SALUSA - "RELATO SOBRE CONVIVÊNCIA A BORDO DAS NOSSAS NAVES"



Queridos, o SaLuSa me pediu que deixasse essa canção abaixo para ser ouvida no momento da leitura. Recomendo que leiam a mensagem em voz alta enquanto a música de fundo toca. 



----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Olá queridos!

Hoje, uma manhã de domingo ensolarada, voltando para casa, após um belo café da manhã, conversávamos no carro sobre os galácticos e como seria a rotina no interior das naves. Especulamos muitas coisas, imaginamos outras e claro, trouxemos, mesmo inconscientemente, lembranças desses momentos enquanto estamos a bordo de nossas naves nos grandes comandos estelares.

Pensei alto e verbalizado: “Será que há momentos em que o Ashtar fica de pijamas, pantufas e tomando um chazinho quentinho, simulando uma chuvinha na nave?” Rimos bastante imaginando a cena e a cara do Ashtar nos olhando de volta! rs!

Mesmo sabendo que a multidimensionalidade está muito além do que nossa mente humana, que também faz parte dessa multidimensionalidade, possa linearizar, sempre lembro do segundo princípio hermético: “O que está no alto é como o que está embaixo e o que está embaixo é como o que está no alto”. E sempre projetamos nossa realidade onde quer que possamos alcançar com nossa mente. No entanto, não é de todo desarmônico pensar dessa maneira, pois muitas coisas que temos aqui na Terra, em nossa realidade imediata, fora trazida ou intuída a partir de outras realidades mais sutis nas quais também existimos. 

Com o pensamento ainda alto, verbalizei: Será que em algum momento eles dormem ou descansam? Se sim, eles teriam quartos separados? Teriam câmaras? Camas? …

Nesse interim, o querido SaLuSa de Sírius, começou a falar algumas coisas e o Gabriel  ouvindo-o, retransmitia em seguida. Parafraseando-o: 

Não precisamos dormir ou descansar como vocês na Terra, no entanto, dependendo da realidade / densidade aonde estamos atuando, precisamos de momentos onde nossos campos e corpos usados naquela realidade e dimensão, precisam ser re-energizados. Como estamos atuando muito intensamente em sua realidade, na transição de seu planeta, usamos corpos ainda mais densos para estarmos o mais próximo possível de sua realidade e isso nos sobrecarrega, necessitando de um descanso / energização a cada 24 dos seus dias terranos. Há setores em nossas naves que são reservados para esse descanso / re-energização. Há uma espécie de poltrona (ele mostrou-a ao Gabriel enquanto falava), onde nos sentamos ou deitamos e ali passamos alguns instantes. Gabriel nos descreveu a poltrona como sendo inteira de energia e quando eles sentavam, eram envolvidos por uma fina camada de magnetismo de coloração azul-claro, provida pela própria poltrona. Eles tinham a opção de ficar na posição que desejassem nessa espécie de assento. "Se querem saber, nesse momento, “dormimos”, saímos de nossos corpos, porém conscientemente e vamos à realidades ainda mais sutis, enquanto nossos corpos usados ali, são re-energizados. É muito similar ao que vocês conhecem como câmara cristalina." 

Fiz questão de perguntar sobre diversão, esportes, etc. E SaLuSa continuou respondendo: “Sim, como já falamos antes, em outras oportunidades, temos inúmeras maneiras de nos divertir a bordo das naves. Dos seus esportes o que eu, em particular, mas gosto é o tênis. Eu experimento esse jogo aqui." (Ele mostrou ao Gabriel momentos dele jogando tênis, tudo exatamente igual na terra, até mesmo a cor verde-limão da bolinha de tênis). "Existem naves, onde são simulados muitos dos seus jogos. Jogos como  o basquete, futebol, futebol americano, golfe e vários outros. A diferença é que não há competição para que esses jogos existam, pelo contrário, experimentamos a diversão que aquele jogo pode oferecer e proporcionamos ao máximo ao nossos parceiros a sensação de divertir-se em colaboração. É uma grande troca de energias empolgantes e divertidas!" 

Seguimos viagem e continuamos a conversar. Quem me conhece de forma mais particular, sabe que eu adoro um cafezinho e no meio da conversa o cafezinho entrou e então SaLuSa voltou a falar algo: “Acredite, pode parecer uma não verdade, mas há seres aqui na nave que também gostam dessa bebida que você gosta” . Retruquei: “De café?”

E ele continuou: “Sim, de café! Há um grupo, aqui, especialista em estudar sabores da Terra e dentre os vários sabores, aromas e essências estudadas, um deles, achou o café como sendo espetacular! Logo tratou de codificá-lo e trazer para a nave! Foi uma festa! (risos). Eu adorei saber disso! E ele continuou: “Os Chás de vocês também são muito apreciados! Tanto que há ambientes, dentro de algumas de nossas naves, que cômodos são perfumados com algum determinado cheiro de chá! Nós apreciamos muito a sua civilização, os seus gostos, a forma como vocês interagem com tudo! Nós estudamos vocês há muito tempo e não tinha como estuda-los e a essa realidade, este reino, sem intimamente também ter o desejo de também estar alí! E há um motivo para muitos de nós não estarmos imersos, como vocês, encarnados: É porque temos um protocolo para continuarmos a bordo das naves! Mas vontade, em mim, particularmente, não faltou para querer estar encarnado e esta já está programada!" 

"Eu sou SaLuSa de Sírius e saibam que eu reconheço muito a mestria de vocês em lidar com tamanha complexidade! Vocês são espetaculares! Por favor retransmitam essa minha mensagem aos demais. Eu também transmito o abraço de todos que estão agora aqui!"

Imaginem a felicidade que ficamos no interior daquele carro! Todos alimentados, o dia lindo ensolarado e banhados com tanta energia amorosa! Um Salve a toda Federação Encarnada e a bordo das naves! 

Gratidão querido SaLuSa!

Gabriel RL
Transcrição/dialogo com SaLuSa: Manoliah Athen.



ATENDIMENTOS E CONSAGRAÇÕES COM GABRIEL RL CLICANDO AQUI

MAIS CANALIZAÇÕES MINHAS CLICANDO AQUI

-----------------------------------------------------------------------------------

Amor e Bênçãos,

Gabriel RL