JENNIFER HOFFMAN - "ANTIGOS E NOVOS AMIGOS" - 19.12.2018




Você está pronto para uma montanha russa de uma semana?

Temos tanta coisa acontecendo nesta semana, incluindo o Solstício de Inverno / Verão anual (dependendo de onde você mora), seguido por uma lua cheia no dia seguinte, e durante a semana temos grandes aspectos astrológicos e energéticos que ajudarão em alguns transtornos, redefinições e reinícios.

Isto não é apenas devido aos retrógrados (temos dois em curso), é devido ao "fim do caminho da energia" para grande parte da 3D.

Estamos nos preparando para entrar em um novo ano que irá exigir um foco intenso na criatividade e criação, manifestação e em nosso domínio da intuição, intenção e alinhamento.

Precisamos estar radiantes com nossa energia, brilharmos intensamente e estarmos muito focados em nosso próprio empoderamento. Esta é a expressão da nossa Consciência Crística, indo além do Curador Martirizado do Cristo Consciente e enquanto nos preparamos para celebrar o Natal na próxima semana, pense no que o "Cristo" significa no Natal.

A palavra "Cristo" significa ungido (da tradução grega) e ungir algo significa que foi declarado como sagrado.

Será uma semana agitada e estamos resplandecendo intensamente para ajudar a iluminar o caminho com alegria, paz, o amor e a abundância. Mas isto é uma reformulação energética, então alguns dos velhos "amigos" ao longo do caminho podem fazer outras escolhas. Esse é o tema do boletim informativo desta semana.

Lembro-me de uma música de roda antiga que costumávamos cantar quando crianças: "Faça novos amigos e mantenha os antigos, um é prata e o outro é ouro".

Se você teve a mudança de amizades em sua vida nos últimos 5 anos ou mais, provavelmente não lhe restaram muitos de seus velhos amigos. E está tudo bem, porque estamos seguindo para um novo período de mistura de energias que nos ajudará a alcançar um novo nível de conscientização e, com isso, haverá uma reorganização de nossos limites e padrões e com eles, de pessoas e situações.

Nossos velhos amigos farão parceria conosco no novo caminho ou nos separaremos e novos amigos assumirão o lugar deles.

O caminho da ascensão é a "estrada longa e sinuosa" proverbial, mas não conduz realmente a um objetivo, ele continua a circular enquanto exploramos novos aspectos multidimensionais e liberamos versões antigas de nós mesmos.

Os fios que nos prendem ou nos ligam aos outros não são inquebráveis, só precisamos saber quando e como rompê-los com graça e dignidade.

Esses são os "velhos amigos" que podem se tornar "novos amigos" se decidirem que compartilhar o nosso caminho de expansão e ascensão é a escolha certa para eles. Eles devem decidir fazer parceria conosco nessa jornada. Se assim não for, então devemos nos separar, pois o nosso tempo juntos nessa frequência e conexão acabou.

É difícil abandonar uma pessoa ou as expectativas que tínhamos dela?

Nós lamentamos a separação, ou lamentamos a falta de apreciação e reconhecimento de nossos esforços?

Isso não é cruel, é a realidade que devemos enfrentar. Precisamos reconhecer quando alguém "chega ao fim de seu caminho de energia", o que significa que ele atingiu o limite máximo de sua expansão energética e não pode ir mais longe.

Assim como nós crescemos até uma certa altura e paramos de crescer, em um nível energético algumas pessoas atingem um nível específico e não podem se expandir mais. Se decidirmos nos expandir mais do que elas podem, é hora de repensar essa conexão.

Isso ocorre em muitos níveis diferentes e em muitas áreas de nossas vidas. Eu dei um cristal hoje, um cristal que eu tive por quase 30 anos. Ele viajou comigo ao redor do mundo e tem sido uma presença constante em minha vida desde o dia em que o comprei.

Na semana passada eu captei a mensagem que ele me deu e ela foi muito clara: "É hora de eu seguir em frente para um novo proprietário"

Não parecia o mesmo, não havia conexão, e eu sabia que nosso tempo juntos terminara. E eu sabia para quem precisava ir desde que a última vez em que estive com essa pessoa, os meus guias me disseram que o cristal precisava ficar com ela. Então, eu lhe entreguei quando o meu tempo acabou e agora tem um novo dono que dele precisa e de sua energia para a sua jornada.

