background

quinta-feira, 8 de março de 2018

AS ENERGIAS MASCULINAS E FEMININAS



As energias da criação, aqui mencionadas como Energias Masculinas e Femininas, são e estão em tudo que há. Não há algo que seja intrinsicamente masculino ou feminino, pois é impossível que assim seja. No entanto, nesta realidade de extrema dualidade, o Criador, conseguiu dar a si mesmo a oportunidade de perceber-se, tendenciosamente, ou apenas masculino ou apenas feminino, vivenciando isso a partir de corpos biológicos e programações previamente estipuladas para cada um. 

Uma vez montada a arena de disputas entre estas energias, muito aprendizado seria assimilado pelos seres que representariam, ora uma, ora outra energia. Dessa forma, um grande feixe vibratório seria absorvido pela Grande Fonte central, decorrente dos intensos movimentos feitos pelos jogadores. As consciências que entraram neste palco, completas e plenas em equilíbrio das energias da Criação em sua conformação espiritual, assumiam um corpo, uma vestimenta, um mecanismo biológico para operarem em meio aquela experiência. O Mecanismo masculino, chamado de homem, recebeu uma programação de como operar nesta realidade. Na entrada neste veículo biológico, a  porção feminina da Consciência entrante era automaticamente suprimida, tornando a porção masculina extremamente mais expressa. O Mecanismo feminino, chamado de mulher, também recebeu uma programação ligada à sua forma, de como operar nesta realidade. Na mulher, ocorria o oposto, a energia masculina era suprimida e a feminina a sobrepujava, permitindo uma diferença bastante expressa entre ambos os mecanismos.

Ao longo das eras, muitas batalhas entre essas energias foram travadas e graves ferimentos foram feitos em ambos. Repare que aqui eu falo de energias, não de Consciências operantes. Refiro-me dessa forma, pois as mesmas Consciências operaram as duas energias e experimentaram os dois lados da batalha. Nesse conflito, a energia masculina teve o seu Chakra Cardíaco duramente ferido, tornando difícil e dolorosa, às consciências que ocupavam os mecanismos masculinos, os homens, a abertura de seus centros cardíacos ao amor novamente, devido às dores que ainda sentem nesta região. A energia Feminina fora duramente ferida nos Chakras básico e umbilical, nesses conflitos. Isso tornou dolorosa e extremamente cautelosa a abertura à sexualidade e às mais profundas emoções, às consciências que operavam o mecanismo biológico feminino. 

Depois de um início, seguido por um clímax, agora essa batalha encontra seu fim. O Jogo está em sua fase final e os jogadores, ora operando o masculino, ora operando o feminino, iniciaram o processo de reconhecer a divindade una e andrógena que é a sua  real essência. Todos os eventos e marcas deixadas pelos conflitos entre essas energias foram gravados no Akáshico do planeta e aquelas consciências que decidem experimentar um corpo, seja masculino ou feminino, terão em suas programações, as dores dessas batalhas que precisam ser curadas com consciência expandida e de retorno à Unidade. 

A cura para estas feridas será encontrada na porção complementar. O Masculino encontrará a cura para sua ferida cardíaca, no cardíaco curado e resplandecente do Feminino. Por sua vez, o feminino encontrará a cura para suas feridas nos Chakras inferiores, no Chakras inferiores do Masculino que estão curados e reverberantes. A cura para ambas as energias é a junção perfeita delas no interior de cada ser que as experimenta. Trazer o céu para a Terra. Trazer a Unidade da Criação, Feminino mesclado ao Masculino, para o humano, não importando o mecanismo, corpo ou veículo que este ocupe.

Este é o período onde a humanidade é convidada à fazer uma completa reescrita de toda a velha programação limitante e separadora que lhe foi entregue há eras e que fora perpetuada até os dias atuais por padrões rígidos impostos por aqueles que tem “voz de comando” dentro das sociedades. Esta velha programação já cumpriu seu papel na humanidade e agora precisa ser descartada para que a nova programação, a da Unidade plena, a Unidade essencial inerente a todo ser, tome seu lugar.

