background

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Jeshua - "Bagagem"


Queridos amigos,

Eu sou Jeshua. Sintam minha energia entre vocês. Sou seu amigo e irmão, e não alguém que está acima de vocês. Sou seu companheiro, um parceiro no jogo que vocês estão jogando na Terra, um jogo de luz e escuridão, um jogo que lhes é familiar, com seus altos e baixos, seus picos de alegria, conexão e unidade, e seus vales de medo, desespero e desolação.

Vejo todos vocês e sei que vivenciaram os extremos da condição humana. Peço a cada um de vocês que sinta isto por um instante, dentro de si, sem julgar se algo é luz ou sombra. Uma não é melhor do que a outra, ambas fazem parte da vida terrena.  

Internamente, você conhece os dois extremos. Sinta o quanto você é rico, e até onde sua consciência chegou. Você é uma alma antiga, que viu e vivenciou muitas coisas. Pense na sabedoria, na riqueza de experiências que você possui, e observe-as. Perceba como você se torna calmo e pacífico quando observa toda a extensão dessa experiência.

Repare também que você trouxe muitas outras coisas da sua jornada na Terra. Você está, por assim dizer, pesadamente sobrecarregado com “bagagens” do passado, mas agora é o momento de se desfazer desse fardo. Só quando estiver livre do passado, livre do antigo, você poderá atravessar o limiar para um novo tempo.

Dê uma olhada minuciosa na sua bagagem. Imagine que suas costas estão carregadas de coisas: sacolas, pacotes, todo tipo de coisa. Retire a bagagem das costas e disponha-as em um círculo à sua volta, honrando cada peça. Não jogue nada fora. Elas foram experiências muito ricas e valiosas, muito importantes para você.

Pegue cada peça da bagagem e olhe para ela com profundo respeito ao coloca-la no círculo ao seu redor. Continue tirando todas as peças, até se sentir livre e aliviado. Ao mesmo tempo, mantenha um relacionamento de apreciação e gratidão com essa bagagem, pois todas essas experiências o trouxeram para a situação em que se encontra hoje. Quando terminar de se despedir de todas elas, sente-se no meio desse círculo e agradeça essas energias do passado.  

Olhe para os momentos importantes, excelentes. Você esteve aqui na Terra antes, e em todas as suas vidas você teve momentos intensos de iluminação, de verdade e clareza. Invoque esses momentos, nos quais você percebeu quem era, nos quais se sentiu intensamente conectado com outra pessoa, aqueles momentos em que percebeu como a energia da sua alma fluía e tocava a Terra. Momentos como esses realmente aconteceram. Entre em contato com essa energia e peça-lhe que venha a você. Reconheça a sua grandiosidade e sabedoria. Reconheça seu conhecimento interior, pois você é antigo e sábio.

Agora olhe para outras peças da bagagem, para aquelas que lhe parecem mais pesadas – emoções de tristeza, desespero, abandono – e convide-as a se apresentarem também. Elas carregaram essa energia para você. As emoções humanas fazem parte da experiência na Terra. Medo, desespero e dúvida não são coisas ruins; elas estão aqui como parte da experiência terrena. É precisamente em contraste com o bem e a luz, que essas energias mais sombrias lhe ensinam alguma coisa sobre a condição humana e a profundidade e amplidão do que o torna humano. Esses antigos fardos, e o fato de você ter passado por eles, são justamente o que faz de você um professor profundamente humano e compassivo, e um exemplo para os outros. Estas não são coisas para serem jogadas fora.

No momento em que você reconhece plenamente que essas peças pesadas são suas, no momento em que assume e reconhece completamente o valor delas, nesse momento você se torna um mestre sábio, um exemplo para outros, alguém que atesta a partir de um amor que não julga, um amor que inclui tudo, um amor que reconhece o Um no outro, mesmo quando esse outro está preso a um comportamento destrutivo. É aí que reside a chave da transição para o novo tempo – em assumir sua luz e sua sabedoria, assim como, seus medos, sua pequenez e suas dúvidas. Ao reconhecer e aceitar tudo isso em si mesmo, você abraça seu aspecto humano completo. Este é o limiar onde você se encontra agora, no caminho para a Nova Terra.

Podemos também visualizar este processo de uma outra forma. Todos vocês aqui possuem uma compreensão natural da espiritualidade, do que é viver a partir do coração. Através dos chacras superiores em seus campos energéticos – o cardíaco, o laríngeo, o frontal, o coronário – vocês compreendem muitas coisas. Vocês sempre entenderam o que realmente acontece na Nova Terra quando se vive a partir do coração e da alma. Mas como tiveram vidas na Terra onde essa energia não era respeitada, épocas em que não se sentiam bem-vindos nem à vontade aqui, vocês suportaram e guardaram sofrimentos em seus três chacras inferiores – no plexo solar, perto do estômago; no chacra umbilical, o centro vulnerável das suas emoções; e no chacra raiz, no cóccix, sua conexão com a Terra. Enquanto, em muitos de vocês, os chacras superiores são desenvolvidos e abertos ao novo, há dor armazenada em seus chacras inferiores – antigas lembranças que lhes causam medo e até falta de vontade de viver na Terra novamente.  

Percebe como existe uma disparidade em seu campo de energia? Em certos momentos, há o desejo e as saudades de um outro mundo, que o faz lembrar-se do Lar, com sua vibração de leveza, harmonia, tranquilidade e simplicidade. Sim, ele vive no seu interior, e muitas vezes, é essa lembrança e esse desejo que o fazem seguir em frente aqui na Terra. Mas, em outros momentos, você se esquece ou evita aquela outra parte do seu campo energético – a parte atormentada, a parte traumatizada do seu ser, que vive nos chacras inferiores. Aí reside um medo intenso de estar totalmente comprometido com a vida, de viver realmente a partir do seu coração, e de mostrar isto para outras pessoas. Estes medos o seguram e o fazem hesitar, justamente quando você está no limiar de um novo tempo. Pois é aí que você se encontra!

Todos vocês estão fazendo conexão com a Nova Terra que está despertando agora por seu intermédio. Entretanto, em cada um de vocês existe essa dor antiga, que às vezes parece segurá-lo e puxá-lo para trás, uma dor com a qual você não sabe lidar. E quero lhe dizer que ninguém pode entrar na Nova Terra apenas por meio dos seus chacras superiores – isto não é possível. Você só será capaz de atravessar o limiar se puder ser completa e plenamente humano, isto é, só se você se voltar para essa dor interna, que resiste e o impede de avançar, e abraça-la com amor e carinho.

A energia dos seus chacras superiores às vezes é excessivamente entusiasta, querendo demais em muito pouco tempo. Às vezes você caminha muito à frente da sua realidade interior, porque, em seu coração, você já está muito conectado com a visão da Nova Terra. Entretanto, dentro de você, ainda vive uma criança que foi atormentada quando se deparou com incompreensão, rejeição, dor e sofrimento.

Quero lhe dizer que leve a sério essa criança. Ela não é um peso acorrentado à sua perna, segurando-o no lugar; ela faz parte do seu caminho, da sua jornada. Você só poderá tornar-se um cidadão da Nova Terra, quando se ajoelhar diante dessa criança, fita-la diretamente, olho no olho, e realmente ouvir sua história, de modo a entende-la completamente e receber essa criança com todas as suas emoções.

O momento em que a luz se irradia suavemente de todos os chacras inferiores do seu ser é exatamente o momento em que você se torna um ser humano da Nova Terra. E essa energia de compaixão e compreensão, essa espiritualidade ancorada na Terra, você passa para outras pessoas, cujo desenvolvimento está acontecendo da mesma forma que o seu. Este é um passo que damos juntos, que nasce do reconhecimento um do outro, da apreciação da humanidade em todo ser humano – o anseio, o conhecimento interior, a sabedoria do outro, e também a criança torturada, a criança desesperada, brava, triste, resistente. Você consegue estender também sua mão para essa criança, para essa energia? Esta é a questão.

Se não fizer isto, você criará um conflito dentro de si mesmo, que poderá esgotá-lo. A parte superior do seu campo energético quer avançar, é impaciente, não consegue esperar. A parte inferior resiste, se opõe, porque não acredita nem confia. E quando a parte superior se afasta da inferior, esta se sente mais abandonada e deixada para trás, e passa a resistir ainda mais.  

Isto pode chegar ao ponto de causar enfermidades no seu corpo, as quais, na verdade, representam energias bloqueadas. Essas enfermidades são uma outra maneira da sua criança interior – a criança torturada – lhe pedir: “Pare o que você está fazendo, ajoelhe-se diante de mim e ouça a minha história. Eu ainda não estou pronta para ultrapassar aquele limiar, mas se você me der atenção, se me ajudar, se for paciente comigo, então talvez possamos fazer isso juntos.” Este é o seu desafio espiritual neste momento.

Eu conheço a sua “parte superior”, como a estou chamando agora. A energia localizada nos chacras superiores deseja construir a Nova Terra, deseja mudar o mundo exterior e fazer uma diferença. Mas estou lhe dizendo que você não pode ultrapassar o limiar como um ser humano pela metade. Às vezes, isto exige a coragem de voltar-se para dentro de si mesmo, para a dor e a escuridão, e encará-las diretamente. E eu o convido a fazer isto agora, junto com sua criança interior.

Imagine que você ainda está rodeado pela sua bagagem do passado. Agora permita que as peças mais escuras e pesadas se apresentem. Onde quer que você perceba um desânimo maior, permita que surja uma figura em forma de criança. Com calma, dedique um tempo para observar as emoções no rosto dessa criança. Veja-a diante de si e observe-a de um modo muito objetivo e amorosa. Pergunte à criança se ela quer vir até você. Diga-lhe “Eu gostaria de conhece-la.”, e encoraje-a estendo-lhe sua mão. Esta criança vem se sentindo sozinha há muito tempo, portanto é possível que não seja capaz de se entregar imediatamente. Mantenha contato visual com ela e diga-lhe que ela lhe pertence, que você jamais a abandonará e que quer fazer uma viagem com ela. Observe se ela quer chegar mais perto ou se você consegue segurar as mãos dela e pedir-lhe para lhe contar o que ela mais precisa neste momento. “Como posso ser útil a você? O que poderia ajudá-la a relaxar e lhe trazer mais tranquilidade e diversão?” Simplesmente fazendo-lhe essas perguntas, você já se abre para a energia dessa criança.

