Sementes das Estrelas… Era uma vez…

Compartilhe esse artigo





Há muito, muito tempo em uma galáxia muito
distante, estavam todos estes “pequenos” seres de luz desfrutando de
suas existências numa dimensão de amor infinito, quando um dia um magnífico
anjo apareceu; Ele tinha um olhar muito sério e estava procurando voluntários
para uma missão cósmica de grande importância.

O anjo então falou: Existe um pequeno – mas muito especial – planeta chamado
Gaia, na extremidade da galáxia de Alcyon. É bastante singular, como um lindo
jardim abundante de centenas de milhares de diferentes formas de vida. Tem sido
– de certo modo – uma estação experimental na galáxia e possui uma
interessantíssima forma de vida humanóide que incorpora as mais altas e mais
baixas frequências conhecidas no Cosmo. É na realidade o grau máximo do dualismo.
Por um lado é uma forma de vida incrivelmente bela e capaz de vibrar nas
frequências mais altas de Amor, Luz e Alegria conhecidas no Universo. Por outro
lado é capaz de vibrar nas frequências mais densas, mais escuras e terríveis
que o Cosmo alguma vez experimentou – frequências que todo o resto da criação
já abandonou eons atrás.

A situação atual é a seguinte:

Dentro do domínio do tempo, este planeta passa por ciclos cósmicos periódicos.
Dois ciclos principais estão agora terminando – um curto de 2.000 anos chamado
de Era de Peixes e um longo, um ciclo cósmico de 25.000 anos de viagem ao redor
de Alcyon, o sol central da galáxia Via Láctea.

Com a completude do ciclo, muitas coisas terminam e muitas outras estão a ponto
de começar. Mas o mais importante, o planeta está experimentando uma infusão de
Luz que está elevando sua frequência dramaticamente. Como em qualquer época de
grande transição, haverá alguma turbulência. Um pouco para Gaia que é um
planeta senciente e também está evoluindo, mas principalmente para a espécie
humanóide que domina o planeta.

Este não será um tempo particularmente fácil para as espécies – especialmente
para aqueles que estão “dormindo” e os que estão vibrando nas mais
baixas frequências. Conforme a frequência muda, vem um sentimento de
insegurança que trás junto o medo.

Os que atualmente detêm o reinado de poder no planeta Gaia são da velha ordem
do físico e mental. Na medida em que esta Humanidade puder fazer uma transição
graciosa a uma vida divinamente guiada e centrada no coração, será uma
transição fácil. Na medida em que não puderem realizar a transição daquele
modo, experimentarão muita turbulência.

A razão pela qual eu estou aqui é a de buscar voluntários que estejam dispostos
a encarnar no planeta em forma humanóide e ajudar em uma transição o mais fácil
e suave possível. No passado enviamos profetas e professores, que muito
frequentemente foram brutalmente perseguidos ou assassinados. Outras vezes
foram considerados deuses; foram adorados e ao redor deles construíram
elaboradas religiões e rituais que foram transformados em instrumentos de
dominação. Fizeram de tudo, exceto seguir os ensinamentos simples que foram
oferecidos.

Sendo assim, desta vez buscamos uma estratégia diferente. Não mais profetas,
salvadores ou avatares que podem ser usados para criar religiões. Desta vez
enviaremos milhares – na verdade centenas de milhares – de “simples” seres de
luz que deverão seguir apenas duas diretrizes:

1) Permaneçam centrados em seus corações. Não importa o que aconteça,
permaneçam centrados em seus corações.

2) Lembrem-se de quem vocês são, porque estão em Gaia e  qual o
significado de tudo o que está acontecendo.

Parece fácil bastante fácil? Infelizmente não será. Como eu disse, a dualidade
neste planeta chegou ao ápice. Este espécie aperfeiçoou ao máximo a ilusão do
bem e do mal. O maior desafio que vocês experimentarão será lembrar-se de quem
vocês são, porque lá estão e qual o significado.  Quando se lembrarem,
serão capazes de permanecerem centrados em seus corações, apesar de todas as
circunstancias externas.

Será fácil saber quando vocês estarão esquecendo-se de tudo. Percebam a
inclinação a julgar. No momento em que perceberem que estão no modo de
julgamento – a vocês mesmo, aos outros, aos eventos – saberão que realmente
esqueceram-se de quem vocês são, porque lá estão e qual o significado. Isso
será o sinal.

