segunda-feira, 18 de julho de 2016

Natalia Alba - " Lua Cheia em Capricórnio, 29 de julho 2016: Tecendo o próprio caminho como Mestres da Nova Terra" - 16.07.2016



Conforme prometido, este intenso verão (hemisfério norte) está nos revelando a verdade acerca não só das experiências de nossa vida e dos relacionamentos, mas também acerca de nós mesmos e do que precisamos desfazer e integrar de modo que possamos fazer descer e incorporar os aspectos superiores de nossa Alma. É essencial que neste momento de mudança, não julguemos o processo e nos rendamos – confiando em uma Inteligência Superior que está sempre trabalhando por nosso intermédio e ajustando tudo para Todos de um modo perfeito, no Tempo Divino.

A Lua Cheia a 27 grau de Capricórnio, em 19 de julho, fazendo quadratura com Urano, o planeta da rebelião, e em oposição ao Sol, em Câncer. Esta Luz Cheia será um ponto fundamental para percebermos onde precisamos de criar mais harmonia entre ambos os mundos – nosso interior e tangível, assim como o equilíbrio apropriado entre a dedicação que colocamos em nosso trabalho e em nós mesmos. Vocês podem ser desafiados pelo Sol, no amoroso signo de Câncer, para alterar o foco da sua realidade física, para direcionar a sua atenção também para o seu interior, onde tudo começa.

A Lua Cheia em Capricórnio, junto a Urano e outros alinhamentos planetários, neste momento da Lua, vem nos ajudar a nos libertar do passado, das velhas estruturas e das limitações internas que tendemos a nos impor, principalmente com a quadratura de Saturno/Netuno também reinantes em nossos céus durante todo este ano, e começar a criar a liberdade onde costumávamos colocar barreiras – produzindo nossos desejos e intenções mais profundos. Todavia, podemos apenas fazer isso, ao nos interiorizarmos e observarmos em que lugares estamos vendo somente o caos e a separação, em lugar de expressarmos amor, cura e unidade.

Na época da Luz Cheia temos também, por um lado, a essência yang de terra de Capricórnio, que nos lembra de trazer nossas visões internas para o físico com determinação, em vez de apenas depender de sonhos e deixar nossos objetivos desaparecerem no ar. Pelo contrário, temos o Sol no signo amoroso de Câncer. Esse signo de água, intuitivo, com a essência yin, nos convida a habitar nas profundezas de nosso ser para recuperar a orientação e a clareza antes de manifestar nossos desejos.

O signo de Câncer gosta de expressar o seu coração e ir atrás do que deseja, sem controlar cada passo, não segue a lógica, mas sim, os sentimentos, ele cuida, ama e honra o invisível. Capricórnio prefere manifestar, ele protege, nutre o que é tangível e honra o domínio visível. O masculino e o feminino devem acolher um ao outro como Um, em uma dança eterna e amorosa de unidade e igualdade, e assim deverão fazer essas duas polaridades que existem dentro de nós.

As duas energias opostas de Câncer e de Capricórnio dão-nos equilíbrio, onde o conflito interior pode residir, de modo que não caiamos novamente nas armadilhas das ilusões, procrastinando o nascimento de nossas novas criações, por causa dos antigos medos e falta de confiança, mas sem seguir o nosso aspecto racional, que nos força a fazer o que pensamos que deveríamos, em vez de fazer o que verdadeiramente nos sentimos orientados a criar. Ambas as forças nos fazem querer saber se estamos cumprindo o nosso verdadeiro propósito, e o que nos faz sentir vivos, ou se ainda estamos apegados ao que o nosso eu humano – e os outros – pensam que deveríamos estar fazendo.

É o momento de recriar nosso novo caminho a partir de dentro, mas sem permanecer lá, à deriva, e agir como os magos alquimistas que somos, em essência, expandindo nossa centelha interna para o físico, que foi o motivo principal porque decidimos vir para cá – dominar a arte de manifestar o que primeiramente se originou em nosso plano mental. Um momento perfeito para se perguntar: Vocês amam o que estão fazendo e o lugar em que estão? Vocês estão colocando o seu coração e a sua alma em tudo o que fazem? Ou estão fazendo o que o seu eu humano acha seguro, embora não satisfaça a sua alma?