Imagine agora que essa criança tem permissão para viver dentro de você, que você lhe dá um lugar para viver. Observe aonde ela deseja ir naturalmente, em seu corpo, onde ela pode aninhar sua energia de modo a formar uma conexão positiva com você, em ajuda e amizade. Esta criança carregou para você o fardo do passado – daqueles momentos em que você se sentia triste, desesperado, atormentado. Mas ela guarda mais do que apenas essa energia. Ela também estabelece a sua conexão com seu corpo terreno, sua fisicalidade, sua força vital e vitalidade.

Imagine essa criança já recuperada, relaxada, alegre e sentindo-se sob a sua proteção. Sinta o que isto provoca no seu próprio corpo e energia. Essa criança vai ajudá-lo a ancorar-se na Terra, de modo que você possa manter-se total e completamente na sua própria humanidade terrena, Esta é a chave para a Nova Terra – tornar-se inteiro internamente. Perceba o valor e a experiência, tanto do seu lado luminoso, dos sentimentos sublimes, quanto do seu lado sombrio, das suas emoções melancólicas e dolorosas. Ambos têm algo a lhe oferecer e, no final, eles o tornam inteiro e completo – se você os aceitar.

Agora, vamos dar mais uma olhada no mundo novo, nessa Nova Terra. Com a criança em seu interior, integrada em seu ser, damos um passo através o limiar. Observe o que você vê aí. Com é essa Nova Terra, e que sentimento ela lhe transmite? O que você vê em primeiro lugar, e como reage a isso? Deixe que o poder curativo dessa Nova Terra interaja com você e sinta o chamado dela. Você é bem-vindo aqui, e mais do que bem-vindo! E enquanto está aqui, olhe ao seu redor e talvez veja paisagens da natureza, de tranquilidade e simplicidade. Você sente que isto o atrai, que algo neste novo mundo o encanta. Perceba se aparece um lugar ao qual você é atraído. Deixe que esse lugar surja dentro de você sem esforço e naturalmente… talvez seja um lugar na natureza, ou um lugar onde há outras pessoas ou animais, ou uma residência particular…. Seja o que for, experimente-o. Esta imagem deve lhe dizer algo sobre o seu futuro.

Compreenda o que a Nova Terra quer que você saiba. Quem é você na Nova Terra, e como você se percebe? O que você faz aí? Veja se há algo que você gosta naturalmente de fazer, algo que você realmente ame fazer. Aquilo que você faz aí com naturalidade já existe dentro de você, porque lhe pertence. Pode ser algo que você faça sozinho, ou alguma coisa que faça junto com outra pessoa, mas é algo isento de ansiedade e que lhe dá prazer; e também torna os outros felizes e inspirados. Mas está relacionado principalmente com o fato de você vivenciar o seu próprio fluxo de energia e ter prazer com isso.

Agora deixemos de lado a imagem do futuro da Nova Terra e voltemos ao presente. Sinta sua própria força. Você é capaz de curar o passado. É tão simples quanto estender sua mão para uma criancinha – é só isto! Nenhum plano espiritual ou ideal elevado fará diferença. Só é preciso ajoelhar-se diante de uma criancinha ferida.

Peço a todos vocês que façam isto, por vocês mesmos e pelo mundo, porque a criança interior curada é também a chave de mudanças em um nível global. As profundas lutas internas, causadas pela rejeição das pessoas aos seus próprios aspectos sombrios, são justamente a origem de tantos conflitos entre seres humanos, raças e povos. Pois esta oposição interna acaba se expressando no nível coletivo.  

Mas há uma mudança acontecendo; as pessoas estão ouvindo o chamado da Nova Terra. A Terra os chama e deseja ajuda-los e apoiá-los neste processo de acolhimento do seu aspecto humano. Ao iniciarem este processo, vocês perceberão que são amparados pela Mãe Terra, que ela lhes oferece alegria de viver e força. No interior da própria Terra, está havendo um movimento. Ela quer mudar e atrair para si uma nova realidade energética. As antigas estruturas baseadas na luta e no medo vão desmoronar. A Nova Terra não pode mais tolerar essas estruturas, elas não podem mais sobreviver aqui. Vocês se encontram na linha de frente e no limiar do novo, embora estejam vendo caos e tumulto ao redor de si.

Peço a cada um de vocês que permaneça muito calmo internamente, no seu caminho interior. Isto faz a diferença; isto abre o caminho para uma Terra nova e curada.

Muito obrigado pela presença de cada um. Estou profundamente conectado com todos vocês.


Canal: Pamela Kribbe           
Tradução: Vera Corrêa - veracorrea46@gmail.com
Veja mais mensagens de Jeshua Aqui