Pai Joaquim de Enoque - "Passe Magnético para liberar culpa e pesos kármicos" - Sementes das Estrelas

Pai Joaquim de Enoque – “Passe Magnético para liberar culpa e pesos kármicos”

Compartilhe esse artigo

Éhhh!… Graças a Deus, né, meus filhos? Pois é, meus filhos! Isso é o que dá estar carregando coisas que não tem que carregar, né? Então! Eu estou aqui para saber se vocês querem uma ajuda direta para nós liberar isso aí. Outra coisinha que vocês gostam de carregar é culpa. Vocês adoram carregar uma culpa. E ficam aí pesando nas costas, né? Então, vamos fazer um movimentador para liberar isso aí, para liberar esse peso das costas! Se você puder ficar em pé, agora…

Fiquem em pé! Soltem um pouquinho a tecnologia de lado, mas fiquem ouvindo o “véio”. Fica em pé. Estica essa coluna. Fica numa posição bem esticada e bem ereta. E parem com essa mania também de estar caminhando com a cabeça baixa, meus filhos. Parem com essa mania! Vamos caminhar com a cabeça mais erguida, né? Com mais dignidade, porque vocês não têm nada para esconder de ninguém. Vocês são seres dignos, meus filhos. Vamos caminhar com essa cabeça erguida, vamos começar a sacudir esse corpo para tirar esses miasmas, para tirar esses pesos das costas de vocês. Se a pressão cair, não tem problema. Ninguém vai morrer. Não, agora! Então, estica! Estica e solta! Vocês vão começar a sentir uns arrepios, aí. Comecem a mover o corpo. Comecem a mover os braços; comecem a mover a cabeça; vai movendo!… E fica ouvindo a voz desse “véio”, que esse “véio” está dando um passe em você, para ajudar a tirar essas cacas, né, meus “filhos”? Essas cacas dessas manias que vocês têm de ficar pegando coisa por aí, que não diz direito a vocês.

Outra coisa aqui, ó, que já foi falada hoje pela menina: vocês começam a sentir muita pena, vocês começam a ficar aí de muito “mimimi”, de muito dó, de não empoderar o outro, mas ficar com pena do outro, que compaixão não tem nada a ver com pena! Daí vocês ficam absorvendo o carma do outro para vocês. Então, vocês precisam parar com essa mania também de confundir a compaixão, a boa vontade, a caridade… com pena, porque quando vocês entram na pena, vocês entram no carma da pessoa e pega um “bocadim” para você. E já não basta o que vocês têm para resolver não, meus filhos? Já não basta a responsabilidade que vocês têm não, meus filhos? Com a própria vida de vocês, meus filhos? Com tantos afazeres de vocês, meus filhos? Salve Deus, meus filhos! Vão cuidar da vida de vocês! Vão cuidar da vida de vocês! Vão se ajudar! Vão se cuidar! Vão se respeitar! Vão se cuidar, meus filhos! Porque é assim que vocês cuidam de vocês, e vocês podem ajudar ao outro de forma mais efetiva, de uma forma mais cristalina.

Parem de estar vendo o outro como um coitado. Vejam o outro como um mestre. E ajude como você puder ajudar, mas não caia na energia, meus filhos, do drama e do coitadismo, não, meus filhos, porque, senão, você não consegue nem se ajudar, nem ajudar o outro, meu filho!

Salve Deus, meus filhos! E aí vocês ficam depois com esse peso nas costas, de carma que não é do vocês e de responsabilidade que não é de vocês. Aí vocês nem ajuda o outro, nem se ajuda. Jesus já falou, meus filhos! Jesus já disse: Um cego não guia outro, meus filhos. Meus filhos, um cego não guia outro. Então, vocês têm que se cuidar, né? Tem que se cuidar, meus filhos. Tem que se valorizar, meus filhos, para que vocês possam ajudar o outro com eficiência. Para que vocês possam ajudar o outro com potência, meus filhos!

Fiquem, fiquem de pé! Fiquem de pé. Estiquem aí essa coluna, balancem esse corpo, soltem esses miasmas no chão para esse “véio” levar. O “véio” quer dar um passe em vocês. Quem não quiser, não tem problema. Quem não quiser, não quer. Mas quem quiser, fica de pé para receber essa força, meus filhos. Para liberar isso aí, para vocês poder dormir bem, né? para acordar bem, para acordar com força, meus filhos. Salve Deus, meus filhos!

Vocês que trabalham ajudando outras pessoas. Vocês, terapeutas; vocês terapeutas da Nova Era; Terapeutas Holísticos; vocês, enfermeiros; vocês, médicos; vocês que trabalham atendendo pessoas diretamente, se fortaleçam! Se fortaleçam no amor, meus filhos! Quando ver alguém passando mal, alguém doente, dê toda a força e coragem para aquela pessoa, meu filho! Empodera aquela pessoa. Traga energia de fé, meus filhos; traga energia de força, meus filhos; traga energia de coragem, meus filhos; traga coisa boa. Não termine de afundar a pessoa, não! É assim, meus filhos, que vocês têm que procurar fazer: é procurar estar vendo o melhor no outro. É procurar estar potencializando o de melhor que tem no outro, meus filhos! É por isso, – como já foi dito pra vocês, – que vocês estão aqui.

Salve, meus filhos! Salve a Força de Joaquim! Salve a força dos Enoque, meus filhos!

Graças a Deus, meus filhos! Graças a Deus, meus filhos! Salve Deus, meus filhos! Graças a Deus, meus filhos! Graças a Deus!

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Salve a Maria, Nossa Mãe Santíssima!

Salve, e Graças a Deus!

Salve a força de Oxalá!

Salve a força de Ogum!

Salve a força das Águas!

Salve a força da Cachoeira!

Salve a força da Pedreira!

Salve a força das Grande Mata frondosa!

Salve a força Iniciática!

Salve a força Missionária!

Graças a Deus, meus filhos!

Salve a força de cada um de vocês, em Cristo Jesus… E Graças a Deus, meus filhos!

Salve a força dos Enoques!

Salve a Pai João de Enoque!

Salve a Pai Zé Pedro de Enoque!

Salve a Pai Joaquim de Enoque em Cristo Jesus!

Vocês ficam na paz, viu, meus filhos! Soltando estas cacas todas para nós levar. O “véio” trouxe uma falange para nós levar tudo!

Salve Deus! Graças a Deus!

Em áudio: https://www.youtube.com/watch?v=eRcpeJEP0oE

Transcrição: Solange Yabushita

Canalizações, tecnologias, consagrações, meditações, palestras e atendimentos com Neva (Gabriel RL): https://www.sementesdasestrelas.com.br/neva-gabriel-rl

É até onde Jesus me permite ver e transmitir.

Pela Verdade, nada mais que a Verdade,

Em Amor e Bênçãos,

Neva (Gabriel RL)

Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)