Mantenham firme a rede de luz

Compartilhe esse artigo

“As Avós me sacudiram outro dia, lembrando-me da urgência do trabalho que nos convocaram para fazer – tudo que você faz com e por meio da Rede de Luz como reuniões à distância, grupos de estudos. Vocês são necessários agora para ancorar e ampliar a Rede de Luz na terra. “

Não importa como trabalhemos para curar a nós mesmos e nossos relacionamentos, se oramos o Gayatri Mantra, o Ho’Oponopono, estudamos o Alcorão, o Bhagavad Gita, a Bíblia ou qualquer trabalho sagrado que estamos fazendo, estamos ao mesmo tempo trabalhando com a Rede de Luz. E sempre que estamos conectados na Rede de Luz, todas as orações são ampliadas.

Muitos de nós estamos acostumados a trabalhar com a Rede de Luz e entendemos que estamos conectados nesta rede de amor e luz o tempo todo. E porque estamos, podemos fazer um bem extraordinário.

Temos trabalhado com os elementos da terra, ar, fogo, água e éter para ativar uma conexão e entrar em unidade com eles para a nossa própria cura e a cura do planeta.

As Avós afirmam: “NÃO veremos a terra destruída. É por isso que viemos e demos a você a Rede de Luz.”

Você pode pensar em si mesmo como um minúsculo ponto de luz, uma pequena lâmpada de cinco watts piscando, mas quando você se conecta à Rede de Luz, aquela pequena quantidade de luz sua se espalha por todo o universo.

Então, suas orações, suas intenções, fazem um bem extraordinário. E quanto mais você pensa na Rede de Luz, entra em unidade com ela por meio de cânticos, orações ou qualquer via que o leve ao Ser de Luz que você realmente é, você magnifica a Rede de Luz.

As Avós dizem: “O poder da Rede de Luz para ancorar a luz na Terra aumenta enormemente cada vez que você faz o que pensa ser uma das ‘pequenas coisas’. Elas não são pequenos. “

Outro dia um podcast de Bruce Lipton, respeitado biólogo e epigeneticista, falou sobre os tempos em que vivemos e disse que a vida na Terra está mais uma vez à beira da destruição. A vida foi destruída cinco outras vezes e ele continuou dizendo que durante duas dessas vezes, a “teia de luz” (nossa Rede de Luz), também foi destruída.

As Avós nos disseram:

“Mantenham a Rede de Luz firme porque é isso que manterá seu planeta estável durante os tempos de mudança que estão sobre vocês.”

Então, quando ouvi Lipton dizer que a “teia de luz” havia sido destruída duas vezes antes, senti a urgência do chamado das Avós para avançar e manter a Rede de Luz firme agora. Este é o trabalho para o qual nos reunimos. É nosso trabalho.

Isso poderia ser mais claro?

De acordo com Lipton, a teia (rede) de luz é muito parecida com o tecido conjuntivo ou fáscia que mantém nossos corpos juntos. Ela mantém o corpo da Terra unido e também nos mantém juntos, penetra não apenas na terra, na água, no ar, no fogo e no éter, mas também em nosso ser físico, emocional e mental.

Hoje tudo na terra está balançando e rolando loucamente. A sociedade está abalada, o meio ambiente está em crise e a pandemia está devastando. E porque agora não somos mais capazes de nos distrair, devemos viver vidas de isolamento e busca interior. Não é por acaso. “Você está sendo chamado às profundezas do seu ser”, dizem as Avós, e, se você precisar de mais verificação, elas também dizem:

“Ninguém vem para este trabalho a menos que os chamemos”.

E assim, para as queridas avós e umas para as outras, dizemos: “Sim!”

Somos um dentro da Rede de Luz, um dentro deste grande abraço de amor.

Somos abraçados, queridos, embalados e abençoados no amor – sempre.

Que a Rede de Luz alcance todo o nosso planeta agora, todo o universo, abençoando e ancorando profundamente, através de todas as massas de terra e do próprio cosmos.

Que todos sejam mantidos com amor – todos os cursos d’água, minerais, plantas, animais e humanos.

Pedimos que cada ser seja abençoado e mantido na luz e que nossa amada Mãe Terra seja mantida na luz.

Que o bem mais elevado seja agora derramado de nossos corações uns para os outros, formando uma confluência de bênçãos que flui para fora e depois retorna.

Pedimos que essas ondas de amor e bênçãos preencham e elevem tudo o que vive.

Que todos em todos os mundos sejam felizes.”

Fonte: netoflight.org
Tradução: Vilma Capuano

Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)