background

segunda-feira, 18 de maio de 2020

Sobre os conflitos na internet, em casa, no trabalho. Discursos de ódio, violência e fermentação da negatividade. O que está acontecendo?



Reencarnações de velhos soldados e centuriões romanos e fariseus são evidenciadas.

Bom dia, Sementes!

Reflitamos:

Neste mundo ainda de dualidade, onde as duas forças nos tempos presentes estão sendo bem evidenciadas, é normal nos depararmos ainda mais com discursos de ódio e violência, pois as velhas energias, realmente, precisam ser expostas, evidenciadas. Estamos vivendo os tempos reais da separação do "Joio do Trigo". 

Iremos ver fermentações não positivas, movimentos negativos, pessoas se atacando em redes sociais e nas TVs, etc. Isso faz parte do processo de limpeza. Como já falei antes, em meio a todos esses movimentos, temos a oportunidade de ver, com clareza, e avaliar bem, usando o nosso discernimento, pois, como os queridos mentores têm falado, aqueles que fermentam tais discursos negativos estão apenas mostrando suas trevas internas. E cabe a nós, realmente, envolver essas pessoas com as energias mais positivas possíveis, pois, se elas já estão destilando ódio, não precisam de mais disso para conseguir se erguer. Elas precisam de AMOR. 

Nestes tempos, está havendo um aumento considerável disso, pois muitos destes estiveram nos tempos de Jesus e foram soldados romanos, centuriões, fariseus nas sinagogas, aqueles que gritaram contra Jesus "Crucificai-o!". Muitos destes estão encarnados neste momento e deixando as suas dores e trevas internas expostas e vistas para serem curadas, definitivamente. É tanta dor e trevas internas, que eles não conseguem mantê-las dentro de si e, na maioria das vezes, as externalizam de tal forma. 

É normal verem também aqueles mesmos que são violentos em suas atitudes físicas e verbais, terem em suas bandeiras "Eu sou o amor" ou "Sejam o amor", enquanto que suas atitudes são contrárias a isso. Por quê? Pelo simples fato da necessidade de serem vistos e amados. Estão tão desesperados por amor e, ao mesmo tempo tão perdidos em si mesmos, nas próprias trevas internas, que entram em contradição e hipocrisia. Não os julguem ou acusem; apenas enviem as melhores vibrações amorosas.

Se vir essas pessoas em suas redes sociais com tais discursos de ódio ou qualquer coisa assim, façam duas coisas: tratem-nos carinhosamente e mantenham a distância saudável, se possível. Isso vale tanto para ambientes virtuais (na Internet) como físicos, assim como no ambiente familiar mais próximo. Não se assustem ou temam esses tempos e essas pessoas. Como já disse, elas são reencarnações de velhos soldados romanos, velhos centuriões romanos, velhos fariseus, velhos magos do passado que cultivaram discórdia, ódio e intolerância. E hoje, com o aumento dessas energias positivas, acabam tendo que, mesmo de forma inconsciente, expurgar toda a negatividade. É inevitável. E como fazem isso? Atacando, como cães feridos e violentos. Mas, no fundo, só querem amor e reconhecimento. Então, enviemos esse AMOR, mas mantendo uma distância saudável e não dando ouvido aos seus discursos. A própria energia espiritual elevada que tem chegado a Terra tratará de ajudá-los. Não esqueçam que eles também têm seus mentores. 

Outro ponto que podemos identificar nessas velhas almas é o fato de elas ficarem extremamente reativas a publicações como essa, pois isso as evidencia ainda mais.   E elas querem continuar se escondendo na capa de "Eu sou amor" em suas bandeiras e não desejam serem expostas em suas verdades, ou acham que não serão vibratoriamente descobertas. Como eu disse, nestes tempos não adiantará mais vestir uma camisa de "Espalhe o amor" ou "Seja o amor"; as pessoas sentem a energia. A humanidade despertou para o fato de que não bastam apenas palavras; é necessário mais que isso: é necessário VIBRAÇÃO.

É importante também tudo isso para que seja cada vez mais evidenciado o expandir do nosso discernimento, nossas consciências e sabedoria inata, pois no passado era muito mais fácil a humanidade ser enganada com boas palavras. Hoje se percebe muito mais a energia delas e daqueles que as discursam. Hoje, não adianta mais você estar vestindo uma camisa "Espalhe o Amor", mas discursando o ódio. A vibração real é sentida. A humanidade despertou. A "casca" não é mais tida como real. Chegamos aos tempos tão preditos pelos nossos queridos mestres antepassados profetizando que chegaria o tempo em que ninguém mais poderia mentir para ninguém, vestisse a camisa que estivesse vestindo, pois o que contaria seria a vibração emitida, e a hipocrisia cairia por terra. 

Estes são tempos de reconhecimento pela vibração. E vocês, queridas Sementes das Estrelas, que estão amplamente sendo preparadas desde o início dos tempos, estão prontas. Enquanto as velhas almas romanas continuam expurgando as suas frustrações internas, continuem vocês a banhá-las com os olhos da serenidade, evidenciando as altas vibrações que vocês representam. Enquanto estes discursam e projetam ódio nos seus lares, familiares ou nas redes sociais com discursos semelhantes ao passado "Crucificai-o!", vocês, Sementes, como representantes da Força Crística digam: "PAI, PERDOA-OS, PAI! ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM..." - Tal como fez Jesus. 

Hoje, queridos, não é difícil identificar essas almas romanas e velhos fariseus das sinagogas antigas. Observem os discursos, tanto em seus lares ou em ambientes de internet. E não se assustem com o fato que eles também possam ter seguidores, pois são almas de vibração semelhante, que carregam a mesma bagagem de velhos soldados romanos, fariseus, e no seu interior ainda ecoa a culpa de terem gritado "Crucificai-o!". Aí vocês poderão me dizer: "Mas, Neva... Se eles carregam essa culpa também, por que disseminam ódio?" E respondo a vocês: Porque eles se esqueceram que podem amar tão poderosamente quanto. Mas a própria vida tratará de mostrar isso, mesmo que para tal coisa tenham que tomar algum remédio amargo. 

Pela Verdade, nada mais que a Verdade,

Em Amor e Bênçãos,

Neva (Gabriel RL)


Canalizações, tecnologias, consagrações, meditações, palestras e atendimentos com Neva (Gabriel RL): 

Pela Verdade, nada mais que a Verdade,

Em Amor e Bênçãos,

Neva (Gabriel RL)