Grupo Arcturiano – “O nascimento do cristo interior”

Compartilhe esse artigo

33

Bem-vindos, queridos leitores. Esperamos que nossa mensagem traga uma melhor compreensão e paz para todos vocês durante esses tempos de confusão e caos. Como tudo mais, as celebrações do feriado serão diferentes neste ano, quando muitas tradições e reuniões religiosas serão limitadas ou proibidas.

Não se permitam ser definidos por suas tradições na crença de que sem elas não pode haver alegria ou celebração adequada. Tentem entender que os “tempos difíceis” presentes estão na verdade servindo a um bom propósito porque estão atraindo muitos para uma consciência mais profunda de como algumas de suas escolhas de vida atuais os mantêm no lugar e os impedem de seguir em novas direções.

As tradições são criadas por crenças e costumes passados de geração em geração por meio de palavras e práticas até que se tornem necessárias para os envolvidos, em vez de serem uma escolha. As tradições geralmente determinam que certas ocasiões ou reuniões devem seguir um protocolo estabelecido que geralmente contém regras sobre o tempo certo, palavras ou ações a serem tomadas.

A tradição permanece bem e viva, em religiões organizadas, grupos étnicos e culturais, famílias e países e é freqüentemente dotada de poder pelos e sobre os participantes. As tradições podem ser divertidas e edificantes, a menos ou até que se tornem algo que não pode ser violado, alterado ou eliminado sem consequências reais ou imaginárias. Nesse ponto, elas tornam-se adoração de ídolos.

Pode ser emocionalmente doloroso quando as atividades que vocês gostam não estão mais disponíveis, mas tenham em mente que algo muito maior do que aquilo que vocês se acostumaram está acontecendo neste momento. Deixem o processo se desenrolar. Perguntem-se: “É realmente importante que esse evento, tradição, prática, etc. aconteça exatamente como sempre aconteceu, ou as condições presentes estão me ensinando a examinar meu sistema de crenças e pensar de novas maneiras?”

Os tempos atuais de desânimo oferecem oportunidades para reflexão pessoal, crescimento interior e um exame honesto das suas escolhas e crenças. Muitos estão começando a compreender que existem outras maneiras de viver, e até melhores, do que aquelas que eles consideravam ser certas ou imutáveis. Muitos estão começando a integrar e expressar capacitação pessoal ao fazer escolhas para fazer, mudar, não fazer ou eliminar algum aspecto de suas vidas que parece terminado, independentemente da pressão familiar, educação, objetivos anteriores, etc.

A maioria das tradições sazonais retornará com uma grande “comoção” daqueles que as consideram sagradas e necessárias e também das empresas que vendem os produtos que as acompanham. Aqueles que aproveitaram os tempos atuais para examinar seu sistema de crenças e permitir que o “velho e acabado” se libertem, descobrirão quando as celebrações forem mais uma vez permitidas que não ressoam mais da mesma maneira porque a consciência mudou.

As tradições muitas vezes se tornam suportes emocionais para aqueles que as consideram necessárias e imutáveis. A fim de evoluir para um estado superior de consciência, todos devem retirar o poder que atribuíram a alguma pessoa, lugar ou coisa, porque isso representa uma atividade de separação. Não nos referimos ao respeito, honra e gratidão naturalmente devidos a certos indivíduos, mas falamos de adoração e emulação que excede em muito a apreciação normal. Deus (o seu verdadeiro EU) não precisa de um suporte emocional, seja uma tradição, crença ou conceito.

Já falamos muitas vezes sobre o verdadeiro significado do Natal, mas falaremos dele mais uma vez porque o Natal está na mente de muitos neste momento. Em seu sentido mais verdadeiro, o nascimento de Jesus representa o nascimento da consciência de Cristo que ocorre em um ponto de prontidão na jornada evolutiva de cada pessoa. Cada alma eventualmente chega a um lugar interior desprovido de tudo que antes era confiável e dependente . Esta é a “noite escura da alma” e pode durar algum tempo. O Cristo não pode nascer em uma consciência que já está repleta de crenças tridimensionais e esta fase da jornada é representada pela expressão ” não há nenhum lugar na estalagem”.

Quando tudo o que é familiar falha e a pessoa é forçada a olhar mais fundo, ela começa a sua jornada interior (a jornada solitária que Maria e José fizeram a Belém). Este é geralmente um momento desconfortável e solitário, dependendo da resistência à mudança. Ele / ela (talvez ao longo de suas vidas) eventualmente encontra refúgio em um “estábulo humilde” (sua consciência agora desprovida de crenças em dois poderes e separação da Fonte) onde cercado pela simplicidade e paz, agora está preparado para dar à luz a consciência de Cristo. Aqueles com olhos para ver (os sábios) reconhecem, são atraídos e dão presentes de gratidão a Cristo (consciência iluminada).

O nascimento da consciência crística de seu próprio ser foi denominado ascensão ou realização. O Cristo já está e sempre esteve totalmente presente dentro de cada pessoa, mas não pode se manifestar externamente até que seja reconhecido, aceito e se torne um estado de consciência alcançado.

