BENJAMIN FULFORD - "ATUALIZAÇÃO SEMANAL"



04.11.2019 

COM FANTOCHES COMO OBAMA, PELOSI E NETANYAHU FORA, A MÁFIA KHAZARIANA RECORRE A CHANTAGEM NUCLEAR

A batalha para libertar o planeta Terra está crescendo, na medida em que os políticos marionetes da máfia khazariana estão sendo sistematicamente caçados, mortos ou presos, segundo fontes do Pentágono e do MI6. Ao mesmo tempo, a cabala iniciou negociações de rendição, segundo fontes da Sociedade do Dragão Branco e da Aliança da Terra. 

Um sinal claro de que estamos enfrentando uma situação incomum, é que Israel fechou suas embaixadas em todo o mundo, aparentemente por causa de uma disputa trabalhista. Essa paralisação é amplamente interpretada como chantagem nuclear, já que as embaixadas de Israel são conhecidas por conter armas nucleares. No entanto, fontes do Pentágono dizem que Israel foi forçado a fechar todas as suas embaixadas “porque elas podem abrigar armas nucleares, armas de destruição em massa e células terroristas”. 

Para ilustrar, líderes da Resistência, que dizem que grande parte da guerra civil Ocidental em andamento está ocorrendo em bunkers subterrâneos forneceram esse mapa das instalações subterrâneas nos EUA. 


Eles dizem que os combates mais sérios se concentram nas instalações subterrâneas da Califórnia, onde fortalezas de cabalas como Google, PayPal e Facebook estão localizadas. Também existem bunkers subterrâneos na Suíça, Grécia e Israel que ainda estão totalmente sob controle da cabala, dizem as fontes. 

Enquanto isso, na superfície, agentes da cabala de segundo escalão, como o ex-Presidente dos EUA Barack Obama, a Porta-Voz da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, e o Primeiro-Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, estão sendo removidos. Como frentes de alto escalão como George Bush Pai, o Papa Maldito (Bento XVI), George Soros, David Rockefeller etc. já se foram, os verdadeiros mestres de fantoches estão cada vez mais se escondendo atrás de gráficos de computador, sósias ou “clones”, dizem fontes da CIA. 

Por exemplo, na semana passada, vídeos de Pelosi e Obama pareciam criar a aparência de que ainda estão vivos, no entanto, nossas fontes dizem que nenhum deles foi visto em público nas últimas semanas. Diríamos com 90% de certeza que esses vídeos foram criados com o uso de computação gráfica. 

Enquanto isso, fontes do Mossad dizem que o “verdadeiro Bibi Netanyahu” está numa base subterrânea profunda (DUMB) em Israel, sendo que o visto publicamente “é um sósia/clone”. O oficial de captura do Mossad, Jeffrey Epstein e o falso líder do ISIS Shimon Elliot “al-Baghdadi” estão no mesmo bunker, diz a fonte.

Na semana passada, a guerra civil não declarada nos EUA também tomou um rumo decisivo, após a descoberta forense do envolvimento do FMI na campanha para afastar Trump. “Um enorme empréstimo do FMI para a Ucrânia”, autorizado pela então chefe do FMI, Christine Lagarde “gerou uma grande quantidade de dinheiro que, então, foi lavada nos bolsos de muitos dos expoentes envolvidos na expulsão do Presidente”, dizem fontes do MI6. 

Escusado será dizer que aceitar propinas de entidades estrangeiras para destituir um Presidente em exercício é traição, razão pela qual tantos políticos estão sendo presos e condenados à morte, dizem fontes do Pentágono. É também por isso que os relatórios da mídia de propaganda corporativa das “audiências de impeachment, na Ucrânia”, agora, dizem que tudo está acontecendo “no subsolo”. 

Agora, está sendo planejado um contra-ataque contra o advogado de Trump, Rudi Giuliani, dizem fontes do Serviço Secreto de Inteligência do Canadá (CSIS). “Giuliani será preso em breve. Isso abrirá a Grande História – de que 11 de Setembro foi um trabalho interno, uma vez que Giuliani era Prefeito de Nova York quando aconteceu. Ele está muito envolvido e, ainda, mantendo um Ás na manga, por assim dizer. Isso o manteve respirando até agora. Será preso, sofrerá algum acidente ou se enforcará numa cela da prisão? Pergunta a fonte”. 

Na semana passada, a cabala khazariana, também, protagonizou duas grandes ações para manter o controle do sistema financeiro – um na Arábia Saudita e outro na Indonésia. 

Na Arábia Saudita, a ação centrou-se no recente evento “Davos no Deserto” e no anúncio da Oferta Pública Inicial – IPO, da Saudita Aramco, de longe a maior companhia petrolífera do mundo. 

“O Davos Saudita foi um fracasso, uma vez que agentes de tecnologia, mídia e UE boicotaram até um ano depois [do assassinato do colunista do Washington Post, Jamal] Khashoggi”, dizem fontes do Pentágono. 

O presidente indiano Narendra Modi, o Presidente do Brasil Jair Bolsonaro, o Primeiro-Ministro paquistanês Imran Khan e o Rei Abdullah, da Jordânia estavam lá “apenas, para conseguir dinheiro saudita”, dizem elas. Já, “Wall Street estava lá apenas para a IPO da Aramco”, acrescentaram. As fontes observaram que esta IPO não conseguiu atrair investidores âncoras da Noruega, Rússia, China, Índia, Brasil, Japão, Coréia, Canadá, França, Alemanha, Reino Unido, Warren Buffet e Goldman Sachs.

A única razão pela qual Trump enviou Jared Kushner e o Secretário do Tesouro Stephen Mnuchin, foi “para compensar as visitas de líderes da Rússia, Índia e Brasil e a ausência de líderes da UE”, dizem as fontes do Pentágono. A “Aramco está, efetivamente, banida das bolsas de valores de Nova York, Londres, Hong Kong e Tóquio, porque não permitirá uma auditoria independente de suas reservas, que estão se esgotando”, acrescentam. 

A outra notícia do Oriente Médio que nossas fontes do Pentágono relatam é que Trump está retendo US$ 105 milhões em ajuda militar aos militares do Líbano num movimento que “pode levar a Rússia a fortalecer o Hezbollah e aproximar o Líbano da Rússia e do Irã”. 

Por sua vez, líderes iranianos e sírios estão elogiando publicamente Trump por, pelo menos, ser honesto em admitir que as tropas dos EUA estão lá para obter petróleo e não para combater o terrorismo. Agora, o Irã está fazendo uma grande iniciativa de paz para contrariar a estratégia Sionista de guerra sem fim.


Voltando-nos para a Indonésia, estamos assistindo a uma enorme campanha de cabala para confiscar o ouro daquela nação. Tendo fracassado com sua falsa manobra de Neil Keenan, agentes Rothschilds suíços e franceses estão apertando os  parafusos no Presidente Jokowi e o forçaram a “nomear seu arquirrival das duas últimas eleições presidenciais, Prabowo Subianto, o ex-sogro de Suharto, como seu Ministro da Defesa”, dizem fontes da CIA, na Indonésia. 

Os outros ministros e muitos de seus apoiadores de seu governo não ficaram felizes, dizem as fontes. “Fui informado por um contato em Jacarta, junto a BIN (o ramo de inteligência na Indonésia), que uma grande quantia em dinheiro, de US$ 1 bilhão passou para os cofres de Prabowo”, disse uma fonte. 


Para colocar lenha na fogueira, como explica o link acima, “Entre os 38 ministros de Jokowi, o ex-Diretor-Geral do Banco Mundial, Sri Mulyani Indrawati, foi escolhido para cumprir outro mandato como Ministro das Finanças”. O Banco Mundial, é claro, é controlado pelos Rockefellers, etc. 

Mesmo que a cabala consiga se apoderar do ouro da Indonésia, ainda enfrenta a derrota, porque não controla os serviços militares e de inteligência a nível global. 

De qualquer maneira, como mencionado no topo desta matéria, a cabala está negociando num nível muito alto para uma transferência pacífica do poder mundial, para os asiáticos e as forças da Aliança da Terra, lideradas pelo Ocidente, disseram fontes próximas às negociações. 

Na semana passada, os chineses tiveram uma grande reunião, onde reafirmaram que o seu sistema meritocrático de governança era mais eficaz do que a oligarquia e a falsa democracia do Ocidente. No comunicado publicado, após a  reunião, os chineses disseram que participarão ativamente na governança global e continuarão contribuindo para a construção de uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade”. Acrescentaram que essa cooperação terá como premissa, “unidade, independência e autossuficiência”. 


Por sua vez, um negociante da elite dominante Ocidental, por sua vez, disse: “A classe dominante global não se opõe ao Povo se este se mostrar capaz de compreender e enfrentar os desafios de administrar um planeta”. 

No Ocidente, o grande debate em questão é sobre o controle financeiro ficar nas mãos da classe dominante, disse a fonte. “O novo sistema financeiro foi projetado com uma backdoor de serviços de segurança”, admitiu. 

“Precisamos descobrir se o público aceitará uma vigilância em massa superprofunda de suas vidas financeiras”, observou. “Eu diria que, se você não fizer nada de errado, não tem nada com que se preocupar. Eles precisam decidir se querem criminalidade em massa ou não”, disse ele. “Depois de mergulhar profundamente no financiamento do terrorismo, qualquer um que soubesse o que eu fiquei sabendo aceitaria [essas backdoors]”, explicou ele. 

A fonte também disse que havia um consenso de que uma futura agência de planejamento meritocrática deveria ser criada com um enorme orçamento para iniciar um equivalente Ocidental à Iniciativa Chinesa do Cinturão e Estrada, de vários trilhões de dólares.

Outra coisa que está acontecendo é que um novo canal de negociações está sendo aberto entre o Complexo Industrial Militar Ocidental e os chineses, para discutir sobre a divulgação de OVNIs Ocidentais secretos, fusão e outras tecnologias para o resto do mundo, dizem fontes da Sociedade Dragão Branco. 

As conversações devem começar no final de Novembro, após uma visita do Papa Francisco e do General norte-americano, Mark Milley ao Japão, dizem elas. A visita de Milley no Japão está prevista para meados de Novembro, enquanto a visita Papa Francisco, de 23 a26 de Novembro. 

Outra coisa que será discutida é a remoção do regime criminoso e traiçoeiro do Primeiro-Ministro escravo japonês, Shinzo Abe, dizem as fontes. Abe tem tentado criar instalações de guerra biológica e está envolvido com gangues de criminosos japoneses na corrupção relacionada aos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, dizem fontes da direita japonesa. A destituição de Abe e seus apoiadores é uma condição prévia e necessária para a reunificação da Península Coreana e para a paz na Ásia Oriental, dizem as fontes. 

Fim.


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui