Cura Desobsessiva e Metafísica - Neva (Gabriel RL) - Sementes das Estrelas

Cura Desobsessiva e Metafísica – Neva (Gabriel RL)

Compartilhe esse artigo

“Querido Mestre Ogum, o grande Cavaleiro da Luz! Miguel Arcanjo aqui presente com sua Luz Azul e sua força. Projete, meu pai, Projete em todos, nesse instante. Correntes negativas que tentam atrapalhar o caminho de todos esses que estão ouvindo agora, que vocês possam se elevar na Luz do Príncipe Miguel. Irmãos obsessores, perseguidores, está na hora, queridos, de encontrar os seus caminhos de volta à Luz. As chamadas cada vez mais diminuem, para que vocês façam as suas escolhas de volta às Esferas de Luz. Os grandes Centros Médicos, os grandes Centros de Recuperação, estão prontos para colaborarem com as suas recuperações. Chega de dor, queridos! Chega de revolta! Chega de conflitos. Chega de medos e violência.”  

“Salve Deus!” 

Depois da oração para o ancoramento das Forças de Luz que a assistem e a apoiam em sua missão, Neva inicia a Live explicando que dificilmente ela fica sabendo, com antecedência, o assunto da do dia. Então, como de costume, fez os protocolos iniciais com saudação a Arcanjo Miguel, Mestre Ogum, São Jorge, o Grande mestre das Forças Desobsessivas, saudações e recepção amorosa a todos.  Prosseguiu, dizendo:

Neva: “Hoje a gente vai fazer algo diferente, com sutileza e firmeza: as forças que a gente vai mexer hoje, as forças que vamos puxar hoje, vão afastar algumas presenças de cobradores e algumas entidades que atrapalham o nosso caminhar. São alguns seres que continuam em ‘certas frequências’ e querem nos atrapalhar, de alguma forma. Com muito amor e com as forças que estamos trazendo aqui hoje, conseguiremos elevar essas presenças.  Logo vocês vão começar a sentir alívio nos seus campos energéticos, porque é assim que funciona.

Às vezes, as pessoas não entendem que em vidas passadas, nós ‘aprontamos’ algumas coisas e isso a gente já sabe. Quem está nesse caminho da espiritualidade, já sabe coisas de outras vidas, e sabe o quanto já aprontou em algumas delas. Nessas idas e vindas, dessa maneira, ganhamos algum inimigo, nesse passado. E hoje estamos tendo a oportunidade de, através desta nossa Encarnação e por meio do nosso exemplo, mostrar para eles – nossos supostos desafetos – que mudamos. A gente já não é mais o mesmo e, às vezes, eu não sei se vocês sabem que ficamos numa espécie de quarentena.  Então, é provável que há algum espírito, algum ser que, no passado, você teve com ele alguma desavença, e ele morreu com raiva, com ódio de você.

Contudo, às vezes, de acordo com a sua caminhada, com a sua conduta amorosa e moral, você vai ganhando Pérolas de Luz – vamos nomear assim essa energia Cristalina – e essa energia Cristalina é como se fosse um Bônus Espiritual. Você consegue com essa graça, com essa energia, trazer algum cobrador seu, de outras vidas, alguma entidade que, no passado, você lhe fez algum mal. Você continua encarnado, e ele não. Mas ele fica lá do outro lado do véu tentando atrapalhar a sua vida, tentando se vingar de você, de alguma forma. Algumas pessoas também os chamam de obsessores. Porém, a sua conduta moral, a sua energia Cristalina, a forma como você estão caminhando hoje, seus mentores veem. Eles pegam esse seu magnetismo amoroso, essa energia construída por você através do teu atual comportamento cristalino, eles vão até essas entidades, esses seres – os teus obsessores – e, graças a essa sua conduta amorosa, eles os trazem até você e dizem: Veja que o Fulano (você) não é mais o mesmo. A ‘Maria’, o ‘João’, não são mais os mesmos. Deixa-os, libera-os, perdoa-os e sigam os seus caminhos.

O resultado disso é que a tua vida que estava travada, enganchada e que a “coisa” não ia, de repente, começa a abrir os caminhos e começa a melhorar em todos os sentidos. Isso acontece até mesmo com os encarnados porque existem espíritos sofredores, existem cobradores do passado (de outras vidas), obsessores, que estão encarnados e, muitas vezes, eles tentam atrapalhar a nossa vida, quando encarnados mesmo. Mas, por força de conduta, por força, de amor, por força de entrega da sua parte com amorosidade, você consegue ir sustentando essas energias e liberando esses karmas, liberando essas entidades fazendo com que elas o perdoem.

Não sei se vocês sabem, mas acontecem algumas coisas no astral como, por exemplo: digamos que há uma entidade na tua aura que, no passado, você a matou.  Houve uma briga e, de repente, você a matou. Ela morreu com muita raiva de você, claro! A maioria das pessoas vão estar com raiva e, nesse momento de raiva, desencarnam. E esse que morre nessas circunstâncias, essa entidade fica vibrando em você, toda essa raiva que tem sentido, por anos e, às vezes, por séculos, dependendo da história de cada um. E você reencarna. E essa entidade ficou lá, ainda continua desencarnada, e cada vez mais com muito ódio e muita raiva de você. Ela não quer te perdoar, de jeito nenhum. Não quer te perdoar… Nesse caso, o que acontece? Quando você tem algum certo merecimento por já ter alcançado uma vibração melhor e por já tem alguns méritos espirituais, uma conquista sua – de natureza espiritual – algo muda para você.

Digamos que você vai dormir. Adormece e, de repente, sonha que está em um campo de batalha. E nesse campo de batalha tem uma pessoa que quer te matar.  Ela fica correndo atrás de você, te ameaça, te persegue. Ela quer te matar de qualquer modo, e ela consegue.  Neste sonho, ela consegue te matar! Ela te dá uma pancada, alguma coisa assim e você cai, ali mesmo, no sonho, e de repente, acorda! Acordado, você pensa: Nossa, que sonho ruim! Eu tive um pesadelo horrível. Uma pessoa me matou! Mas… A partir desse dia… A sua vida começa a mudar melhorando as coisas que estavam meio enganchadas. As coisas começam a fluir, para você, desde o dia desse sonho.

Mas o que foi aquele sonho? O que que foi aquilo que aconteceu que, de repente, as coisas começaram melhorar a partir daquele sonho? Que estranho! O que foi que aconteceu? – Você se pergunta. Vamos explicar o que aconteceu:

– Quando em alguns casos existe uma entidade dessas, um espírito desses que tem ódio de você, que tem raiva de você e que não consegue te perdoar… Ele sente necessidade de vingança e acha que só vai te perdoar se conseguir te matar. Eu sei que isso é pesado, mas é verdade.  O que acontece é que quando você dorme, os teus mentores vêm, tiram você do corpo adormecido, e o levam a um espaço holográfico, uma espécie de holograma que eles criam como um campo de batalhas e colocam ali o teu espírito. E o outro que quer te matar foi colocado ali também, junto com o teu espírito, e os mentores explicam: “Olha, meu filho! Você só vai ficar em paz se matá-lo? (Matar você, no caso.)  E aí acontece a sua morte. Aquele teu cobrador, aquela entidade que estava te perseguindo na sua atual vida encarnada, e ocorre esse encontro do outro lado do Véu, e ele te agride, se vinga e te mata, da forma como achar melhor.  E depois disso, o mentor pega na mão dele e pergunta:  você está satisfeito? Está em paz agora? Então pega essa entidade pelas mãos e a leva para se recuperar.  Você não morreu, é claro, pois isso tudo não passou e um jogo holográfico (que você acompanhou no sonho). Muitas vezes, nem é você mesmo, em espírito, que passa por isso. Mas os mentores criam um personagem holográfico seu e a entidade, o espírito que está com raiva de você, mata o holograma, sem o saber. E fica em paz, porque, para ele a vingança aconteceu. Finalmente, ele vai conseguir entrar no processo da sua cura.

Às vezes, os mentores tem que fazer isso para que uma entidade consiga te perdoar e se permita entrar em estado de cura ou, pelo menos, em tratamento curativo. Isso porque enquanto não se sente vingada, ela não sossega e não te deixa em paz. Assim, os mentores usam de muita artimanha positiva para tentar nos ajudar e amenizar a nossa situação, de todo jeito.

Então, quando a gente já alcançou e já tem algum mérito, alguma vibração positiva, uma energia positiva, temos um saldo energético e – vamos dizer assim – os mentores pegam esse saldo energético, e com ele começam a mover energias para quitar rapidamente nossos karmas e a resolver logo as pendências que venhamos a ter, até mesmo de outras existências, entendem? Então é por isso que é importante estar sempre nessa sintonia amorosa. Quanto mais você permanece nessa sintonia de amor, nessa sintonia de entrega, nessa sintonia Cristalina, mais energia e Pérola Divina você cria. Estas são como se fossem pérolas, pérolas mesmo, pérolas do fundo do mar, mas de pura energia… Quanto mais você adquire dessas Pérolas, é como se fosse um dinheiro espiritual. Os mentores conseguem usar essas Pérolas – esse dinheiro espiritual – para ir ajudando-o a liberar teus karmas mais rapidamente, assim como as demais questões e pendências energéticas, mais rapidamente.

Consequentemente, a sua vida começa a se abrir, os problemas nos teus relacionamentos começam a diminuir, as pendências que estavam travadas começam a destravar, enfim, tudo como resultado de um comportamento cristalino seu. Você consegue, de repente, ver aquela pessoa que estava enchendo a tua cabeça no teu trabalho e que não te deixava em paz, de repente, para de aborrecer e, inesperadamente, muda de emprego. Isso tudo é bônus teu. É o teu processo energético onde os mentores estão trabalhando, para liberar os Karmas da tua vida porque você já os quitou, já curou. Você não precisa mais passar por aquilo!

– Ah, Neva! Mas eu ainda continuo passando!…

 – Se você continua passando, então abra o teu coração, com muito amor, muito AMOR mesmo e as coisas irão começar a se resolver.

Essas Pérolas são Gotas de Luz e essas Gotas vão se formando dentro de um recipiente energético no teu coração. Em nosso coração existe algo como se fosse um receptor de energia. Então, essas Pérolas, realmente, são como pérolas no fundo do mar, dessas que a gente usa para fazer joias. E a cada movimento bom e a cada atitude boa nossa, o quanto a gente anda nessa energia Cristalina, o quanto a gente anda fazendo o bem, procurando ajudar o outro, procurando se ajudar, procurando se amar… A gente vai adquirindo essas Pérolas e elas vão se somando dentro do nosso coração e, realmente, os mentores vem e coletam essas pérolas e levam-nas até um grande inimigo teu, este que tenha ódio de você, que pode estar encarnado ou desencarnado. No caso do encarnado, eles levam as pérolas no nível da alma através do inconsciente e dizem: isso aqui é tudo AMOR. Isso aqui é tudo trabalho de amor que aquela pessoa (você) que você quer prejudicar, está fazendo. Então, perdoa. Pega essas Pérolas, e vá viver a sua vida, em paz.

Para esses espíritos que se dizem nossos inimigos, essas Pérolas são como bálsamo de cura, de alívio e amor. Elas funcionam como bálsamos à cura da dor, da revolta e inconformismo deles. Então, vamos juntar essas pérolas para ajudar esse povo que precisa se libertar, que precisa sair da vibração do ódio por que… Eu não sei se vocês já ouviram falar de elítrios e ovóides (procurem informação completa no Google). Essas entidades quando ficam muito conectadas no ódio, muito conectadas na raiva, elas vão se deformando, vão perdendo a forma perispiritual delas se transformando em bolhinha de energia escura parecida com a cabecinha de um animal bem pequenininho, uma bolinha escura, de tanto ódio e de tanta raiva que está vibrando. E essas Pérolas que você vai armazenando no teu coração, quando os mentores as pegam do teu coração e jogam nessas entidades, elas vão retornando à sua forma perispiritual original. Elas vão conseguindo respirar, voltam a enxergar. Sim, porque elas não enxergavam mais. Estavam muito cegas de ódio e de raiva. Então, vejam como é importante o seu trabalho e o que fazem aqui.

– Nesse momento, Arcanjo Miguel incorpora e faz um breve discurso: 

“Nós sabemos que a vida de vocês aqui na terra é delicada, é difícil. Mas vocês já ouviram, tantas vezes, que não estão sozinhos. Vocês têm um grande trabalho para resgatar essas Almas, essas almas que precisam de vocês, que precisam do AMOR de vocês, que precisam da força de vocês.  E vocês podem contar conosco. Podem nos chamar. Nós vamos estar aqui, como eu estou, e como eu prometi que estaria sempre! Era só isso era só isso o que eu queria dizer. Vocês me chamam de Miguel. 