Em oposição a essa Lua prática e realista em Capricórnio, temos também a energia de Urano, convidando-nos a fluir, em vez de ir contra a corrente e romper com as nossas ligações passadas e nos reinventarmos – ao ver com clareza os nossos aspectos que ainda não estamos honrando e expressando, devido ao nosso senso de dever. E enquanto Capricórnio quer que controlemos, construamos estabilidade e sejamos responsáveis, Urano vai nos lembrar de nos adaptarmos às mudanças e de não sermos rígidos e fixados em um determinado resultado e velhos modos de viver, que nos impedem de agir conforme nos sentimos a cada momento. Será o catalisador para que finalmente despertemos o que o nosso eu humano ocultou, e expressemos livremente quem verdadeiramente somos e vimos aqui oferecer.

Não temos mais que nos forçar a fazer isso ou aquilo, ou utilizar antigas palavras, tal como obrigação, visto que agora optamos por seguir o fluxo daquilo que a nossa alma nos orienta a ser e a fazer a cada momento, uma vez que fazer o que deveríamos estar fazendo e ao que somos destinados, estão no nosso tempo perfeito e de todos. Concentrar-se demais no trabalho e em criar sólidas estruturas de sua nova vida é crucial para sustentar-se, mas tão importante quanto construir estabilidade é cuidar-se. Preocupar-se com o “futuro” é um desperdício de energia, visto que é somente no momento do Agora que podemos construir.

É imprescindível que neste momento nos interiorizemos e nos perguntemos o que ainda estamos tentando controlar, e que nos lembremos de que não podemos controlar os demais nem podemos controlar as condições, o que é outra ilusão humana, visto que podemos somente controlar e dirigir a nossa frequência para aquilo que desejamos e alinhá-la com o nosso mais elevado propósito e com o nosso mais elevado ser, e isso só pode ser feito neste momento do Agora, porque não há outro momento, na verdade, em vez de pular para os tempos passado ou futuro, que não existem, senão em nossas mentes humanas.

É também uma época para novos toques de despertar da alma. Muitas almas estão saindo de seus casulos ilusórios e começando a se afastar do velho para acessar uma realidade totalmente nova, em que elas estão livres para fazer o que realmente desejam a partir de suas almas e não o que elas estão programadas para fazer ou ser. Isso é em parte devido ao efeito de Urano, fazendo quadratura com o Sol, no signo de Câncer, e a Lua em Capricórnio, no momento da Lua Cheia, juntamente à recentemente ativada quadratura Urano/Plutão e as quadraturas de Saturno/Netuno, o que estabelece uma frequência perfeita para que nos emancipemos do que não é real. Estamos também vendo a prova disso no coletivo, mas o nosso principal objetivo não é nos concentrar nisso, mas permanecer centrados na própria Luz – lembrando-nos de que o caos é apenas o Universo reformulando e restaurando tudo em sua ordem correta.

Para nos ajudar a equilibrar a ilusão do controle e o que fazemos naturalmente a partir do coração, sem ser forçado, temos desde 12 de julho, Vênus, o planeta da abundância e do amor, juntamente a Mercúrio, o planeta da comunicação, no dia seguinte no signo de Leão. Ambos agem como lembretes de que todos os nossos aspectos são iguais e que são interligados. Leão rege o nosso ego, Vênus, o nosso coração, e Mercúrio, a mente. Nosso objetivo é fundir todos eles e expressar os nossos sentimentos e dons anímicos com integridade e amor. Não há necessidade de separar, visto que a criatividade vem da união entre todos os nossos aspectos como Um. Trata-se de dirigir o nosso fogo interno – alma e coração – para a nossa mente e nosso ser físico, visto que é apenas quando compartilhamos com paixão, e somos quem realmente somos, que enriquecemos a nossa experiência e a dos outros.

E como o Universo sempre coloca em nossas mãos tudo o que precisamos curar e regenerar em nós mesmos, no momento da Lua Cheia também temos um grande trígono de água entre o Sol em Câncer, Marte em Escorpião e Quíron em Peixes, que nos ajudará a desfazer mais dos antigos aspectos de nosso eu inferior. Estamos sendo banhados por duas forças purificadoras – água e fogo – fogo, principalmente com Marte agora em movimento direto, cuja energia está até mais poderosa, representa o nosso poder interior, a água o nosso poder emocional. É um convite para observar o que vocês fazem com a energia da Fonte que está em vocês e que flui por seu intermédio em todos os momentos. Como vocês direcionam o seu fogo interior? Vocês o dirigem para curar antigas feridas que permanecem profundamente latentes em seu âmago? Vocês utilizam-no para criar abundância? Ou o dirigem para lutar contra as condições?

