background

sexta-feira, 27 de abril de 2018

OS CAVALEIROS DE LUZ E SUAS LEGIÕES (AVENU, AVLON E CAÍS)



Há mais ou menos um século antes de Cristo, havia muitos guerreiros espalhados por toda a velha Europa, com ligações com a Ásia, África e Oceania. Eram grupos de mercenários guerreiros determinados às suas conquistas e a liderar povos, tendo correndo em suas veias, ainda, o sangue espartano e dos grandes exércitos atuantes no Antigo Egito, alguns com influência direta na destruição da Biblioteca de Alexandria. Muitos desses guerreiros eram realmente sanguinários, outros mais piedosos, outros ainda só queriam “garantir o sustento” sem prejudicar as pessoas. Entretanto, houve muitos desatinos, sofrimentos sem medidas e angústias provocados pelas passagens desses guerreiros por inúmeras terras onde colocavam seus pés. 

Dentre essa multidão de guerreiros com seus inúmeros exércitos mercenários, havia um coordenado por três irmãos gêmeos chamados de Avenu, Avlon e Caís. Eram três bravos guerreiros e, de certa maneira, eram daqueles que estavam mais preocupados com o próprio sustento do que qualquer outra coisa. Tinham seus egos influenciados, às vezes, por reis e rainhas da época, que os elogiavam demasiadamente com o intuito de tê-los fazendo seus favores, mas eram homens bons que as Forças da Luz já visualizavam para iluminados trabalhos futuros…

Depois de muitas batalhas e desatinos adquirindo inimigos mortais em vários pontos da Ásia, Avenu questionou seus outros dois irmãos se não seria melhor quitarem suas dívidas com o ouro que tinham e deixarem aquela vida que só trazia sofrimento. Eles foram abandonados pelos pais desde bem jovens, e aprenderam a levar a vida de uma forma mais dura, o que acabou levando-os por esse caminho de violência e dor. Os dois irmãos não concordaram muito trazendo Avenu, novamente, para linha de frente e continuaram por mais alguns anos em suas batalhas e conquistas de povos e trabalhos mercenários. 

Em uma oportunidade, encontraram-se com outro exército mercenário de inimigos mortais que já haviam prometido uma batalha, caso se encontrassem. O exército dos três irmãos em suas andanças pelas planícies macedônicas observaram, ao longe, o outro grande exército se aproximando. Os três irmãos conversaram entre si e, já bem cansados de tantos anos e dor, concordaram entre eles que já era a hora de finalizarem aquilo. Olharam para trás, para todo o exército que tinham sob suas ordens e deram a voz de comando para não partirem pra cima do outro exército. Alguns soldados se revoltaram com as orientações e, ignorando a ordem dos seus comandantes, atacaram o exército que vinha. Cerca de 60% dos soldados do exército dos irmãos ignoraram a ordem. 40% deles ficaram junto aos seus comandantes. Os 60% que ignoraram as ordens foram dizimados e aqueles 40% voltaram, e não foram para a batalha. 

Depois de algum tempo, muitos dos guerreiros dos 40% sentiram-se covardes, envergonhados por terem abandonado a batalha. Os seus comandantes os convenciam de que não haviam fugido nem sido covardes, mas escolhido a Paz, e discursavam, energicamente, dizendo: “Ora, homens de bravura Hercúlea! Do que lamentais e envergonhais? Observai quantas mortes mais, nós evitamos! Quanta dor e sangue derramado foi evitado! Importa-se com isso? (Perguntava a algum soldado ali). E você? (Perguntava a outro). Quantos aqui desejam descansar dos tormentos em suas almas, pois bem sei (no momento falava Avenu) que muitos aqui, incluindo a mim, não durmo uma noite sequer sem ter pesadelos e ouvir o som das espadas e os urros dos homens que experimentaram a lâmina das nossas armas!” E continuou discursando e animando seus homens.

Muito tempo se passou. Eles não mais lutavam em grandes batalhas, nem violavam os povos e seus tesouros. Eram, sim, mercenários, mas que faziam serviços que consideravam dignos, como levar pessoas importantes a lugares importantes, fazendo sua guarda e coisas semelhantes.

Até que os três irmãos foram ficando velhos e cansados de tudo e naturalmente muitos dos seus homens, com o passar dos anos, já com doenças naturais da época e, à medida que iam morrendo, ficavam aglomerados em um espaço etérico das zonas do astral inferior da Terra. Iam se encontrando e mantendo seus mesmos padrões e comportamentos. Até que morreu Avlon, Caís e, por último, Avenu e também se encontraram com os demais nas zonas astrais. Quando Avenu chegou naquele lugar e viu todos lá, incluindo alguns dos 60% que já havia morrido há muito tempo em batalhas nas planícies, questionou-se: o que faziam ali e porque haviam se aglomerado ali? Alguns riam ironicamente dizendo “Covarde desgraçado!” (Alguns dos 60%)… Outros respondiam meio atordoados dizendo não saberem e não entenderem o que se passava. Outros diziam com ironia que era o destino colocando-os juntos, novamente.

