conhecer / encontrar o nosso verdadeiro Eu, contém as técnicas para sairmos da realidade dualista. Através da Alquimia devemos transformar todas as trevas da nossa Consciência com um estado iluminado, através do corpo, da mente e da purificação espiritual. 

A Alquimia para os Seres deste planeta tem que acontecer através da descodificação de muitas alegorias. Como a maior parte da influência das trevas na Terra está a enfraquecer, agora é a hora de desvendar os verdadeiros ensinamentos da Alquimia. Por essa mesma razão St. Germain começou a contactar as Sacerdotisas para iniciarem o processo de autodescoberta. Esses Seres assumirão o papel de mentoras após o Evento, e ajudarão a Humanidade a curar e a aprender o processo de se tornarem Um. 

Este processo terá de ser feito por cada indivíduo e há muito a ser purificado. 

Nós, como Humanidade, não precisamos de esperar que outros tragam Câmaras de Ascensão e façam isso por nós. Cada indivíduo pode e deve tomar uma decisão consciente de passar por este processo a fim de alcançar a Unidade. Nós temos que fazer isso sozinhos. Como muitos dizem: "Nós somos aqueles de quem estivemos à espera". 

Sacerdotisas da Atlântida ... 

St. Germain está pronto para conectar-se consigo e ajuda-lo a desbloquear o conhecimento que você sempre conheceu e sentiu profundamente. É hora de o activar. É hora de se conectar a ele. Vamos desbloquear a sabedoria do Divino Feminino. Estamos prontos. 

O Amor conquista todas as coisas pelo que devemos render-nos a ele e amar! 


Auxilie curtindo e compartilhando essa matéria no rodapé da postagem, para que ela possa alcançar cada vez mais Sementes! Gratidão! ❤

Fonte: http://isigacagri2015.blogspot.com/2015/12/buyuk-resim.html 
Tradução: Rosa de Vénus (arosadevenus@gmail.com)  
Revisão: Colaborama

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...