– Surpresa!!! – Brinca Miguel. – Volta, Neva, volta para o teu povo!” Risos.

Miguel abençoa, dá um beijo na Ilka (a cachorrinha de Neva) e se vai. Saiu chamando ‘Nevinha’ para voltar, e cuidar do povo dela.

(Pausa) 

Neva: Oi, gente! Salve Deus!  Salve a Força de Miguel! – E prossegue:

Salve, Deus! Salve a força de Miguel! Estávamos falando dos ovóides, né? Aí a gente vai acumulando essas Pérolas, essas energias que os mentores usam para ajudar essas entidades a retomarem as suas formas.

Até onde eu sei, a Virgem Mãe é a única que entra nas cavernas etéricas muito densas aqui na Terra. Algumas pessoas as chamam de umbral, o kardecismo, por exemplo; outras denominações religiosas chamam de cavernas, outras de inferno… Mãe Maria todos os dias desce nesses ambientes muito densos, no ‘inferno’ mesmo, onde tem muitos espíritos em forma de ovóides, em forma de elítrios. Desce e vai aplicar um passe magnético nessas entidades para ir ajudando-as e purificando- as. Há casos em que esses seres, essas entidades, ficam tão densificadas, mas tão densificadas que elas desintegram. Elas deixam de ser! Desintegram-se, mesmo, e voltam para o Todo. Elas têm que recomeçar a trajetória delas, ou seja começar tudo de novo desde o seu ponto inicial.  Isso é também chamado de ‘a segunda morte’, pois além de morrer no corpo, seu espírito também morre. Por isso que é importante o nosso trabalho.  É importante a nossa energia aqui na Terra. Quando a gente se dedica e abre o nosso coração para ajudar o outro, da melhor forma possível e, claro, tem que se ajudar também. Às vezes, ajuda o outro, e ajuda o outro, e ajuda o outro… E esquece de si próprio. Esquece de como é importante a gente estar se cuidando também. De vez em quando eu mesma levo alguns ‘puxões de orelha’ porque eu esqueço de cuidar de mim.

Uma coisa importante aqui: ‘- Neva, eu estou fazendo tudo com muito amor, mas a pessoa não me perdoou.’ – Vamos falar de gente encarnada. – ‘A pessoa não me perdoou, continua me tratando mal, mesmo que eu já pedi perdão, de coração, mas a pessoa não me perdoou.’ Como já falei para vocês: se foi de coração, este seu movimento de pedir perdão foi de coração, está tudo certo. O laço foi rompido. A cura para você está acontecendo, mas não para a outra pessoa. Você já cumpriu a sua parte, – vamos dizer assim!  Se você cumpriu a sua parte energética, já pagou o teu karma, pronto! Se a outra pessoa quiser continuar naquela vibração, então não é mais com você. Você não tem mais parte ali, já não tem mais responsabilidade com aquela questão, pois agora é o livre arbítrio dela.

Agora vocês entendem porque, às vezes, vocês têm uns sonhos meios loucos, né? De gente perseguindo vocês… De gente correndo atrás de vocês… Querendo matar vocês! Vou contar para vocês um sonho que tive, certa vez: ‘Eu estava numa fuga, fugindo de assalto. Eram três assaltantes e eu corri muito.  De repente, levei três tiros nas costas. Ouvi o barulho do revólver e senti os três tiros penetrando nas minhas costas. Acordei na hora, muito assustada! Voltei a dormir e, no outro dia, amanheci com as costas doloridas. Acordei com incômodo nas costas, sentindo-as doloridas.  Olhei no espelho para ver porque doía tanto, especialmente aqueles pontos específicos. O espelho me revelou 3 pontos, 3 marcas pretas no exato lugar onde eu senti o impacto das balas. Lembrei-me do sonho, e me perguntei: como pode? Levei os tiros em sonho e a coisa veio para o plano físico?!’ Nessa ocasião, eu ainda não sabia que os mentores fazem esse tipo de trabalho em sistema holográfico, que levam e trazem os personagens, fazem todo esse processo de acompanharem, em processo holográfico, a reprodução das cenas que foram revividas para acontecer a libertação. Foi nesse dia que o Pai me contou sobre esses ambientes holográficos. E que nesse dia, foi para que essas entidades se afastassem de mim e se libertassem. Meus mentores arquitetaram essa ação. Em determinadas situações, esse é único jeito de ajudar essas entidades a se libertarem. Depois as marcas sumiram, e ficou tudo bem. Assim toda vez que vocês estiverem em um sonho meio pesado, sonho ruim, um pesadelo, agradeçam. Agradeçam pela oportunidade, porque é libertação. Acordou com sonho ruim? Tem alguém difícil na sua vida? Um colega de trabalho meio complicado? Agradeçam a oportunidade porque vocês estão curando, liberando, deixando o processo de cura acontecer. E quanto mais vocês envolvem amor naquela situação, mas rapidamente o processo cármico é finalizado.

E quando é o contrário? É a gente que mata alguém, no sonho? Quando isso acontece, nem sempre todo sonho de perseguição é isso que estou falando, mas em geral é. Por isso é importante analisar cada caso, em especial, mas quando, no sonho, você que é um algoz, você é quem está ali correndo para matar o outro, então você é o obsessor! Então, você é que está na energia de obsessor e precisa se libertar disso, dessa dor, dessa revolta que existe de você, e você precisa se livrar disso de alguma forma. Os mentores também criam o cenário necessário para te ajudar a se libertar disso.

Eu aprendi com o Pai que a pior obsessão é a nossa com a gente mesmo. É quando a gente se obsedia, de alguma forma, ou quando a gente é o obsessor e, às vezes, obsedia o outro, ou se obsedia. A nossa vida não anda porque a gente é que está, com outras palavras, se boicotando, se autossabotando através de uma auto-obsessão. A coisa não anda, e você fica procurando os culpados. Você não aceita ajuda quando ela chega, e fica nesse emaranhado. Os mentores ficam pensando: Ai, meu Deus, e agora? O que é que a gente faz? E ficam esperando uma abertura sua para fazer a coisa acontecer, para poderem ajudar, realmente.

Salve Deus, é tanta coisa, é tanta coisa! Não tenho como generalizar, mas quando eu estou fazendo um atendimento, uma Leitura Akáshica… É muita coisa que eu vejo, que eu converso. Às vezes, a pessoa vem com uma situação, que é só um botãozinho… E se ela apertar, tudo se resolve, mas, às vezes, ela está tão emaranhada com uma situação muito problemática, que ela nem consegue ver que é só apertar um botãozinho. É bem simples.

De qualquer forma a gente já foi e ainda, é obsediado e já foi obsessor também. Já experimentamos das duas forças e é por isso que estamos aqui. Porque a gente já experimentou de tudo. Temos vasta experiência! A gente já viu de tudo nessa vida e nessas vidas na Terra, já fomos do fundo do poço até a mais alta Luz. Por isso que estamos aqui. Nós sabemos de ambas as coisas e a gente é conhecedor profundo dessa energia.

Intervenções dos ouvintes, na Live: 

Enxaqueca tem explicação?  Não generalizando, em alguns casos, como no meu pessoal, porque eu também já tive muita crise de enxaqueca, muita crise de dor de cabeça; o meu caso estava relacionado com a quantidade de energia que eu manipulo e, às vezes, isso sobrecarrega o meu fígado. Quando você manipula muita energia, acaba sobrecarregando o teu fígado físico, o que desencadeia enxaqueca. Enxaqueca tem muita relação com o fígado. Então, se alimentem bem. Procurem se alimentar bem, no máximo que puderem. Consumam tudo que é verde escuro como rúcula, agrião, espinafre, couve, brócolis, etc. Procurem sempre colocar isso na alimentação. Tomar chá de boldo e tomar bastante água durante o dia, ficando bem hidratado.  Evitar frituras, evitar batatas fritas, evitar o álcool porque tudo isso acaba sobrecarregando seu fígado físico – a grande força que ajuda a manipular energias. O fígado é o grande filtro também. O órgão que ajuda a manipular bastante, especialmente, a energia negativa. Então você precisa estar bem com o teu fígado físico, pois precisa estar fortalecido para lidar com certas energias E se você segue essas pequenas dicas, vai te ajudar a aliviar bastante a enxaqueca.

Rinite e Asma:  em muitos casos, (também não generalizando, como sempre), a rinite está relacionada a uma dificuldade que o ser tem de se adaptar a esse mundo e/ou a alguma situação que a pessoa não consegue se adaptar. Ela tem dificuldade de respirar essa situação no ambiente em que ela estiver na presença de alguém que ela não gosta muito, mas que tem que forçar permanecer na presença. Ou em alguma situação em que ela não está com muita vontade, mas tem que enfrentar, e se força a respirar aquele ar, apesar de não gostar. Isso acaba gerando desarmonia no campo energético dela. Na questão da cura da rinite, nesse caso, está em trabalhar com a gratidão. Acorda agradecendo: Senhor, gratidão por mais esse dia, gratidão por esse trabalho, gratidão pelas pessoas em volta de mim, gratidão pelas oportunidades do meu dia, gratidão, gratidão, gratidão… Trabalhe a sua gratidão.

Asma: … da mesma forma ocorre com os asmáticos. A questão é semelhante a rinite.

Zumbido no ouvido: está relacionado ao aumento de frequência vibratória. Como está subindo muito a frequência vibratória do planeta, não generalizando, as pessoas tendem também a aumento de frequência vibratória.

Espirrar demais:  também está relacionado à explicação da rinite. É a dificuldade de se adaptar ao ambiente e, às vezes, até mesmo antes de encarnar. O espírito sabe que vai encarnar. Ele sabe que tem que encarnar ali, naquele ambiente, pois é ali que tem coisas a resolver. Ali, nesse ponto do Projeto Terra. Nesse caso, o espírito não vem muito confortável, pois pensa: eu não quero ir… Eu sei que eu tenho que ir… Mas eu não quero ir! Então, essa resistência acaba causando o problema respiratório em alguns. A pessoa não consegue e não quer respirar o mesmo ar que o outro está respirando. Começa, então a desencadear, metafisicamente falando, problemas no aparelho respiratório. Em muitos casos, realmente, a pessoa tem que procurar ajuda médica na Medicina da Terra, especialista da área, porque realmente afeta o físico da pessoa. É exatamente para isso os médicos estão aí, os profissionais da área da saúde porque isso vai no corpo físico. É preciso de ajuda dos médicos e do pessoal da saúde que também não está aqui na Terra, à toa, estando aqui para ajudar. Às vezes, a pessoa vem com problema respiratório por outra causa. Não podemos generalizar. Os casos precisam ser analisados, quadro por quadro, pois cada situação é uma situação e cada pessoa é uma pessoa. Às vezes, é outra coisa.  A pessoa pode encarnar com problemas respiratórios porque numa vida passada ela fumou muito, usou muita substância química que desarmonizou o seu pulmão no perispírito dela. E aí ela encarna de novo e traz problemas respiratórios de outra vida.

“Tudo depende muito. (Tem geométricos de cura para vícios isso, tem a meditação da cura para todos os vícios).” 

Problemas na coluna:  não generalizando, mas na maioria dos casos os problemas de coluna estão relacionados à pessoa carregar o mundo nas costas, carregar demais os problemas dela ou de outras pessoas. Alguém que tenha tendência a sempre estar querendo ser o salvador, querer ajudar o outro além da conta e, às vezes, se meter demais aonde não deve, e acaba sobrecarregando a coluna. A recomendação para isso é relaxar um pouco é: viva com mais leveza, com mais tranquilidade, viva com mais suavidade! Solta um pouco esse peso das suas costas! Solta um pouco desta energia que você está carregando, esse fardo que você está carregando, desnecessariamente! Não há necessidade de você carregar tudo isso.

Problemas na garganta: está muito relacionado à dificuldade de expressar-se, de falar, de colocar para fora o que está sentindo. A pessoa acaba travando o seu chakra da garganta. Você precisa se comunicar, precisa falar. Muitas vezes, você engole algumas coisas que não queria engolir! Fica quieto, não fala nada, e isso acaba desencadeando problemas na tua garganta e problemas o teu estômago. É como se você não quisesse digerir alguma situação que aconteceu, que você passou, e isso acaba trazendo problema no teu estômago, intestino, esôfago. Pode ter também problemas de refluxo, problemas na garganta. Tudo isso está relacionado a como você lida com o mundo e como você se expressa, realmente. Como você gostaria de se expressar ou se engole muita coisa. Fica quieto ali, mas remoendo, por dentro, e aquilo que ficou remoendo dentro de você pode desencadear problema na tua garganta e em todo o aparelho digestório.

Obesidade:  em muitos casos, também não generalizando, há muitos profissionais bons na área da saúde, da nutrição, que nos ajudam a cuidar da alimentação. Porém, já vi chegar muita gente e dizer que já foi ao nutricionista, ao médico, mas não consegue emagrecer. Eu explico que não é só a alimentação física que engorda a pessoa; energia também engorda. A fuga do mundo também engorda. A fuga de situações também engorda. O que acontece quando a gente está querendo fugir de alguma situação, quando a gente quer se esconder de alguma situação, a gente cria barreiras para que o mundo não nos atinja, para que alguém não nos alcance, para que o chefe no nosso trabalho não nos atinja E vamos criando camadas para nos proteger, e cria uma trincheira energética de proteção. E o que acontece? Essa trincheira energética vem para o Plano Físico e se torna essas camadas de gorduras sobrepostas em forma de sobrepeso.  A metáfora aqui é que a gente está escondido por detrás da gordura corporal para se proteger. Então, é fuga.  É uma fuga do mundo! Uma tentativa de se esconder, muitas vezes, de alguns problemas, de algumas situações. E quando você tem alguma coisa para resolver e não está conseguindo a lidar com aquilo, está tentando fugir daquilo… E você vai ao médico, ao nutricionista! Muito bom! Ele tenta ajudar, mas não adianta porque você não consegue seguir a dieta ou, simplesmente, até segue a dieta, mas não consegue resultados… E continua ganhando peso. Você não come, mas continua ganhando peso. Então, você precisa trabalhar a tua energia. Você precisa meditar. Precisa liberar. Precisa encarar. Parar de fugir dos teus problemas e das situações que precisa resolver. Faça isso, e você vai ver! De repente, você começa a perder peso, porque está liberando a energia está parada, que está presa em você. Salve Deus!

Problema nos pés e nos tornozelos: ‘Qual é o caminho que eu pego? Por onde eu vou? Será que eu vou? Será que eu não vou?  Eu não estou querendo ir. Não estou querendo andar. Acho que eu não vou..’. – Pode desencadear problemas nos pés e nos tornozelos. Muita dúvida! Se você estiver com muita dúvida em relação a se você vai ou não para um terminado lugar, isso pode desencadear problemas nos teus pés ou nas pernas, de um modo geral.”

Intervenção de Calunga, por incorporação 

Calunga:  

“Por isso que é importante a gente começar a prestar mais atenção nos nossos sentimentos, nas nossas emoções. Vocês têm solução para tudo, se olhar um pouquinho mais para dentro de vocês, para perceber um pouquinho mais o seu coração. É só olhar, gente! É só olhar para dentro e descobrir do que é que vocês estão fugindo… Porque vocês têm essa mania de fugir? É Calunga quem está falando, é Calunga! Não sei se vocês me conhecem, mas é Calunga que está falando. Vamos assumir as nossas responsabilidades, gente! Vamos olhar para nós, né? Vamos fazer o que a gente tem que fazer, e ajudar o nosso corpo, né? O corpo precisa de ajuda, e você é o guia do teu corpo. O teu corpo sempre fala com você. Sempre dá respostas para você, mas vocês são tão ocupadinhos com os seus problemas, com o seu dia a dia, que vocês não ouvem, aí vocês ficam acumulando porcaria! Acumula… Acumula porcaria e o corpo de vocês têm uma hora que não aguenta!  E aí acabam dando que vocês têm que fazer cirurgias, tratamento médico e, às vezes, sobra para o médico, porque vocês vão ter que culpar alguém. E se dá alguma coisa errada lá, vocês acabam culpando o médico, mas nunca é vocês, né? Nunca é vocês, o problema! O problema sempre tem que ser o outro. Muitos de vocês aqui estão dando tropicão com o dedão do pé, não é verdade?

