Emmanuel dagher – “Previsão da energia para outubro de 2020”

Compartilhe esse artigo
Este Outubro é um mês que mudará para sempre a trajetória de nossa experiência pessoal e coletiva. Uma renovação Divina está em andamento, o que servirá como catalisador para a próxima onda de despertar em nosso mundo.
É uma honra me conectar com o seu Espírito radiante desta forma. Temos muito o que colocar em dia, então vamos direto ao assunto…
Outubro de 2020 é um mês que mudará para sempre a trajetória de nossa experiência pessoal e coletiva. Uma renovação Divina está em andamento, que servirá como catalisador para a próxima onda de despertar em nosso mundo.
Em Março de 2020, o mundo foi despertado por uma pausa coletiva. Essa pausa ofereceu a cada um de nós a oportunidade de nos interiorizarmos, refletirmos sobre o nosso caminho e fazermos os ajustes essenciais que nos ajudariam a evoluir.

Em Outubro, o mundo despertará por meio da ação externa coletiva, equilibrando o despertar interno que ocorreu em Março.
Correção de Curso

Há uma rápida mudança acontecendo.

Todos nós estamos avançando e resolvendo eras de padrões cármicos no nosso próprio interesse, de nossos ancestrais e da humanidade como um todo, e isso está ocorrendo em taxas de velocidade elevadas, como nunca antes testemunhamos na história da experiência humana.
A maior parte da resolução kármica que estamos experienciando agora está acontecendo durante nosso sono e estados meditativos (que alguns notaram nos sonhos que estão experimentando).
No entanto, tanta atividade interna pode prejudicar nossos corpos emocional, físico e mental, se não estivermos nos reabastecendo intencionalmente.

Essa resolução de padrões cármicos que não servem mais ao nosso bem maior, muitas vezes ocorre em etapas. Isso torna mais fácil para nosso corpo e mente se ajustarem ao número de mudanças que fluem em nosso campo de energia.
No entanto, como estamos experimentando essas mudanças rápidas tão rapidamente, as fases estão frequentemente sendo agrupadas, então essas ondas de transformação podem ser desconfortáveis, ​​às vezes.

Também está claro que a Terra está se curando e se purificando. Ela também está se reajustando para poder operar em estados superiores de existência.
Quando a mudança ocorre tão rapidamente como agora, há uma coisa que podemos fazer para nos ajudar a navegar nas ondas com mais facilidade: praticar a Serenidade Divina.
A Serenidade Divina nos oferece a capacidade de nos tornarmos observadores pacíficos e tranquilos em toda a vida. A serenidade reabastece o âmago do nosso ser e nos ajuda a não ficarmos presos na bolha do medo que está prestes a estourar.
Quando praticamos a serenidade, torna-se muito mais fácil transcender as construções mentais para as quais a mente pode reverter. Podemos ir além dos padrões de sobrevivência que o levam a reagir e sermos apanhados pela resistência que pode vir com tantas mudanças acontecendo.
Praticar a serenidade torna mais fácil e agradável passar pelas mudanças que estão ocorrendo dentro e ao nosso redor agora.
Como a mente costuma ser usada para ser o Agente, a serenidade pode parecer um pouco estranha e até enfadonha, porque pede que a mente mude de Fazer para Ser.
No entanto, com um pouco de prática, podemos mostrar à mente o valor e o benefício da serenidade e da quietude, lembrando-a de que a quietude nos permite reabastecer e nutrir nossa mente, corpo e energia de uma forma que nos permite estar prontos para toda a mudança que está por vir, prosperando enquanto fazemos isso.
Serenidade é o pré-requisito para transcender a matriz baseada na sobrevivência que a humanidade co-criou.

Isto nos ajuda a criar um novo caminho – um que nos liga a uma realidade de maior liberdade, paz, amor, unidade, alegria, bem-estar puro, prosperidade, realização e as mais preciosas bênçãos da vida.
Outubro trará com ele algumas surpresas. Essas surpresas são de natureza matriarcal, aqui para trazer equilíbrio a um mundo que foi controlado principalmente pelo aspecto inferior da construção patriarcal.

À medida que as energias Divinas Matriarcais despertam e se elevam dentro do coração e da mente de toda a humanidade agora, coisas que estavam ocultas virão à superfície, permitindo que velhos sistemas, padrões, comportamentos e ideologias não alinhados com o bem maior da humanidade sejam transformados.