Cristo não é um homem, é um título alcançado que significa iluminado ou luz e está disponível para todos os indivíduos porque é o verdadeiro EU de cada pessoa. Este é o ponto em que os seguidores de muitas religiões mundiais se bloqueiam de evoluir espiritualmente para uma consciência de verdade superior. Acreditar que a santidade de Cristo pertence apenas a uma certa pessoa é idolatria, a adoração pagã de um deus. Quando acreditamos que alguém ou algo é mais espiritual, merecedor, ou abençoado, do que nós ou qualquer outra pessoa, estamos em plena aceitação da crença na separação.

Jesus / Jeshua atingiu a consciência de Cristo, mas vocês também podem. Ele tentou dizer isso às pessoas de seu tempo, mas elas não conseguiram entender e simplesmente continuaram e ainda continuam a adorá-lo como sendo o único filho de Deus, melhor, mais santo e separado de todos os outros. A humanidade evoluiu e hoje é capaz de compreender melhor a mensagem do primeiro Natal neste nível mais profundo.

Tal como acontece com a história original, o Cristo recém-nascido de cada pessoa precisa ser mantido em segredo e sagrado até que se torne mais forte. Ele precisa ser protegido dos bem-intencionados Herodes que freqüentemente existem em famílias, amigos, colegas de trabalho, igrejas, etc., que tentarão tirá-lo de vocês para o seu próprio bem, é claro.

Saibam que conforme vocês evoluem mais profundamente para a realização de seu verdadeiro eu como Consciência Divina, a alta energia ressonante de sua consciência se expande ainda mais em seu campo de energia, onde então dissipa automaticamente muitas áreas de sombra (bolsões de energia mais densos). É por isso que é tão importante neste momento se alinhar com a sua verdadeira identidade como um ser de Deus, ao invés de continuar a se esforçar para consertar, limpar e remover as aparências tridimensionais. Nem todo mundo está espiritualmente pronto para esta etapa, mas vocês que estão lendo essas mensagens, estão, ou elas não fariam sentido para vocês.

Conforme vocês crescem em uma consciência cada vez mais profunda, a Luz de sua própria consciência começa a dissolver automaticamente muitos dos problemas que ainda os incomodam, porque as frequências mais altas sempre dissolvem aquelas de ressonância mais baixa. A limpeza da velha energia é geralmente um processo que começa com a consciência de que as questões tridimensionais refletem e são formadas por crenças tridimensionais nelas. Isso é seguido por uma vontade de renunciar a essas crenças e substituí-las pela verdade, que então abre a porta para soluções e resoluções mais novas e elevadas.

Algumas coisas precisam ser tratadas em um nível consciente, mas muitas não, muitas vezes simplesmente desaparecendo sem que vocês percebam até que, mais tarde, vocês percebam que elas não são mais um problema. A vida se torna muito mais fácil quando a luta para consertar, curar, corrigir ou mudar as coisas que vocês não gostam em vocês cessa. Permitam que a Luz de sua divindade brilhe em cada aspecto de sua vida.

Desde a tenra idade, todos são informados por pais, professores, especialistas, governo e líderes religiosos como viver de acordo com o sistema de crenças daqueles que ensinam. Todos aprendem que devem “fazer isso, fazer aquilo, nunca pensar assim, mudar seus pensamentos, abrir mão de certas ambições, etc. etc.” se quiserem ser felizes ou aceitos. Não permitam que a velha programação pessoal continue fazendo escolhas por vocês. É um momento de fortalecimento espiritual, de permanecer na verdade e deixar para trás ensinamentos que podem ter lhe servido uma vez, mas que há muito tempo vocês superaram.

Vocês estão prontos para este passo mais profundo, queridos, prontos para abraçarem a sua natureza divina e liberar aquele senso humano de identidade com problemas que devem ser consertados. Não estamos dizendo que passos humanos não devam ser seguidos ou que vocês nunca devem se valer da ajuda daqueles que podem ajudá-los de alguma forma. Quando sentirem necessidade de ajuda de qualquer tipo, sempre perguntem interiormente e deixem-se guiar intuitivamente por aqueles que trabalham a partir de um nível de consciência mais elevado, em vez daqueles que podem ser populares ou considerados os melhores.

Confiem na sua intuição em todas as áreas da sua vida, desde a escolha do dentista certo até encontrar um encanador, porque a vida se torna muito mais fácil e a intuição mais forte quando vocês permitem que ela seja o seu guia. Vocês estão prontos para irem além da busca de apenas soluções tridimensionais para os problemas – pessoal e globalmente. Continuar a depender do que é familiar ou geralmente aceito irá simplesmente mantê-los em alinhamento com aquela energia particular.

Nunca tentem viver a verdade absoluta antes de atingir a consciência dela, pois vocês ficarão desapontados e questionarão o que aprenderam, acreditando que realmente não era verdade e não funcionava. Seu primeiro passo é reconhecer que as aparências externas são ilusões, interpretações mentais tridimensionais da realidade sem nenhuma lei para apoiá-las ou mantê-las. O próximo passo é abraçar o que realmente é verdadeiro reconhecendo UM Deus onipresente, onipotente e onisciente como a única causa e, portanto, o único efeito.

Essas etapas criam gradualmente para vocês um lugar sagrado (estado de consciência) no qual o seu Cristo pode e eventualmente irá nascer.

Nós somos o Grupo Arcturiano

Canal: Marilyn Rafaelle 
Fonte: http://www.onenessofall.com/
Tradução: Sementes das Estrelas / Flávia Grimaldi
Revisão de texto: Walter Neto / Héreluz Starkys
Veja mais mensagens do Grupo Arcturianos Aqui

Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)