Somos guardiões dos cristais que se juntam a nós em nosso caminho, bem como de todas as outras energias compartilhadas incorporadas em pessoas, situações, locais e eventos.

É hora de nos redefinirmos, para que tenhamos algum espaço para fazer desconexões intencionais de nossas conexões energéticas, especialmente aquelas que são encontradas em grupos cármicos. Aquelas nunca foram destinados a ser obrigações ou compromissos permanentes e "eternos".

Em algum momento, precisamos reconhecer quando não estamos mais congruentes ou alinhados em nossa intenção, missão, propósito e nossos caminhos. Às vezes, uma discussão pode resolver isso para que a separação seja evitada e uma nova parceria em um novo nível de frequência energética seja criada. Outras vezes, uma separação dos caminhos é obviamente necessária.

Essa desconexão intencional, a partir de uma perspectiva energética, requer que consideremos os dois aspectos muito importantes do nosso caminho de ascensão, conclusão e realização. Nós queremos os dois, mas às vezes apenas um é possível.

Por exemplo, queremos que um relacionamento seja completo e satisfatório atendendo às nossas necessidades emocionais, mesmo que isso signifique que a pessoa reconheça a contribuição do tempo, da energia e da emoção ao sair pela porta.

A realização e a conclusão são linhas borradas para nós quando queremos ter os dois, mesmo se soubermos que o relacionamento não pode continuar em seu estado atual ou se essa pessoa realmente estiver "no final de seu caminho energético" conosco.


Podemos nos sentir satisfeitos sabendo que fizemos tudo o que pudemos e não vamos obter a resposta que queremos ou ter nossas necessidades ou expectativas atendidas ao nível que nos sirva e atenda às nossas necessidades emocionais e egoicas, não importa o quanto tentemos!

Podemos ser completos sabendo que fizemos o melhor possível e cumprimos nossas obrigações cármicas e energéticas e que nenhuma recompensa adicional está próxima e nada mudará!

Esta é uma lição difícil para nós, reconhecendo que "felizes para sempre" pode significar que estamos felizes quando esta situação acaba, e essa pessoa ou situação não faz mais parte de nossas vidas e nunca fará.

Essa é uma questão difícil, porque achamos que todo relacionamento tem uma recompensa "para sempre" abençoada, e essa definição é muito pessoal.

Às vezes o fim de um ciclo cármico é a recompensa e esses finais podem parecer muito incompletos e insatisfatórios quando sentimos que fizemos um esforço heroico que foi desperdiçado porque nossas expectativas não foram atendidas e nossos esforços não foram reconhecidos, compreendidos ou apreciados.

À medida que reconhecemos que os velhos amigos cumpriram seu propósito, é hora de voltar a se reunir ou se separar? A escolha será óbvia se você encarar a situação sem julgamento. Há um teste para avaliar a escolha. É o teste energético para todas as parcerias.

1 - Alinhamento - Estamos alinhados no mesmo caminho, propósito e potencial?

2 - Equilíbrio - Há um equilíbrio igual de dar e receber?

3 - Congruência - Este relacionamento é congruente, onde tudo se encaixa e flui e a energia é harmoniosa?

Todos os três acima são necessários, assim se um estiver faltando, é o momento de ter uma responsabilidade de repensar e observar as obrigações da jornada de cura de alguém que assumimos e por quê.

Então é hora de reunir nossa coragem e fazer a difícil escolha para atender às nossas próprias necessidades, estabelecer limites energéticos fortes que incluam quando e como alcançarmos a plena realização, assegurando que nossas necessidades sejam atendidas, nossas prioridades estejam ​​em vigor e estejamos gerenciando nossos fluxos de energia.

E ter fé e confiança em nós mesmos e em nossa Fonte e fontes para saber que a "longa e sinuosa estrada" da ascensão tem um final feliz, embora não seja dependente de uma pessoa ou situação que nunca termina, é a promessa da presença constante e eterna de nossa própria alegria, paz, amor e abundância.


Autor: Jennifer Hoffman 
Facebook: Jennifer Hoffman
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui