BENJAMIN FULFORD - "ATUALIZAÇÃO SEMANAL"



18.11.2019 

CONFRONTO FINAL COM OS ANCIÕES DO SIÃO

É hora de chamar as coisas pelo nome. A maioria dos problemas do mundo se origina de um grupo conhecido como os Anciões do Sião. Este é um fato inegável e não tem nada a ver com o povo judeu. Pelo contrário, é um grupo de famílias puras que possuem a maioria das empresas do mundo e planejam matar 90% da humanidade e escravizar o resto. É por isso que eles gastaram US $ 6,4 trilhões em guerras e assassinatos em massa (de acordo com cálculos recentes do Instituto Watson) desde que orquestraram seus ataques terroristas de 11 de Setembro e o golpe de Estado fascista. 


É dinheiro suficiente para acabar com a pobreza, a destruição ambiental e lançar a humanidade no Universo. Em vez disso, foi gasto em um projeto para criar um Grande Israel, a partir do qual governariam os sobreviventes de seu planejado Armagedom artificial. Sejamos claros: Este problema tem sua origem num grupo consanguíneo de famílias que controlam o monoteísmo. 

Como um lembrete, é bom saber que somos governados por uma governança (controle), mentalidade(mente) que usa a religião (religar: religar) para nos agrupar num fascii (um feixe de paus) ou fascismo. O fascismo, também, é conhecido como “controlador das corporações”. 

Um estudo suíço mostrou que 737 pessoas controlam 80% das empresas transnacionais do mundo. 


Essas pessoas também são conhecidas como os Anciões do Sião. Elas controlam um sistema babilônico de escravidão por dívida, por meio da propriedade da maioria dos bancos centrais do mundo. É por isso que seus servos, os 10% mais ricos, controlam 93,2% dos ativos financeiros do mundo, enquanto os 90% inferiores estão sobrecarregados com 72,4% da dívida. 

Este sistema está destinado ao colapso. Motins e distúrbios civis na Argélia, Bolívia, Grã-Bretanha, Chile, Dinamarca, Equador, Egito, França, Guiné, Haiti, Honduras, Hong Kong, Irã, Iraque, Cazaquistão, Líbano, Paquistão e Espanha compartilham em comum uma profunda desconfiança das elites dominantes. Os camponeses com forcados estão batendo em suas portas. 

Além disso, como discutido na semana passada, todo o sistema financeiro corporativo perdeu completamente o contato com a realidade e não funciona mais. O gráfico abaixo mostra como o mercado de ações e a economia real não se correlacionam mais.


Gostaríamos de acrescentar que os números do PIB são extremamente exagerados e não refletem a disparidade de rendimentos, o que significa que a situação é ainda pior do que a mostrada no gráfico. No momento, os indicadores de atividade econômica real, especialmente nos Estados Unidos, epicentro dessa crise, mostram que uma grave recessão já começou. E, no entanto, o mercado de ações está atingindo altas recordes. 

O Federal Reserve Board da cabala está injetando quantias sem precedentes de dinheiro no sistema para tentar evitar um colapso. Agora parece que algo chamado de Obrigações de Empréstimos Colateralizados (Collateralized Loan Obligations - CLOs) será o Marco Zero do colapso. São pacotes de empréstimos de sucata não solicitados que funcionam de acordo com a mesma lógica que causou o colapso do Lehman Brothers. Ou seja, os feiticeiros financeiros, de alguma forma, pensam que, se você pegar muitos pequenos bocados de lixo e os colocar num saco maior, eles deixarão de ser lixo. Este gráfico abaixo mostra que o problema, desta vez, pelo menos, é duas vezes maior que a crise do Lehman.


Essa iminente implosão e revolução, provavelmente, é a razão pela qual os adoradores do Sol Negro da loja maçônica P2 entraram em contato com a Sociedade Dragão Branco, na semana passada. O representante da P2 disse que ao Papa Francisco, que visitará o Japão, de 23 a 26 de Novembro, será contatado por eles para tentar chegar a um acordo. Os P2 está chateados com os planos chineses de criar uma zona econômica espacial da Lua-Terra até 2050, por US $ 10 trilhões por ano, porque acham que a exploração espacial não deva ser “dominada por uma única raça”. 

Os P2 foram informados que era hora de remover Abe Shinzo, seu primeiro-ministro escravo fantoche no Japão. Abe recebe ordens de Michael Greenberg, do CSIS. O CSIS se reporta à Universidade de Georgetown, que se reporta aos Jesuítas e ao Papa e, portanto, a P2. Há sinais de que esse processo já começou, porque a imprensa japonesa iniciou uma campanha de massacre contra Abe. 


Também, os Romanos foram instruídos a embarcar no plano dos britânicos, do Pentágono e dos chineses de criação  de uma agência de uma futura agência de planejamento meritocrática. Isso garantiria que a exploração espacial não fosse um monopólio chinês. Eles foram ainda informados da necessidade de um jubileu. 

Os Romanos precisam de ser esclarecidos sobre o 11 de Setembro, Fukushima e outros crimes, se quiserem ser perdoados e incluídos na criação do novo “mundo Star Trek” que dizem desejar. 

Enquanto isso, para manter a pressão, a colônia de escravos Sionistas submetidos à lavagem cerebral, em Israel, está sob cerco total, dizem fontes do Pentágono. “Israel está cercado com um submarino russo em suas águas territoriais”, dizem eles. Isso significa que pode ser destruído “por torpedos nucleares que podem explodir a qualquer momento”, explicaram. Além disso, “o Hezbollah está armado até os dentes, drones [israelenses] estão sendo derrubados, e sua própria defesa contra mísseis foi projetada pela Rússia”, dizem eles. Isso significa que o projeto para um Grande Israel está acabado. 

A colônia cripto Satanista da Arábia Saudita, também, está com profundos problemas, segundo fontes do Pentágono. “Depois que o ex-general do exército e diretor da CIA, David Petraeus, disse que os Sauditas estão ‘ficando sem dinheiro’, o IPO da Aramco está sendo boicotado pelos BRICS, fundos de hedge, investidores estrangeiros, pensões, fundos soberanos, seguradoras, empresas estatais e, praticamente, todos por causa não apenas de questões geopolíticas, militares e de confiança, mas também ambientais, sociais e de governança”, explicam as fontes. 

Enquanto isso, nos EUA, fontes do Pentágono prometem que “Grandes coisas estão prestes a cair, depois da condenação do amigo do [Presidente Donald] Trump, Roger Stone”. 

Só podemos adivinhar o que são as “coisas GRANDES”, mas a maior coisa que podemos pensar em derrubar é o BIS, o banco central privado de bancos centrais privados. 

Na situação atual, a inflação e a deflação são causadas pelos métodos ultrapassados do regime do BIS, de acordo com uma fonte real europeia. “Os jantares do 18º andar do BIS, onde não há minutos nem registos, são onde os banqueiros centrais do mundo decidem como serão as coisas”, diz ele. 

A substituição disso por “um sistema quântico que elimine a ação desses banqueiros intermediários” é o que os governos do Ocidente estão de tudo o que podem fazer para evitar que aconteça, disse ele. “O problema é que os governos estão muito abaixo na cadeia alimentar, muito abaixo no nível salarial e, para ser muito honesto, provavelmente muito aterrorizados com a ‘máfia’” para enfrentar o BIS. É por isso que este escritor recomendou uma operação militar para derrubar o BIS e sua instituição irmã, o CERN. 

Mesmo que o Pentágono não aja, os asiáticos estão no caso, de acordo com fontes da CIA na Ásia. E elas nos dizem: 

“A China, tem mais de 20 mil toneladas métricas de ouro. Vai usar isso para apoiar uma nova cripto moeda ou usá-la como parte da nova moeda global, na qual Rússia, Irã, Índia e Indonésia também desempenham um papel importante. Cada um desses países, também, tem pelo menos 10-15 toneladas métricas de ouro, que podem ser usadas como suporte para a nova moeda. Ambos cenários podem derrubar o petrodólar. Esta é a principal razão pela qual o agente de cabala khazariana, imitando MBS [Mohammed Bin Salman], está pressionando para que a Aramco seja listada o mais rápido possível. Eles sabem que o jogo já acabou. Eles estão tentando extrair o máximo de dinheiro que puderem e dividi-lo entre si antes que tudo desmorone”. 

O Pentágono pode ajudar a garantir que o colapso não leve ao caos e ao derramamento de sangue, acabando  com a luta que incita a máquina de propaganda da mídia corporativa. Na semana passada, ele estava cheia de um falso show com computação gráfica de políticos presos, como Adam Schi e Nancy Pelosi. Um repórter com um cartão de imprensa de Washington, D.C. nos diz que foi incapaz de obter qualquer resposta aos pedidos para participação das chamadas “audiências públicas”. 

O envio de forças especiais para ocupar a WarnerMedia, Walt Disney, Viacom, Rupert Murdoch’s News Corp, CBS Corporation, NBCUniversal, Google e Facebook é outra recomendação. Todas essas corporações precisam ser forçadas a dar continuidade às suas operações de notícias e colocá-las sob o controle de verdadeiros jornalistas que verifiquem os fatos e buscam a verdade. 

Para que isso tenha sucesso, também precisam assumir o controle das operações de mídia da CIA e da Mossad, que são responsáveis por tantos fake news e “eventos” com roteiro de notícias como: Sandy Hook e o atentado da Maratona de Boston. 

Finalmente, precisam reunir os membros das famílias que controlam as empresas da Fortune 500, através, de fundações e outras frentes. A maioria das 737 pessoas que possuem as corporações estão na Europa, portanto as prisões também precisarão ser efetuadas lá, para que esta operação tenha sucesso. 

Até agora, a única empresa que as fontes do Pentágono nos disseram especificamente que estão avisando é a Boeing. Por aqui, dizem que a Boeing vai perder os contratos da NASA e do Departamento de Defesa “pela sua recusa em fornecer sistemas de oxigênio viáveis e 787s à prova de relâmpagos”, bem como por “outros trabalhos descuidados que colocam os lucros acima da segurança”. A Boeing, também, está enfrentando “boicotes de companhias aéreas, pilotos, comissários de bordo, reguladores, locadores de aeronaves e o público voador”, dizem eles. 

Embora o ataque por incompetência à Boeing, seja louvável, não esqueçamos que a incompetência não foi a causa dos acidentes que levaram à crise desta empresa. Os acidentes foram causados pelo uso deliberado de equipamento de sequestro por controle remoto instalado em todos os aviões Airbus e Boeing, desde o final da década de 1990. 

Este é o tipo de problema que melhor pode ser resolvido, através, de uma comissão da verdade e reconciliação. De fato, embora alguns crimes, como os assassinatos em massa e o canibalismo de crianças, não possam ser perdoados, muitos outros pode ser. Um processo da verdade e reconciliação pode ser a melhor forma de libertar o planeta. Como Jesus Cristo uma vez disse aos Judeus: “A verdade vos libertará”. 

Fim.


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui