Mãe Maria – “Rever escolhas”

Compartilhe esse artigo

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Paulatinamente a humanidade vai compreendendo a seriedade do momento presente, momento em que o isolamento social vos colocou frente a frente com vossas escolhas.

Rever escolhas tem sido um processo doloroso para os filhos da Terra na medida em que a percepção do tempo desperdiçado vai ficado clara em suas mentes e corações.

Tempo onde a saciedade do ego tomou conta da humanidade, tempo em que nada mais importava além do “ter”, tempo da luta insana pela sobrevivência, tempo de caos e separação.

A incapacidade de recuperar o tempo tem gerado muita confusão nas mentes de todos vós; paira aí a indagação do que fazer.

Coragem, amados, é preciso coragem para reconhecer os erros do passado, e essa mesma coragem aí está para impulsionar-vos a novas escolhas, escolhas que os levem a uma outra direção, escolhas que vos permitam a reconciliação com vossos irmãos, escolhas que vos reintegrem a todas as formas de vida que habitam com vós esse espaço sagrado que chamais de Mãe Terra.

Sim, amados, Mãe Terra, a Mãe que vos recebeu e que neste instante sagrado precisa de vossa ajuda e de vosso amor para restaurar suas forças, para que os filhos que aí estão e os que irão chegar possam encontrar a energia acolhedora que sempre supre todas as necessidades.

Vossa Mãe Terra se encontra exaurida pela devastação gananciosa que tem sido a Ela imposta por aqueles que só pensam em “ter”.

O “ter” se tornou sem sentido nesse momento em que olhais para a realidade que viveis nesse planeta e reconheceis que não existe diferenças entre seus habitantes.

Todos, todos são seres vulneráveis e expostos a todos os agentes devastadores.

Não existe lugar na Mãe Terra que esteja isolado do toque da devastação, não existe dinheiro que compre a segurança de continuar vivo.

O que existe é o amor que acolhe, o amor que estende a mão, o amor que revela a fragilidade daqueles que se imaginaram invencíveis e que necessitam buscar em seu interior a luz do saber.

O saber que leva a compreensão da natureza divina de tudo que tem vida em vosso planeta.

Esse é o ponto de partida para o mergulho em uma nova existência onde o “ser” supera o “ter”, onde a solidariedade faz refletir o amor de cada coração, onde todos juntos buscam a saída para uma nova existência, onde cada um resgata o sentido do “compartilhar”.

Sem o retorno do amor que compartilha, a vida vos continuará oferecendo só migalhas e insegurança.
É tempo de buscar a cura, amados!

Cura de vossos corpos desenterrando todos os equívocos do passado, deixando vir à tona todos os fantasmas que rondam silenciosos vossas vidas.

Cura de vossos pensamentos retirando deles o julgamento que os acompanha.

Cura de vossas ações que precisam refletir vossos pensamentos puros e vossos sentimentos sinceros.

Sim sois responsáveis por vossa cura e pela cura do mundo, sois responsáveis por vossas mudanças e pelas mudanças na Mãe Terra para que nasça o novo ser, aquele que caminha despojado de todos os preconceitos, de todos os sentimentos limitadores, desapegado da falsa realidade do mundo da ilusão, aquele que prega pelo exemplo, que vive e reflete sua verdade, que está sempre pronto para servir, ajudando o outro a se levantar, a encontrar o caminho, a dar valor a simplicidade e a humildade que só os justos de coração conseguem demonstrar.

Esse é o novo habitante da Terra ressurgindo glorioso, curado de todo limite, dor e sofrimento, o ser que busca a cura, reconhecendo que sem curar as feridas do passado, não há como seguir em frente na estrada escolhida, aquela que devolve a plenitude eis que nela somente a luz se faz presente.

Cura, amados!

A cura só se revela quando a escuridão for reconhecida e transformada. Buscai, pois, reconhecer tudo que alimenta o lado escuro em vós.

A cortina se abre e o novo tempo desperta para os Filhos da Terra.

Compreendei, pois o momento precioso que vivenciais e segui em frente com coragem e desprendimento, com certeza e esperança, com compaixão e amor incondicional, com a verdade que reflete soberana o novo homem-mulher habitante do planeta azul.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

Canal: Jane Ribeiro
Fonte: Mãe Maria
Veja mais mensagens de Mãe Maria Aqui

Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)