background

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Selácia - "Navegando na desinformação"



COMPREENDENDO O ABSURDO

Nosso mundo exterior e nossa vida diária estão agora sujeitos a altos e baixos erráticos, como parte da reconfiguração da sociedade para um mundo mais amoroso. A mudança é complicada e precisamos muito dela para criar um mundo que funcione para todos e, ao mesmo tempo, sustente o nosso planeta. A mega mudança já estava em andamento antes de 2020, e a pandemia acelerou o ritmo e está indo de vento em popa. Há um grande despertar espiritual ocorrendo, embora você possa não notar se assistir ao noticiário. Neste artigo, descrevo os principais temas e coisas aos quais prestar atenção. Fatos e verdades são importantes, incluindo verdades mais elevadas sobre o que está acontecendo. Continue a ler para entender melhor nosso dilema de dar sentido ao absurdo.

O nível de loucura que agora vemos retratado no cenário mundial é sem precedentes. A fonte disso é o mau uso do poder, inclusive por meio da agitação proposital do caos e da agitação por meio de campanhas de desinformação. Isso não é nada novo - a história está repleta de exemplos desta tática inteligente. Ditadores e autocratas a usaram nos últimos séculos para ganhar e manter o poder.

Como isto funciona e por que é tão eficaz? Informações enganosas e falsas, juntamente com imagens de compra de fotos, são apresentadas como fatos. O objetivo básico: influenciar a opinião pública, agitar o descontentamento, dividir grupos de pessoas e criar confusão. Sub-objetivos: semear tanta desconfiança que as pessoas se tornem alienadas e desconectadas; incitar o medo e a violência para que os cidadãos acolham a continuação da liderança atual ou mesmo a lei marcial, influenciar as eleições alterando a forma como as pessoas votam ou fazendo com que fiquem tão desiludidas que nem se dêem ao trabalho de votar.

ENTENDENDO O ABSURDO

A realidade superior do que está se revelando em nosso mundo não é nada menos do que uma reviravolta revolucionária de sistemas arcaicos desatualizados que não nos serviram por séculos. É como se a sombra da humanidade surgisse - sem filtros - para testemunharmos e começarmos a nos dirigir.

Esta sombra também não irá voltar para baixo da superfície. Por quê? Em primeiro lugar, as massas estão testemunhando isso nos tempos atuais - a tecnologia agora nos conectando como nunca antes. Uma vez que o coletivo da humanidade viu algo nesta escala, ela permanece visível. Em segundo lugar, conforme escrevo em meu livro "Previsões para 2020", neste ano temos raros alinhamentos planetários que não tínhamos há centenas de anos. Quando tivemos esse tipo de alinhamento antes, houve revoluções, a queda de impérios e eventos épicos. Terceiro, a América tem seu retorno a Plutão em 2020, sinalizando um ponto crítico com ondulações globais. Com o retorno de Plutão, a sombra da América está sendo revelada em meio à turbulência contínua.

O QUE PODEMOS FAZER

Eu sugiro que você fique o mais presente possível, residindo em seu coração e fazendo o possível para ancorar o amor onde quer que vá. A turbulência não precisa ser um impedimento para usar sua luz e ser a melhor versão de si mesmo. Este realmente é o momento de dar um passo à frente e sua energia  espalhar positividade e bondade.

Fique informado. Expanda suas fontes de informação, usando seu discernimento para separar o fato da ficção. Evite ficar à margem. 

LEVE EM CONTA O CONDICIONAMENTO HUMANO

É útil levar em consideração o condicionamento humano e como ele nos afeta. Todos nós o temos. Para a maioria de vocês que estão lendo isto, estar no caminho do despertar abriu sua consciência e você está desenvolvendo a auto-capacitação além das habilidades de discernimento enquanto se esforça para se auto-evoluir. São habilidades em desenvolvimento, é claro, e você enfrentará dúvidas e obstáculos ao longo do caminho. Isso é natural.

A pessoa média, entretanto, muitas vezes não tem o nível de auto-capacitação necessário para navegar habilmente em nossa atual turbulência. Eles podem ter pouca compreensão ou aplicação prática de seu próprio poder para criar, pensar, escolher, discernir as informações que absorvem e cooperar produtivamente com outros seres. Isso os torna vulneráveis ​​à desinformação e à dinâmica baseada no medo que ocorre nas redes sociais e nas eleições.

Menciono esta "divisão experiencial e de consciência" aqui para dar contexto ao nível de compaixão que estamos sendo chamados a trazer ao mundo. Para nós - sabendo que, de fato, não somos impotentes - é difícil entender totalmente como é para as pessoas que ainda não têm nossa visão mais ampla. Portanto, devemos reservar espaço para eles e fazer o possível para apoiá-los. Afinal, estamos todos juntos nisso.

Todos nós somos afetados, direta ou indiretamente, ao testemunharmos temas seculares de justiça, desigualdade e discriminação surgindo de uma maneira nova e ampliada. O cenário geral: isto reflete uma aceleração do despertar e um chamado para a cura de velhas feridas que impedem um mundo amoroso.

Nas Previsões para 2020, escrevi:

"Não renuncie ao seu poder, permitindo que sua frustração ou raiva sobre os eventos influenciem sua visão e o impeçam de realizar ações construtivas. Assuma e processe a sua raiva. Não deixe o medo fechar os seus olhos e ouvidos à vida. 

Como um agente de mudanças divino -  vivo agora para estar na vanguarda das mudanças para um mundo melhor - sua energia e participação são importantes. Procure uma resposta equilibrada ao que você testemunha. Fique presente. Evite fazer suposições. Encontre forças dentro de si mesmo para fazer a diferença a cada dia. "


Autor: Selácia
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Selácia Aqui