Isso abrirá caminho para o surgimento de novas formas de ser e de viver que promovem uma inclusão que ainda não foi plenamente experienciada em nosso mundo.
Temos tido vislumbres disso, mas as coisas estarão se expandindo agora em um ritmo muito mais acelerado.
A hierarquia não tem mais lugar no mundo.

Assim como cada um de nós está evoluindo individualmente, o mundo também está.

Agora estamos cada vez mais entendendo que quanto mais honrarmos a Matriarca Divina dentro e ao nosso redor – escolhendo amor, bondade, respeito, cuidado e compaixão por nós mesmos e pelos outros – mais o aspecto irracional do patriarcado se transformará em sua autenticidade e Natureza divina, permitindo que a cura ocorra para toda a vida neste planeta.
Aqui estão algumas coisas que podemos fazer durante esse período:
Expresse bondade, compaixão e amor por si mesmo.

Expresse bondade, compaixão e amor pelos outros

Esteja presente com seus cinco sentidos

Cerque-se de fragrâncias (naturais), como flores, plantas e óleos essenciais

Cerque-se de cores que evoquem sentimentos de paz, alegria, amor, paixão e liberdade

Cerque-se com os belos sons da natureza, música e a quietude interior de nossa presença EU SOU

Medite

Beba e coma alimentos que o nutram de maneiras que melhorem e dêem vida

Sinta as texturas curativas da natureza entre os dedos dos pés, com as mãos e em seu corpo

Verifique e  pergunte como está se saindo ao longo do dia

Tenha alguns minutos de sol diariamente

Aqueles que estão fazendo seu trabalho interior perceberão que, em meados de outubro, algumas bênçãos maravilhosas estarão entrando em sua vida, especialmente nas áreas de crescimento pessoal, espiritual e financeiro.
Paz de Espírito
À medida que avançamos em um ciclo ativo que traz consigo muitas mudanças, a mente pode ficar um pouco mais reativa e sensível, porque ela só quer se sentir segura.
A mente resiste à mudança, porque vê a mudança como algo que exige que ela desista do que sempre teve.
A mudança é algo de que a mente pode se beneficiar muito, e estará a bordo com a mudança assim que a informarmos que ela não precisa desistir de nada de que não queira desistir.

O que estamos experimentando agora depende unicamente de onde escolhemos colocar nosso foco e atenção.

Se estivermos focalizando o mundo externo, provavelmente nos sentiremos amedrontados e presos.
Se estivermos nos concentrando na bondade e na compaixão em relação a nós mesmos e pelos outros, é quando a cura profunda começa a ocorrer.

Quando somos capazes de sair de um espaço reativo – aquele em que fomos acionados pelo ambiente – e passarmos a ser um observador, começamos a ver cada experiência como um simples feedback, permitindo-nos saber o que fazemos e com o que não ressoamos.

Entrar no modo de observador imediatamente diminui a carga de tudo o que está causando a nossa angústia. A partir deste espaço, quando encontramos extremos ao nosso redor, torna-se muito mais fácil permanecermos centrados e desinteressados por tudo.

Como observadores, nós nos capacitamos a permanecer centrados em todas as situações (mesmo as desafiadoras). A partir daí, podemos ajustar nosso conhecimento sobre o que queremos criar mais.
Situações extremas não se tornam mais tão extremas quando nos vemos como observadores, porque não estamos mais nos permitindo ser apanhados por elas.
Sempre que você descobrir que a mente está se prendendo aos detalhes e histórias de vida que parecem desafiadoras, aqui está uma técnica simples que pode ajudar:
Faça uma pausa e  três respirações profundas e completas.

Feche seus olhos.

Imagine-se (sua consciência) saindo do corpo e veja-se sentado ali com os olhos fechados.

Apenas observe-se por 1–3 minutos.

Traga a sua consciência de volta ao seu corpo. Comece focalizando a planta dos pés, depois suba pelo corpo até as palmas das mãos, depois o coração e o topo da cabeça.

Abra suavemente os olhos.

Expresse gratidão ao seu espírito por lembrá-lo de se ver objetivamente.

Este processo simples nos ajuda a sair do modo de sobrevivência e a entrar em um estado de paz.
Você provavelmente até sentirá uma liberação no corpo e na mente de qualquer tensão que estava mantendo.
Fazer esse processo pelo menos uma vez por dia durante o mês de outubro nos ajudará a criar espaço para uma cura profunda, paz e despertar.
Estamos em tempos emocionantes e temos muito a esperar!

E estamos todos juntos nisso.
Até a próxima vez,
Milagrosamente seu,

Emmanuel
Autor: Emmanuel Dagher
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Emmanuel Dagher Aqui
Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)