background

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

BENJAMIN FULFORD - "MILITARES DOS EUA SE DISPERSAM POR TODO O MUNDO COM 10.000 ACUSAÇÕES SECRETAS PARA DECAPITAR A MÁFIA KHAZARIANA." - 18.12.2017



O presidente dos EUA, Donald Trump, passou o fim de semana em Camp David com seus principais generais, para traçar a exata estratégia para decapitar a máfia de khazariana em todo o mundo, dizem fontes do Pentágono. "O Aeroporto de Atlanta, foi fechado, ao mesmo tempo em que o Departamento de Defesa se recusou a divulgar os locais em que 44 mil militares dos EUA podem estar envolvidos no fim da cabala em todo o mundo", disse uma alta fonte do Pentágono. Atualmente, existem cerca de 10.000 acusações secretas em andamento,  medida em que cada vez mais criminosos khazarianos acusam seus colegas, dizem as fontes. 

Também, existem muitas execuções extrajudiciais em andamento. "O prefeito da cidade santuário (local de refugiados) de São Francisco, Edwin Lee, foi morto, depois que um estrangeiro ilegal foi inocentado do assassinato de Kate Steinle, mesmo depois de sua confissão", ressalta uma fonte." A morte de Lee é uma mensagem para os democratas e prefeitos de cidades santuários como Rahm Emmanuel, de Chicago e Bill De Blasio, de Nova York", adverte a fonte.

A máfia khazariana, também, está matando muitas pessoas. No Japão, dois antigos executivos da Toshiba, Atsutoshi Nishida e Taizo Nishimura, morreram repentinamente em dois meses, porque estavam prestes a fornecer provas sobre o tsunami de Fukushima de 11 de Março de 2011 e o ataque terrorista nuclear contra o Japão, de acordo com fontes próximas a família real.

Este ataque foi realizado por capangas da família Rockefeller, cujos membros incluem Hillary e Bill Clinton, dizem as fontes. Por sua vez, os capangas dos Rockefellers estavam recebendo ordens da fascista loja maçônica P2, dizem elas. Por sinal, a família Rockefeller elegeu Mel Rockefeller, filho de Nelson Rockefeller, como o novo chefe da família, acrescentaram essas fontes.

No Canadá, Barry Sherman, dono da gigante farmacêutica canadense Apotex, foi encontrado morto junto com sua esposa Honey, numa piscina em sua casa. Segundo fontes da CIA, Sherman foi morto para encobrir uma trilha de evidências que conduzia à Fundação Clinton e seus crimes no Haiti. "Temos um documento classificado envolvendo a Fundação Clinton e uma empresa farmacêutica do Canadá que forneceu medicamentos genéricos para a população do Haiti, cujo objetivo seria o fornecimento de medicamentos genéricos, de qualidade inferior, pelo preço de medicamentos não genéricos", diz a fonte da CIA. 

Em qualquer caso, não importa quantas testemunhas em potencial sejam silenciadas, uma vez que a situação atingiu um ponto em que os khazarianos não mais poderão matar e encontrar saída.

Por exemplo, a eleição para Senador de 12 de Dezembro, no Alabama, foi uma operação fulminante contra os khazarianos, dizem fontes do Pentágono. "O senador Roy Moore foi autorizado a permitir que sua eleição fosse roubada, para que Trump pudesse coletar dados da votação para derrubar a organização Soros, os Democratas e a cabala por fraude eleitoral", disseram as fontes. "Três policiais  já foram presos", observam. 

O presidente da Câmara, Paul Ryan, está perto de se juntar a  crescente lista de políticos que renunciaram durante o expurgo na Câmara e no Senado, acrescentam as fontes. O senador John "Daesh" McCain também parece querer desembarcar deste mundo, antes que seus muitos crimes sejam tornados públicos.

http://fox6now.com/2017/12/15/john-mccain-described-as-increasingly-frail-senate-sources-say/

Mesmo as mídias de propaganda convencionais submetidas a lavagem cerebral, estão começando a perceber que algo estranho está acontecendo, quando notam que a "bota ortopédica" de Hillary Clinton (escondendo uma tornozeleira com GPS) está demorando muito tempo para ser removida, apesar da desculpa oficial de um dedo do pé fraturado, também, ser verdadeira. Não há dúvida de que alguma desculpa será dada e que um segmento da população sujeita a lavagem cerebral irá aceitá-la.

http://www.dailymail.co.uk/news/article-5178037/Clinton-wears-surgical-boot-MONTHS-breaking-toe.html

As pessoas que ainda acreditam na narrativa da cabala são como aquela na piada sobre um homem que foi informado de que sua esposa estava a traí-lo. Na brincadeira, ele contrata um detetive para confirmar a inocência de sua esposa. O detetive volta e diz que "ela se encontrou com outro homem na rua e  que entraram num hotel juntos". O marido pergunta: "Você os viu entrar num quarto juntos?" O detetive diz, "Sim". "Você viu o que aconteceu dentro do quarto?", pergunta o marido. "Sim, olhei através do buraco da fechadura e os vi na cama juntos", responde o detetive. "Eles estavam cobertos?", O marido pergunta. O detetive diz: "Sim" ao homem. Ele pergunta: "Você os viu sob o cobertor?" E o detetive diz: "Não." "Nesse caso, você não pode provar que ela estava me traindo", diz o marido.