Tropicão: Vocês sabem o que que é um tropicão com o dedão do pé? É indecisão demais na vida. É nunca saber se vai, se não vai, se fica, ou se não fica. Sabe, menino?  Às vezes, acorda, de manhã e dá um tropicão na quina do pé da cama, E dói!!!  Mas dói!… E já começa o dia xingando.  Já começa o dia xingando, gente! Já amanhece o dia: vou trabalhar ou não vou trabalhar? já amanhece na dúvida. Aí vocês arrebentam o dedão do pé porque vocês moveram a energia. E tudo acontece porque você cria a sua vida, você cria a sua realidade.  Tudo o que acontece com você é cria tua, menino! É cria tua!  Então, vocês não analisam!  Comecem a analisar as situações, gente.  Quando acontecer alguma coisa no grupo de vocês, prestem atenção. Pare um pouquinho e prestem atenção. Parem com essa língua suja de reclamar e de chamar palavrão. Prestem atenção, gente!  Até o dedinho mindinho quando vocês ‘batem ele’ num cantinho…  num cantinho do dedinho, assim… E como nasce um olho encravado no cantinho do dedinho, bem no cantinho, mas incomoda!!!

‘Olho’ encravado no pé (unha encravada): Sabem o que é? Aquela coisinha minúscula ali, que está te cutucando, tocando você e está doendo, mas você não quer ver, né? É uma coisinha que está acontecendo ali. Aquela coisinha que te incomoda, mas você está fingindo que não tinha incomoda.  ‘Ah, é bobagem!…’ E o dedo está explodindo de raiva porque não é bobagem, mas você está querendo ver como se fosse uma coisinha pequenininha. E para você não é pequenininho, entendeu?  Talvez, no seu trabalho, alguém diz alguma coisa para você: ‘Olha, você é feio, você é chato!’  E você pensa: ‘Ah, eu não me machuquei; estou bem. Não! Eu estou ótimo. Não me machuquei… Não me machuquei.’ E fica repetindo aquela coisa que é para se convencer que aquilo não tem importância. Aí você não se resolve e não vai resolver aquela coisa com a pessoa.  Você não vai resolver. E aí começa a sentir uma dorzinha aqui uma dorzinha ali, uma unha encravada, uma coisinha que está incomodando… Para resumir, gente, é isso:  é que vocês tentam camuflar uma situação para “dar uma de bom moço”, mas aquilo está doendo, lá dentro! É uma coisa, aparentemente, pequena que você, quer ver como pequena, como uma coisa insignificante assim como uma farpinha de pau que entra no dedo, e dói!  É pequenininho, você está entendendo? É uma coisinha pequena, que dói muito, simbolizando você, querendo não ver uma situação fingindo que está tudo bem, que foi bobagem, mas, para você, não foi.  Você entende?

Se vocês parassem para prestar atenção, gente, vocês não passavam tanto problema. Vocês não passavam tanto perrengue e conseguiriam resolver mais rápido as situações, e os hospitais não estavam tão cheios, né?  É isso gente!  

Estou feliz com essa oportunidade! Até uma próxima, se Deus quiser!”

Neva (de volta)Salve Deus, Salve Deus! Gratidão! Estou voltando, gente!!!

(…)

E ainda uma última pergunta é feita:

Joelhos: não estou generalizando, mas em muitos casos é a dificuldade das pessoas em se dobrar. A pessoa está sendo muito inflexível, em algumas situações, pode estar sendo dura demais com ela mesmo, ou com alguém próximos a ela. Dura demais coma vida. Ela está meio durona, meio durão, rústico, sem muita flexibilidade, sem muita suavidade, e isso acaba desencadeando uma energia que pode trazer problema no joelho.

Constipação: hidratação, mais contato coma natureza e mais caminhadas em meio à natureza

Encerramento da Live/Sessão de Cura desobsessiva: Com calorosas palavras cheias de amor, Neva externa toda sua gratidão aos ouvintes e se despede. “SALVE DEUS!”

Live completa em vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=mzV7rU28CI0

Transcrição/Revisão: Solange Yabushita

Canalizações, tecnologias, consagrações, meditações, palestras e atendimentos com Neva (Gabriel RL): https://www.sementesdasestrelas.com.br/neva-gabriel-rl

É até onde Jesus me permite ver e transmitir.

Pela Verdade, nada mais que a Verdade,

Em Amor e Bênçãos,

Neva (Gabriel RL

 

Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)