Temos uma dádiva cósmica, neste momento, para utilizar o nosso poder interno com a finalidade de nos restaurar e nos reconstruir novamente, e a nossa realidade. Quíron, o curador cósmico, como eu o chamo, é uma oportunidade perfeita para que nos reconectemos com a nossa criança interna, ao trazer de volta sua força e alegria, e utilizar essa energia revigorante e inocente para nos rejuvenescer e nos purificar.

Para mim, a cura e a regeneração são imprescindíveis, visto que estamos constantemente mudando, acolhendo os aspectos superiores de nossa alma, enquanto liberamos mais de nosso antigo eu. A automestria vem somente quando encaramos os nossos desafios – oportunidades – com um coração aberto, e nos permitimos experimentar, sentir cada simples emoção pela qual passamos, porque é somente quando fazemos esse trabalho interno – ao transcender o nosso julgamento humano acerca de nossas sombras internas – que podemos finalmente integrar o seu precioso conhecimento, curar e lembrar das Verdades Superiores outra vez.

Durante esta última parte do ano, nos regenerar é crucial. Temos a oportunidade de finalmente desfazer os remanescentes do velho, tanto em nosso físico quanto em nosso não-físico, antes de 2017, que vai ser o ano em que o planeta Terra finalmente vai se afastar da Terra tridimensional, visto que ainda estamos coexistindo com ela de alguma forma, para comungar com o nosso Eu Superior/Alma – uma vez que a expansão e o processo criativo sempre começam internamente – e começar a nos preparar para imaginar e escolher, de modo consciente, a linha do tempo em que   gostaríamos de navegar, durante a próxima etapa de nosso caminho ascensional. Porque independentemente da nova oitava em que a Terra habita agora, estamos livres para escolher a própria agenda e realidade. Portanto, não se deixem ser atraídos por aquilo que vocês veem no coletivo, e lembrem-se de que, toda vez que vocês escolhem um modo mais elevado de viver, vocês estão ajudando o Todo com a sua frequência superior para desfazer tudo o que não for amor, e outras ilusões tridimensionais.

À medida que passamos pela mudança, vamos encontrar muitas possibilidades, muitos diferentes resultados. É por isso que, principalmente durante o mês de agosto, com Mercúrio retrógrado, teremos um período abençoado para nos preparar, para ficar em silêncio, a fim de escutar qual dessas possíveis linhas do tempo a nossa alma gostaria   de buscar e vivenciar. Como humanos, tendemos a buscar satisfação e o que nos dá prazer: é a nossa natureza. Mas agora sabemos que é somente quando funcionamos como Um com a nossa Alma e com o propósito superior, que o verdadeiro regozijo e amor serão experimentados.

A Lua em Capricórnio nos desafia a encontrar o equilíbrio entre o que realmente gostaríamos de fazer e o que ainda nos forçamos a fazer devido ao nosso senso de dever. Ajuda-nos a concentrar toda essa energia ígnea interna, que estamos sentindo neste momento, e nos dá coragem e paixão para dirigi-la plenamente às novas experiências da vida que somos destinados a ter e a usufruir.

Esta é uma dádiva cósmica para que vocês dominem como utilizar esse influxo de energia, visto que estamos aqui para aprender a nos lembrar de como lidar com essa poderosa força interna, que cria mundos. Isso não é para vocês se sentirem sobrecarregados, mas para que a utilizem sabiamente, libertando-se de todas as limitações que os impedem de ser quem vocês verdadeiramente são e tecem – como os Mestres da Nova Terra que todos vocês são – sua preciosa e exclusiva jornada.

Desejo a todos vocês uma Lua Cheia abençoada e amorosa, meus amados!

Com amor e luz, sempre,

Natalia Alba


Autor: Natalia Alba  
Fonte: http://www.starseedsoul.com/
Facebook: Aqui
Tradução: Ivete Brito – adavai@me.com –
Veja mais Artigos Aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...