O marido não quer enfrentar a realidade, porque isso perturbaria toda a visão do mundo. Da mesma forma, as pessoas que sofreram uma lavagem cerebral se apegarão às desculpas mais sutis para não enfrentar a realidade. Da mesma forma, se os fãs de Clinton explicarem que o uso da bota ortopédica permanece por causa de "complicações médicas", as pessoas vão ouvir e aceitar de boa vontade essa falsa história, rejeitando a realidade, que representa a bota, em face das prisões. No entanto, estamos chegando ao ponto em que essas pessoas também serão forçadas a encarar a realidade. Mesmo  porque, a rede inteira do FBI e do Departamento de Justiça que tentou proteger Hillary Clinton da acusação está sendo sistematicamente desmascarada e desmantelada. 

Agora, mesmo as mídias corporativas estão obrigadas a aceitar que o chamado "Estado Islâmico" é uma criação da CIA. Isso agora está acontecendo porque em 18 de Novembro, a incursão militar Marines na CIA, interrompeu a operação Mockingbird e as mídias corporativas foram forçadas a denunciar a verdade.

http://www.zerohedge.com/news/2017-12-15/weapons-went-cia-isis-less-two-months-new-study-reveals

Um claro sinal de quão incomum são os tempos em que vivemos está no fato do ex-presidente da Corporação dos EUA, Barack Obama estar buscando e conseguindo asilo político na Inglaterra.

https://www.theguardian.com/uk-news/2017/dec/17/prince-harry-interviews-barack-obama-today-programme-guest-slot

Isso demonstra, juntamente com o fato de que Donald Trump não é bem-vindo no Reino Unido, que o mundo anglo-saxão está dividido entre a Inglaterra controlada pela linhagem (linha de sangue) e a República dos Estados Unidos da América dominada pelos gnósticos Illuminati contrários à linhagem.

É provável que esta situação venha a ocorrer em Janeiro, quando uma aliança informal anglo-chinesa tentará, internacionalmente, causar a falência dos Estados Unidos, com base em seu déficit comercial acumulado e sua incapacidade de pagar os bens que importam com dinheiro real.

Os Estados Unidos responderão com ameaças de guerra. Isso irá aparecerá nas notícias sob a forma de ameaças de guerra dos EUA contra a Coréia do Norte, numa vez sob a forma de uma guerra nuclear abrangente, na tentativa de extrair mais dinheiro. Desta vez, os chineses estão se preparando para cobrir a aposta americana, como pode ser entendido, por seu governo alertar sua população para se preparar para a guerra nuclear (O que sabemos que não irá ocorrer), enquanto faz exercícios militares perto de Taiwan e da Coréia do Norte.

http://www.scmp.com/news/china/diplomacy-defence/article/2124613/north-korea-time-bomb-government-advisers-urge-china

https://sputniknews.com/asia/201712131059976881-beijing-bombers-jets-encircle-taiwan/

https://www.rt.com/news/413269-china-navy-drills-north-korea/

Os chineses e os britânicos querem a criação de um governo mundial para garantir um planeta pacífico e baseado em leis, dizem fontes da Sociedade Secreta Asiática. O fato é que, na ausência de qualquer tipo de compromisso com o governo militar dos EUA, haverá um caos financeiro, mesmo que a guerra seja evitada.

O sistema financeiro atual é desequilibrado e serve apenas como meio de lavagem de moeda falsa nos bancos centrais de propriedade privada dos super ricos, através do mercado de ações. Essa maneira de distribuir dinheiro afastou os mercados financeiros da realidade. Todavia, a realidade sempre prevalecerá, não importa o quanto se tente evitá-la. O Boston Consulting Group entrevistou 250 principais investidores institucionais, que juntos gerenciaram mais de US $ 500 bilhões em fundos e suas conclusões foram as mais pessimistas que já existiram, desde o choque de Lehman em 2008.

Espera-se que um novo sistema financeiro transparente e meritocrático seja lançado, mas talvez precisemos passar pelo colapso caótico do antigo sistema, antes que isso seja possível. Vamos descobrir isso no novo ano.

Numa nota final e pessoal, Abraham Cooper do Centro Simon Wiesenthal, irá falar no Foreign Correspondents Club of Japan no dia 20 de Dezembro. Cooper proibiu um dos meus livros, definido por ele como "antissemita". Quando perguntei o que havia de "antissemita" em meu livro, ele disse que escrevi que o presidente dos EUA, George Bush Jr., era responsável pela morte de milhões de civis no Iraque. Bush é cristão evangélico e as informações sobre a morte de civis no Iraque chegaram até a mim, através, da revista médica Lancet. Então, aqui temos um suposto judeu que proíbe um livro escrito por uma pessoa de origem judaica que denuncia o genocídio praticado por um não judeu, que é "antissemita". Quanto hipócrita pode ser? Pobre Weisenthal, irá se revirar em seu túmulo.

De acordo com os funcionários da Tokuma Shoten Publishing, o Weisenthal Center pagou subornos a editores, para colocar propagandas enganosas de meu livro em seus jornais. Isso, portanto, levou a uma proibição total de todos os anúncios de todos os meus livros em jornais e outros meios, independentemente do seu conteúdo. Isso é típico do que eles fazem com escritores em todo o mundo e faz parte de sua grade de controle no Japão e, em outros lugares. Nos Estados Unidos, o Department of Homeland Security congelou as contas bancárias de editoras inteiras para evitar que publicassem meus livros em inglês.

Esse homem é um criminoso e deve ser encarcerado. Se Cooper fosse preso, ele cantaria como um canário, denunciando toda a grade de controle da máfia khazariana no Japão e em outros lugares. Também, explicaria como a máfia khazariana controla a Coréia do Norte. Eu ficaria muito feliz que alguns membros viessem ao evento, fossem presos e levados para Guantánamo para cantar.


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...