Kuan Yin – “Tornando-se Luminares “

Compartilhe esse artigo

Ontem, senti uma necessidade profunda de uma viajada (entrar em meditacão) , era uma sensação incômoda. Quando me sinto assim, sei que minha atenção é necessária, então na primeira oportunidade que tive, coloquei uma música com tambores e fui.

Eu me peguei andando em degraus de pedra que ficavam em um lago criando uma trilha. A água estava calma e serena. Na água estavam flores de lótus totalmente abertas. Foi lindo.

Mais à frente, no final do caminho, havia uma enorme tenda que brilhava em um movimento dourado e inconstante. Eu sabia que estava indo para lá. Nesse momento, Quan Yin se juntou a mim no caminho. Fiquei muito feliz em vê-la. Ela tem estado muito ocupada com o processo de Ascensão.

Ela estava radiante, sorrindo de orelha a orelha. Ela tinha estava como uma criança se mantendo um segredo, resgando-se para compartilhar a alegria. Olhei para ela interrogativamente e ela disse: “Está feito”. Ela sussurrou isso e me fez parar no meio do caminho. Eu me virei para encará-la totalmente e perguntei o que ela queria dizer.

Ela pegou minhas mãos e me disse que o trabalho de criar o novo espaço e ser uma ponte acabou. Ela estava tão leve quando disse: “Somos livres!” Ela não precisa mais estar no papel de um Bodhisattva, assim como aqueles no papel de fazer a ponte entre os mundos agora também estão livres.

Ela me disse que a Terra está livre e agora a humanidade tem uma escolha. (Ter a escolha é muito importante.) Ela explicou que não importa o que o coletivo escolha, somos livres.

Eu estava cheia de emoção e um peso enorme que eu nem sabia que estava carregando foi tirado dos meus ombros. Caminhamos de mãos dadas para a tenda giratória de ouro que estava cheia de mestres ascensionados conhecidos e desconhecidos. Eles estavam em plena celebração. Todo o trabalho árduo de guiar os outros valeu a pena.

Eles explicaram que a 7ª Terra está aqui. Nada pode impedir o que está por vir … nada. Pode não ser instantâneo, mas tudo bem porque está aqui e nada pode impedi-lo.

Saí da viagem abruptamente. Um grande estrondo me sacudiu de volta ao meu corpo enquanto meu filho mais novo derrubava algo de sua parede. Às vezes, fazer malabarismos com todos os papéis que desempenho é um desafio. Tentei voltar para a viagem, mas o fator de susto de um barulho tão alto era grande demais para eu me acomodar novamente. Fiquei desapontado porque havia muito mais coisas que eu estava tentando entender.

Cerca de uma hora depois, recebi um e-mail que causou arrepios em todo o meu corpo de uma colega na Alemanha chamada Andrea Maria Apfelbeck. Ela e eu temos feito um excelente trabalho juntas e estamos descobrindo que nossas experiências agora estão frequentemente sincronizadas Temos uma conexão de alma que é tão incrivelmente profunda, e ela graciosamente me permitiu compartilhar o e-mail que ela enviou e suas interpretações.

“Aloha Jenny, tentei dormir esta noite (são quase duas da manhã para mim) e não consegui, como tantas vezes acontece hoje em dia. Então, enquanto eu estava descansando e meditando, de repente vi seu rosto amoroso. Você se sentou na minha frente como se estivéssemos nos encontrando no Zoom, como de costume.

Eu perguntei: “O que está acontecendo aqui?” Em resposta, foi-me mostrado uma bela tartaruga marinha que nadou muito rapidamente das profundezas do mar (escuro) até a luz (do sol). Então eu olhei para você novamente. Você estava muito quieta, muito centrada.

Então ouvi de meus guias de luz: A 7ª Terra. A 7ª dimensão. (Subida). Então eu vi a energia Quan Yin em sua origem como um símbolo do feminino divino, ou seja, livre e sem apego de Bodhisattva. A energia veio na forma de belos desenhos que vocês veem em uma carapaça de tartaruga que vão para diferentes lugares da Terra como peças de um quebra-cabeça se encaixando.

Olhamos uma para a outra e demos as mãos. Nós nos apreciamos com amor e eu disse: “Você é um dos originais de Gaia. Eu sou um dos originais de Gaia. Libertamos Gaia (Nota: Somos os muitos Originais, Primeiras Ondas e Mostradores do Caminho). Gaia está livre agora. Está terminado.”

A sensação, depois de escrever o e-mail acima para Jenny, estava dentro de mim: Nós também somos livres. Nós, aqueles preocupados (isto não é para todos) que sentimos isso nas profundezas de suas almas … os Mostradores do Caminho, aqueles da 1ª onda, aqueles que mantiveram o equilíbrio entre os diferentes mundos e a ponte de arco-íris entre eles, manteveram as dimensões abertas. Quan Yin e outros mestres também estãolivres e muito mais. Essa matriz foi dissolvida.

