JENNIFER HOFFMAN - "SABOTAGEM"



Você está pronto para a próxima onda de transmissões e mudanças de energia? Temos uma grande lua cheia em 12 de dezembro de 2019, a última lua cheia desta década e é interessante que isso ocorra no mesmo tempo que a lua nova de 12 de dezembro de 2012 no signo oposto. Estamos fechando o círculo - novamente. Estamos apenas dando a volta na espiral da ascensão agora, avançando em direção a aspectos maiores do nosso potencial energético. Não perca de vista a meta agora e ela não está concluída, deve-se expandir para aspectos maiores.

Mas há um pequeno problema com essa expansão e é a sabotagem que nos limita. Agora, há algo que alguns chamam de auto sabotagem e pensamos que é isso que nos impede, mas toda sabotagem é auto sabotagem. Às vezes é consciente e deliberada, outras vezes é inconsciente, mas ainda é deliberada, simplesmente não sabemos. Aqui está o que você precisa saber sobre sabotagem, como reconhecê-la e o que fazer sobre isso. É o tópico da mensagem desta semana.

Sabotar significa destruir, interferir ou danificar um processo deliberadamente. Você sabia que a palavra surgiu quando os operários franceses jogavam seus sapatos de madeira (sabots) nas máquinas em protesto?

A sabotagem é uma maneira de nos impedirmos de avançar em nossas vidas e tudo é auto-gerado. A diferença é se estamos fazendo isso conscientemente, com conhecimento completo e deliberado do que estamos fazendo, ou inconscientemente, onde nos encontramos impedidos de seguir em frente inúmeras vezes, mas não sabemos ou entendemos o porquê.

Mas é tudo auto sabotagem, porque tudo o que estamos sabotando é algo em que temos interesse e envolve as consequências que tememos. Lembre-se de que não temos medo do "medo", porque o medo surge dos resultados de eventos passados. Temos medo das consequências e, mesmo que o que estamos buscando seja o que queremos, realize um sonho ou atenda a uma necessidade de maneira poderosa, se tivermos uma consequência negativa associada a esse resultado, sabotaremos nossos esforços de todas as maneiras para evitarmos as conseqüências. E nossa sabotagem é tão inconsciente e tão deliberada que funciona todas as vezes.

Prisões energéticas são um conceito que introduzi na Classe Mestre dos Guardiões do Portal, que é onde nos aprisionamos em ciclos destrutivos e limitadores de energia, porque não podemos liberar nossa necessidade de justiça e permanecermos vitimados por nossa necessidade de validar nossa dor.

Sabotagem consciente é um ato de vingança e sabotagem inconsciente também pode ser. Você já quis mostrar a alguém o quanto ele o magoou, limitando seu próprio potencial? Você já deliberadamente sabotou algo apenas para magoar alguém com quem está com raiva? Provavelmente, você já fez pelo menos um deles e é um comportamento normal, mas não é útil nem sustentável a longo prazo, se você quiser alcançar os níveis de alegria, paz, amor e prosperidade que são o legado de sua alma na 5D.

Como você sabe que está sabotando seus esforços?

 Pense em algo que você quer fazer ou ter.

Até onde você chega para alcançá-lo?

O que acontece para pará-lo?

Quantas vezes isso aconteceu antes?

A sabotagem acontece toda vez que chegamos perto de um resultado que tememos, mas uma vez que estejamos cientes de que podemos Interrompê-la, só precisamos de uma dose extra de coragem para avançar, para saber que podemos evitar uma consequência negativa definindo mais intenções poderosas e tendo limites de energia mais fortes.

A questão principal é: estamos dispostos a renunciar à satisfação de tentar mostrar a alguém o quanto ele nos magoa, limitando nossa própria realidade e potencial, porque esse é o aspecto mais prejudicial da sabotagem. Queremos que nosso sofrimento e dor sejam reconhecidos, justificados e validados. Mas isso está em conflito com o nosso caminho de ascensão e a integração na 3D / 5D.

Você está pronto para deixar sua sabotagem e avançar para uma vida de dimensão superior? A solução não é difícil, se você estiver disposto a deixar de lado a necessidade de validar sua dor e experimentar a vida alegre de que gosta.


Autor: Jennifer Hoffman 
Facebook: Jennifer Hoffman
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Jennifer Hoffman Aqui