JENNIFER HOFFMAN - "QUEM ESTÁ SENDO AUTÊNTICO E DEVEMOS NOS IMPORTAR?"




Bem, aqui estamos do outro lado do portal do eclipse - como você está? Todos com quem conversei disseram que foram semanas difíceis e eu estenderia isso a alguns meses difíceis. Mas agora estamos fora desse ciclo e em um novo ciclo, mas a energia do eclipse ainda está girando em segundo plano, então, não se esqueça de manter essas intenções fortes e suas vibrações de energia na zona elevada.

Este nível de transformação pode trazer muitas surpresas, algumas não muito agradáveis. Por exemplo, de repente você perde uma amizade, um relacionamento ou alguém decide que não quer mais tê-lo em sua vida. Você pode pensar que eles não estão sendo autênticos, mas essa palavra é muito usada e mal utilizada. Eles estão sendo autênticos - com eles mesmos. E eles não estão mais alinhados com você. O que você pode fazer sobre isso? Esse é o tema do boletim informativo desta semana, "Vamos ser autênticos sobre a autenticidade …”

Toda vez que ouço a frase "eles não estão sendo autênticos", ou "encontre seu eu autêntico", isso me faz querer tremer, porque isso é simplesmente um mau uso dessa palavra e frase. Não importa como alguém se comporta ou age, eles estão sempre sendo autênticos - com eles mesmos. Embora eles não estejam alinhados com nossos limites de energia e prioridades, isso não os torna não autênticos.

Mas há outro aspecto para isso que é um dreno de energia para nós e é a quantidade de tempo, energia e esforço que estamos gastando, julgando e criticando pessoas que pensamos que não estão sendo autênticas, que drenam nossos recursos energéticos e distraem nossa atenção e foco do nosso próprio caminho de vida.

Quando as pessoas se envolvem em um comportamento, não gostamos de responder com raiva, frustração, aborrecimento, críticas, críticas, vergonha e esperamos que elas vejam o erro de seus modos e mudanças. Então nós falamos e ajudamos, empurramos e tentamos fazê-los se comportar de maneiras que consideramos aceitáveis, e com os quais possamos trabalhar. Nós justificamos isso dizendo que eles não estão sendo autênticos - o que é incorreto. Não há nada de não autêntico em seu comportamento. Na verdade, eles estão sendo muito autênticos - com eles mesmos.

O conceito de ser autêntico foi interpretado como algo bom e maravilhoso. As pessoas estão sendo autênticas quando estão dispostas a grandes coisas, sendo maravilhosas, gentis, compassivas, solidárias e amorosas. E isso é verdade, se essas coisas são parte de sua natureza. Mas aqui está o outro lado disso - as pessoas também estão sendo autênticas quando são más, cruéis, indelicadas, e desrespeitosas porque também estão agindo dentro de sua verdadeira natureza.

Nós temos que parar de julgar todo comportamento por um padrão divino porque não há um padrão divino para o comportamento e julgar os outros é um desperdício de nosso tempo, energia e esforço. A energia que estamos usando ao ficarmos nervosos e irritados com o que chamamos de comportamento "inautêntico" é tempo, energia e esforço que não estamos usando em nossas próprias vidas.

Use a aceitação em vez do julgamento e da crítica. Pare de se preocupar se alguém está sendo autêntico ou não, porque isso não é um problema. Todos são autênticos consigo mesmos 100% do tempo. Se o eu autêntico do outro se alinha com nossos limites de energia e prioridades  é outro assunto inteiramente diferente. Não podemos mudar o comportamento deles, mas podemos decidir o que queremos em nossas vidas e planejarmos de acordo.

Então, ao invés de usar sua energia para julgar se alguém está sendo autêntico ou está procurando por seu "eu autêntico", veja a todos, e a você, como sendo 100% autenticamente quem eles são neste momento. Então, se você não gosta do que outra pessoa está fazendo, é hora de reconsiderar essa conexão. E se você não gosta do que está acontecendo em sua vida, é hora de revitalizar sua vida, mudar sua frequência, definir novas intenções, melhorar seus limites de energia e mudar esse caminho para si mesmo.


Autor: Jennifer Hoffman 
Facebook: Jennifer Hoffman
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui