background

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Autodefesa dragão


Dentro de cada um de nós existe um poderoso dragão, tão poderoso que é capaz de mandar para longe todo tipo de perigo, mal olhado, amizades não verdadeiras e ambientes não ressoantes. O dragão apenas se manifesta em situações críticas, como em excesso de responsabilidades, ameaças constantes e forte sinal de perigo para o corpo ou espírito. Ele não se manifesta de maneira cotidiana, quando tudo está normal e tranquilo. Nessas fases da vida, ele se encontra adormecido, mas atento quando lhe for solicitado para entrar em combate.

Essa ferramenta de autodefesa pode ser utilizada por qualquer ser humano, desde o mais calmo até o mais temperamental. É uma força poderosa que o corpo já nos concede assim que encarnamos. Pode ser comparada a uma tecnologia ou a um programa de computador já implantado, mas que aguarda o momento certo para entrar em execução.

Ela se manifesta, primeiramente, da forma mais sutil por meio das ações, pensamentos e posturas. O indivíduo começa a se tornar mais “agressivo”, arisco, incisivo, objetivo e pontual com as questões a sua volta. Não existe mais o “meio termo”. Não há como ser suave ou diplomático. O momento é de decisão correta como um tiro certeiro e necessário para o alvo em questão. O ser passa a ter um tom e um jeito mais sério. A sua personalidade se modifica para tornar o dragão ainda mais evidente, poderoso e “encorpado”.

Após a forma mais sutil por meio das ações e posturas, o dragão começa a se tornar mais concreto. A sua manifestação passa a ser ainda mais física, à medida que o período de estresse for acontecendo e se agravando. Para se defender, esse ser mítico utiliza a sua arma mais poderosa, que é o fogo que sai de dentro do seu corpo a fim de queimar os inimigos ou assustar potenciais perigos. Com o nosso corpo não é diferente. Quando o indivíduo passa da primeira fase e adentra à segunda, significa que ele “corre sérios perigos”. Logo, ele lança mão da sua arma mais poderosa, o fogo que sai de sua boca para “aplacar” os inimigos. No corpo humano, esse poder é manifestado no hálito. Entretanto, não é um hálito qualquer. Ele é caracterizado por ter um cheiro diferente dos demais, um pouco mais “ácido”, como se estivesse produzindo as substâncias necessárias para as futuras labaredas de fogo em seus inimigos.

Esse processo todo é proveniente de períodos de muito estresse ou ameaças constantes, seja da vida externa ou da vida interna de cada indivíduo. Inconscientemente, usamos a nossa arma de defesa mais natural, que é a nossa transformação física e espiritual nesse poderoso dragão, para lidarmos com as pressões e dificuldades.

Talvez você já tenha utilizado desse artifício ou está usando sem ao menos ter consciência disso. Caso o seu hálito ou sua postura perante o mundo tenha se transformado, assim como foi descrito no texto, é muito provável que seu corpo esteja manifestando a força do seu dragão interior.

É importante incorporarmos o nosso dragão em momentos chaves de nossas vidas? Sem dúvidas que é de suma importância. Temos que aprender a defender o nosso território, se assim for preciso. Além disso, uma postura mais rígida é necessária quando outros seres não respeitam ou não estão de acordo com as suas visões de mundo e, de alguma maneira, os prejudicam.

Entretanto, se faz presente entender que o uso desse artifício inconsciente é acionado sempre que o seu período de estresse for além do normal, ou seja, quando o seu corpo e mente estão na linha da saturação. Percebe que não existe nada saudável em se chegar a esse tipo de situação? A autodefesa dragão existe para cessar o mais rápido possível toda essa destruição física e espiritual durante esses períodos de estresse. Ela vem como um socorro!

Sendo assim, caso tenha se conectado com a situação da autodefesa dragão, tenha consciência de que o seu corpo está se defendendo do ambiente, pessoas ou de pensamentos que você anda se envolvendo, seja esse envolvimento em maior ou menor grau. Entenda que o seu corpo também tem uma inteligência única e incomparável. Utilize-se do seu conhecimento de agora, busque cessar o seu período de estresse e adormeça o seu dragão para manter o equilíbrio da balança, pois se ele acordou, é justamente para te defender do que te adoece. Seja aliado do seu ser mítico e finalize essa fase com muita sabedoria, paz e autoconhecimento.

Com muito amor, gratidão e verdade sincera,

Igor Mocarzel


Autor: Igor Mocarzel (Equipe Sementes das Estrelas)
Facebook: https://www.facebook.com/mocarzel.igor
Revisão de texto: Solange Yabushita e Natália Faria
Para mais Artigos como esse, Clique Aqui