Os jogadores guerrearam de forma tão intensa para defenderem seus pontos de vista, seus lados da moeda, que ainda hoje seguram fortemente suas armas para defendê-los e as empunham vigorosamente diante de qualquer um que tente mostrar algo diferente daquilo que se especializaram em batalha, a separação entre o masculino e o feminino. Fazem isso sem saber porque o fazem. Apenas continuam sustentando, em suas costas, o pesado ambiente mórfico da guerra.

Aqui seguem algumas palavras de Jeshua por Pamela Kribbe.

"O que acontece com a autoestima dos homens e mulheres, quando eles têm que viver de acordo com tais estereótipos unidimensionais de masculinidade e feminilidade? O homem geralmente desenvolve uma persona, ou falso ego, que ele deve apresentar para o mundo, porque sente que precisa se autoafirmar, realizar, ser um homem de ação. A mulher também desenvolve uma persona, porque deve ser charmosa, boazinha, útil e aquela que cede, que doa. Quando o homem ou a mulher tenta mostrar o outro lado de si mesmo, geralmente provoca sentimento de culpa, de vergonha, de inferioridade, ou o oposto – a impressão de ser presunçoso ou arrogante. Vejam na sua História, por exemplo, o ódio como reação à homossexualidade. Homens que assumiram explicitamente seu lado feminino, e mostraram prazer em fazer isso, foram considerados o epítome da depravação. Limites, que supostamente deveriam permanecer intactos, foram ultrapassados. E por que isso foi assim? Aparentemente porque era necessário colocar homens e mulheres em caixas apertadas, de modo a suprimir seu verdadeiro poder espiritual e força original, pois todos esses estereótipos se expressaram contra o pano de fundo da energia da dominação e poder.”  (Ver mensagem completa aqui”http://www.sementesdasestrelas.com.br/2018/01/jeshua-imagens-de-desmerecimento.html).

A interação, em todos os níveis, entre as consciências, não está restrita à fisicalidade. Um mecanismo biológico, independente de sua conformação física, é a extensão de uma consciência que é multidimensional e não está presa à linearidade e às programações restritivas desta realidade, a menos que assim deseje. A real ligação entre as almas vem de sua irmandade / afinidade energética. O amor é a Força Motriz dessa ligação e ela, como uma energia multidimensional, a própria Essência Criativa em ação, não está restrita à formas tridimensionais. 

Uma vez que as energias masculinas e femininas façam as pazes dentro de cada indivíduo sobre o planeta, o Akhásico dessas energias será enfim, curado / iluminado. A unificação do masculino e do feminino, no interior, permitirá que os seres liguem-se a nível de coração uns com os outros, sem mais conflitos e dores. A ligação a nível do coração transcende qualquer forma dual / tridimensional de existência, anulando a obrigatoriedade dos seres unirem-se meramente para satisfazerem as velhas programações que lhe foram impostas. 

Alguns mestres encarnaram nestes tempos para fazerem esta reprogramação a partir de dentro da velha programação, assim como uma flor sutil que brota do concreto duro. Vieram para reescrever as linhas de tempo com informações atualizadas, baseadas no Amor! Vieram para cunhar, nas consciências humanas, a máxima de que “O Amor é a força alquímica por detrás de tudo que há na Criação”. E a todos que leem ou ouvem esta mensagem, não esperem apenas que estes mestres façam a reprogramação sozinhos, comecem a partir de agora a reescrever toda esta linha de sua existência com amorosidade e consciência de Unidade. Unifiquem-se em prol do UM!

Melk Sales 


Veja mais Melk Sales Clicando Aqui

----------------------------------------------------------------------------------------

VEJA MAIS CANALIZAÇÕES MINHAS CLICANDO AQUI

Amor e Bênçãos,

Gabriel RL 

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...