OWEN K. WATERS - "A INTEGRIDADE NA NOVA REALIDADE"



Totalidade significa integridade sem o "dever".

A integridade, de acordo com o dicionário, pode significar totalidade, mas também pode ser interpretada de uma maneira que acrescenta muita bagagem.

Essa bagagem adicional inclui conceitos autodestrutivos, como "dever", "tentar", etc.. Todos esses conceitos são facetas da consciência da Velha Realidade.

A frequência da consciência na Nova Realidade é centrada no coração. O amor incondicional vem naturalmente; você só precisa permitir que ele flua através do seu coração e permita que essa energia seja quem você é.

Quando você muda para a consciência superior da Nova Realidade, o universo se reorganiza a sua volta para refletir essa realidade superior. As regras impostas exteriormente são substituídas por escolhas internas que se baseiam no amor.

Tornar-se íntegro é tornar-se harmoniosa e totalmente funcional. Nesta realidade, você trata a si mesmo e aos outros com amor e carinho incondicional. Cuidar menos do que isso para si mesmo, ou menos do que para os outros, significaria ser menor do que o todo.

A palavra-chave da Velha Realidade era a separação.

A palavra-chave para a Nova Realidade é integridade ou integração, como em um sentido de totalidade. Um eu integrado não possui partes opostas que proporcionam uma perda de amor-próprio e de autoaceitação.

A visão de integridade da Velha Realidade era definida por pessoas que não queriam ser completas e não queriam que você fosse também. Ao separar as crenças das pessoas em partes opostas, argumentativas e autodestrutivas, sempre havia espaço para alguém "mais elevado" ser responsável e, portanto, manter a ordem social daquele tempo.

Na Nova Realidade, entretanto, a frequência da consciência é diferente. Quando você se permite estar em sintonia com a Nova Realidade, você não se esforça mais para se separar dos outros, nem se esforça para manter pontos de vista de oposição e de separação em si mesmo.

A Nova Realidade é baseada no coração.

Quando você vê medo pela ilusão vazia que é, e permite que seu chacra cardíaco se abra para todos em sua vida, então suas ações são determinadas pelo seu amor incondicional pelos outros ao seu redor e, igualmente, por si mesmo.

Quando seu coração se abre para se amar, tanto quanto a qualquer outra pessoa, então você quer o melhor para si mesmo, como qualquer pai ou mãe deseja o melhor para seu filho.

A Velha Realidade vê o amor próprio como um problema egocêntrico.

A Nova Realidade reconhece que, se o Ser Infinito é amor infinito, então talvez seja o momento de entrar em sintonia com a realidade maior e respeitar-se.

Além disso, uma realidade baseada no coração não é um nível egocêntrico de consciência. Existe em uma freqüência diferente. Para ser específico, existe na quarta densidade, e não na terceira densidade.

A integridade vem com uma mudança de chacra, uma mudança de foco do terceiro para o quarto chacra, do plexo solar para o coração. O quarto chacra canaliza o amor incondicional baseado no coração.

Com a mudança para a energia do amor, vem a totalidade da mente, corpo e espírito.

A mudança para o amor é um grande passo na direção de quem você é e de quem somos todos nós.

Lembre-se, lá no fundo ...

Somos o Ser Infinito


Autor: Owen K. Waters 
Fonte: http://www.spiritualdynamics.net /
http://www.infinitebeing.com/   
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Owen K. Waters Aqui