Além disso, a sensação de que tudo isso é independente do que está acontecendo no mundo agora parecia que a porta do portal atrás de mim pode ser fechada. Não precisamos mais ir e voltar ou olhar para trás. É algo essencial que agora está completo, fechado.

Bem-vindo à Nova Terra, que, de acordo com minha percepção, não é uma “nova” Terra, mas a Terra que volta ao seu estado original e ao seu original universal, como se pretendia desde o início na frequência primária harmônica.

A tartaruga como animal de poder tem muitos significados. Aqui, especialmente para mim, está aquela que ela é uma guardiã do Feminino Divino e das frequências primordiais de Gaia, assim como as baleias são as guardiãs das bibliotecas, os portadores das chaves e o conhecimento da sagrada, universal e primordial Terra Original.

Andrea Maria Apfelbeck Aloha.

Fiquei chocada e grata ao saber que ambas experimentamos essas coisas na mesma época, e ambas com Quan Yin. Foi tão perfeito, pois senti que havia perdido algo na viagem quando meu sistema nervoso foi ativado por um estrondo.

Sentei-me com esta informação ontem à noite e percebi que muitos estão sentindo que um aspecto ou parte deles está morrendo. Pode ser bastante brutal, especialmente quando você não entende completamente o que é. Esta viagem e a meditação de Andrea Maria me ajudaram a entender mais. Uma parte está morrendo. Aqueles de nós que criaram pontes, ancoraram a luz para a humanidade e ajudaram a criar o novo estão agora sendo libertos.

É uma sensação interessante, de empolgação e trepidação. Quem sou eu agora que uma função importante que tive por muitas vidas foi concluída?

Esta manhã eu acordei de um sonho e no sonho, houve uma grande cerimônia de formatura e, de certa forma, uma festa de boas-vindas em casa. Agora estamos livres.

O coletivo agora tem uma escolha. Agora estamos livres para criar de uma nova maneira. As limitações e barreiras se foram, agora só precisamos remover tudo o que resta dentro de nós que nos mantém limitados. É hora de nos libertarmos completamente. Será interessante ver o que criamos com toda a energia que está disponível agora que não desempenhamos mais esse papel.

Enquanto eu escrevia este blog, Quan Yin veio a mim e quis compartilhar mais. Aqui está o que ela disse:

“O que deve ser entendido é a imensidão de uma tarefa realizada. Há muita gratidão por todos aqueles que trabalharam para este resultado tão favorável. Compreendemos que, para muitos que olham para fora, o sentimento de celebração parece prematuro. No entanto, se olharmos para o nosso próprio coração com uma visão clara, enquanto observamos o coletivo à distância, isso fará muito mais sentido.

Seu coração lhe dirá a verdade sobre as mudanças em seu mundo. Conforme você abre seu coração, você se abre para as possibilidades puras que estão disponíveis para você agora.

Com a mudança ou eliminação de papéis, pode-se sentir simultaneamente alegria, liberdade, medo e resistência. Recomendamos a criação de uma cerimônia para dizer adeus ao papel que você desempenhou e permitir um momento de luto.

Então, pedimos que você comece a criar, sonhar, imaginar o que você quer. Quando surgem limitações ou medos, converse com eles, ame-os e, em seguida, leve-os para longe com sua respiração. Ao expirar tudo o que o impede, inspire o potencial futuro de Tudo o que Você É.

Volte todo o seu ser para o novo espaço (eu tive então a visão da esposa de Ló se transformando em sal quando ela se virou para ver a destruição de Sodoma no livro de Gênesis). Embora você não se volte para o sal, concentrar-se na destruição do antigo causará uma grande perturbação em seu campo energético e você se sentirá dilacerado. Em vez disso, concentre-se em sua alegria, em sua criação e em seu novo papel como Luminares. Ilumine o caminho para os outros simplesmente percorrendo-o.

Deixo-vos com alegria. Todos têm a opção de abraçar e crescer em novos papéis, pois está feito.

Para aqueles que estão sentindo que seus papéis estão mudando e entrando no novo, espero que esta informação os ajude a abandonar o antigo. Espero que isso confirme seu profundo conhecimento interior sobre este momento incrível, embora o mundo exterior esteja um caos. Estou enviando grandes abraços, amor e emoção à medida que avançamos e nos aclimatamos com o novo espaço.

Se ainda não o fez, por favor junte-se à minha lista de correio para receber este blog e outras coisas por email. A mídia social tornou-se pouco confiável para divulgar informações. Para entrar na lista de discussão, clique aqui

Muito amor,

Jenny

Canal / Autor: Jenny Schiltz
Fonte: https://jennyschiltz.com/becoming-luminaries/
Tradução: Sementes Das Estrelas / Cintia Libório

Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)