Agora aqui vai o desafio. A vida neste planeta requer muito discernimento –
avaliação sábia do que é a verdade e do que é apropriado e para o bem maior de
todos – inclusive o planeta. Sutilmente, discernimento é semelhante a
julgamento. Porém, você saberá quando está julgando, quando não estiverem
centrados em seus corações e quando estiverem culpando (algo ou alguém).

Nós sabemos como a vida neste planeta pode ser desafiadora. Sabemos como as
ilusões neste planeta parecem ser – muito – reais. Compreendemos a incrível
densidade desta dimensão e a pressão que vocês enfrentarão. Mas se completarem
esta missão – e lembrem-se de que é uma missão voluntária – vocês evoluirão
extraordinariamente.

Devemos também dizer que alguns de vocês que descerão ao planeta como sementes
estelares nunca germinarão – nunca despertarão para a memória de quem que vocês
realmente são. Alguns de vocês despertarão e começarão a brilhar, mas então vão
se apagar sob a opinião dos outros e das formas-pensamento ao seu redor. Outros
despertarão e permanecerão despertos e a sua luz se tornará uma fonte de
inspiração e recordação para muitos.

Encarnarão por todo o planeta, por toda parte; em todas as culturas,
“raças”, países, religiões. Mas vocês serão diferentes. Vocês sempre
se sentirão e serão vistos como um pouco “desajustados”. Conforme
despertem, perceberão que sua verdadeira família não é necessariamente os da
sua própria “raça”, cultura, religião, cidade ou mesmo os da família
biológica. São os que vieram como vocês – a sua família cósmica – esses que
vieram com a tarefa de ajudar – de todos os modos – “grandes” ou
“pequenos” – na transição atual.

A verdadeira fraternidade e globalização nas suas formas mais altas só virão
lembrando-se de quem vocês são, porque lá estão e qual o significado de tudo o
que está acontecendo. Virá conforme retornem ao templo da Presença Divina,
 que é o seu coração, aonde a recordação acontece e toma forma,  e
através do qual, vocês são chamados a servir ao mundo.

Estão prontos? Ótimo.

Ah!… Apenas algumas coisas que esqueci de mencionar…

Devido a baixa densidade, vocês não podem operar naquela dimensão sem uma
vestimenta adequada. É uma vestimenta biológica que muda com o passar do tempo.
Vão entender quando descerem e vivenciarem aquela atmosfera. Vocês devem ser
avisados, no entanto de que correm o risco de achar que são a sua vestimenta e
não que ela é apenas um veiculo para aquela dimensão. Uma vez lá, você notará
que há uma variedade quase infinita de vestimentas e muita atenção é dada a
elas. Porém, apesar da variedade quase infinita, todas as vestimentas se
encaixam em basicamente dois gêneros, masculino e feminino; e vocês vão
descobrir que sua relação com sua vestimenta pode ser muito instrutiva e
interessante.

Mais uma coisa. Para operar naquela dimensão, vocês também receberão um
microchip chamado ‘personalidade. ‘ É como uma identidade impressa, que somada
a sua vestimenta tornará cada um único entre todos e permitirá que participem
do holograma, que eles chamam de ‘realidade consensual’. Vocês correrão o
perigo de se envolver tão fortemente nos dramas da realidade consensual que
poderão esquecer quem são, e pensar que de fato São a sua personalidade. Eu sei
que isto parece absurdo agora, mas esperem chegar lá…

De todos os voluntários escolheremos somente os mais capazes entre os mais
capazes, os mais fortes entre os mais fortes; Seu treinamento e preparação
antes do mergulho naquela dimensão densa e de baixa frequência será intenso e
minucioso para a tarefa que cada um deve desempenhar, entretanto, como dissemos
anteriormente, muitos lá estando não despertarão. Não há problema, outros
muitos seguirão como planejado.

Do inicio ao fim estaremos sempre com vocês, mas não perceberão. Desejarão
voltar para algum lugar que não sabem aonde é,  se sentirão sozinhos e
abandonados,  chamarão por alguém ou algo e muitas vezes sentirão como se
tudo fosse um vazio – e quando faltarem respostas sua forte ou tênue intuição
os guiará;  até o momento em que pudermos nos manifestar mais abertamente
e aí então tudo ficará claro e a sua missão estará próxima de ser completada.

E lembrem-se: Permaneçam centrados em seus corações; não importa o que aconteça,
permaneçam centrados em seus corações. Lembrem-se de quem vocês são, porquê
estão em Gaia e qual o significado de tudo o que está acontecendo.

Boa Viagem… 
Tradução e adaptação: Contato
Estelar
Revisão de texto: Lara Rosa Branca
Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)