Cerca de 50% deles ficaram anos aglomerados ali naquela zona etérica. Alguns saíam dali e iam atormentar os encarnados na superfície terrana. Outros ainda continuavam no questionamento “o que estamos fazendo aqui?” - Essa também era uma das perguntas dos três irmãos. Outros ainda encarnaram e, devido às suas pesadas vibrações, foram atender o poder de Roma, encarnando como soldados romanos perseguidores dos Cristãos. Até que, depois de muito tempo, chegou até eles um homem coberto de Luz branca radiante usando uma túnica lindíssima, um cajado na mão direita e montado em um cavalo, que mais parecia de cristal. Todos se assustaram e tentaram se esconder, ao que, imediatamente, esse ser disse: “Não temam, guerreiros Hercúleos! Venho em Paz e trago uma proposta…” E continuou: “Há muito tempo temos visto o sofrimento de vocês sem que, naquele momento, pudéssemos intervir por respeito às vossas faixas kármicas transcendentais cobrando o justo, entretanto, sabendo das nobres missões que lhes garantiriam a Paz de espírito em tempos futuros, esperamos o MOMENTO em que DEUS nos guiaria para esse instante. Sendo assim, abrimos aqui uma oportunidade clamada pelos seus próprios corações, queridos guerreiros, (naquele momento cerca de 27% de todo o exército ali estava ouvindo atentamente).” Continuando, disse: “As Forças da Luz precisam de homens como vocês, determinados e com um propósito. Mas adianto dizendo que o serviço é outro. É um serviço muito mais nobre do que qualquer outro que tenham prestado…”

Assim, aquela parte do exército subiu para as Esferas de Luz para serem tratados e recuperados de suas dores, sofrimentos e angústias. Chamados pelas Forças da Luz, fizeram um juramento de servir as Forças do Bem por toda a eternidade, estivessem onde estivessem, nos reinos espirituais / etéricos / ou entre os seres encarnados. Foram consagrados nas imensas legiões de Cavaleiros de Luz, integrando-se, consequentemente, às Legiões de Cavaleiros de Oxóssi, seres de muita Luz e poder. Suas ações se fazem sentir quando há uma necessidade de decidir.  Representam, assim, a Lei. Trabalham com a energia das matas e das águas. Sua comunicação é sempre voltada para a objetividade, pois a mesma é clara. Os Cavaleiros de Oxóssi são entidades que têm a função de capturar e conduzir espíritos que necessitam de tratamento espiritual. Vão às cavernas para capturá-los e conduzi-los aos albergues e hospitais espirituais. Atuando também junto àquele chamado de Mestre Lázaro (o mesmo São Lázaro, ressuscitado por Jesus). São muitas as suas responsabilidades, mas a principal dessa Legião do Mestre Lázaro é com a captura de espíritos que estão em poder dos nossos irmãos das trevas. Sua Legião também é formada por um conjunto de Cavaleiros do Espaço que, com suas redes magnéticas e com suas vibrações de Luz e Amor, vão às cavernas, nas trevas, em busca de espíritos ali aprisionados, e que clamam pela Misericórdia Divina. Penetram em locais de difícil acesso devido às fortes correntes negativas e do pesado padrão vibratórios que, por isso, se tornam inacessíveis a outros Espíritos socorristas. Em suas investidas formam-se como as legiões romanas se apresentavam nos combates, em grupos de cavaleiros, revestindo-se com uma força tão grande, que são temidos até pelos grandes condutores de espíritos sem Luz.

Ao longo dos séculos, alguns desses cavaleiros, foram encarnando novamente no Plano Terrano, para cumprirem algumas missões específicas; outros porque desejavam ter mais experiências na dualidade e outros por pequenos ajustes ainda necessários. Alguns, infelizmente, acabaram se perdendo, novamente, nessas encanações, estando, até hoje, perdidos e sem saberem das suas imensas responsabilidades como Cavaleiros de Luz das imensas Legiões de Luz de Oxóssi, Lázaro e outros Mestres Cavaleiros Grandiosos de Cristo. Avenu, Avlon e Caís estão encarnados no Plano Terrano, neste momento. As Forças da Luz os chamam novamente para essa integração com suas Forças espirituais e bagagem transcendental, de maneira a ancorarem essas energias e ajudarem a reagrupar parte do exército que está encarnado atualmente. Queridos Cavaleiros Avenu, Avlon e Caís, há para vocês muita responsabilidade e vocês estão prontos para isso. Chegou a hora de reunirem “seus homens” e assumirem sua missão de ancoragens e resgates, como prometeram. A missão de vocês é se organizarem, seja virtual ou pessoalmente, fazerem meditações, levando suas consciências às cavernas das trevas e prisões, onde seres estão presos nas mãos dos não positivados. Todos os dias, em grupo ou em suas individualidades, façam uma prece / canto que é:

“Ó DEUS PAI/MÃE TODO PODEROSO, QUE AQUI ME CONFIASTES NOVAMENTE ESSA JORNADA! AQUI ESTOU DIANTE DE TI NO CUMPRIMENTO DO MEU SACERDÓCIO MISSIONÁRIO! SEI DAS INTEMPÉRIES DE OUTRORA, SEI DOS MEUS DESATINOS E DESAMORES, SEI TAMBÉM DA MINHA FORÇA E DIGNIDADE QUE ME CONDUZIRAM ATÉ AQUI NESTE LIMIAR DE NOVA ERA! Ó GRANDIOSO CAVALEIRO LÁZARO, Ó GRANDIOSO OXÓSSI! Ó DIVINAS LEGIÕES DE LUZ QUE ME ASSISTEM NESTA JORNADA! EIS-ME AQUI, NOVAMENTE PRONTO E A SERVIÇO NO CUMPRIMENTO DO MEU DIVINO JURAMENTO! RENOVO A ESPERANÇA DAQUELES QUE A PERDERAM, COLOCANDO-ME À DISPOSIÇÃO PARA CONDUZI-LOS EM SEGURANÇA ATÉ SUAS PRÓPRIAS DESCOBERTAS, E ASSIM, AGUARDO UNIFICAR-ME, COMPLETAMENTE, À MINHA PRESENÇA EU SOU! GRAÇAS A DEUS”

As mulheres também podem emitir a prece/canto no masculino, se sintonizarem, pois há muitos cavaleiros desse movimento que estão agora em corpos femininos e não há problema em fazê-lo. Assim o masculino divino será também honrado.

No momento dessa prece / canto, vocês serão ouvidos por todas as Legiões de Cavaleiros de Luz que os assistem e receberão poderosas correntes de Luz que garantirão, cada vez mais, o desenrolar das suas missões e expansão dos seus estados de consciência. 

Muitos integrantes desse exército de Avenu, Avlon e Caís estão divididos nos planos vibracionais da Terra entre o superior, inferior e terrano e o despertar consciente desses três comandantes garantirá um grande movimento de despertar de todos os demais. Qualquer pessoa pode fazer parte dessa falange, não apenas aqueles que se sentirem integrantes desse exército, mas qualquer um que ressoar com a proposta presente. 

Há um imenso trabalho a ser realizado e os Poderosos Cavaleiros da Luz estarão lhes assistindo, principalmente vocês, queridos Avenu, Avlon e Caís que têm como missão primária sustentar esses três projetores de cor Azul, Verde Escuro e Prata, e garantir que eles permaneçam brilhantes para que os demais integrantes desse exército possam ver e se reagruparem no serviço iluminado.

Um símbolo que representa esse movimento foi canalizado e é este que ilustra essa publicação. 

Meus queridos Cavaleiros, que honra poder anunciá-los aqui neste momento! Fico imensamente honrado por essa missão que a mim foi confiada de entregar tão nobres movimentos a vocês, queridos Mestres encarnados! 

É até onde Jesus me permite ver e transmitir.

Atualmente, esses três seres, Avenu, Avlon e Caís estão encarnados e trabalhando junto a mim dentro da equipe Sementes das Estrelas. Quem ressoar com este trabalho / movimento contate diretamente com eles através dos contatos criados por eles mesmos, no link: http://www.sementesdasestrelas.com.br/2016/11/pleiades-1-chamada-aos.html.

Gabriel RL

  
PARA COSMOBIOGRAFIA E SÍMBOLO PESSOAL CLIQUE AQUI
ESCLARECIMENTOS: COSMOBIOGRAFIAS E FALANGES DO P1
TOMANDO CONSCIÊNCIA DO SEU EU DIVINO CLICANDO AQUI

VEJA MAIS NOTAS DO PLÊIADES 1 CLICANDO AQUI 
INFORMAÇÕES E GLOSSÁRIO ESPECÍFICO CLICANDO AQUI
CHAMADA AOS AGRUPAMENTOS/FALANGES! CLICANDO AQUI
TERRANOS RECONHECENDO ORIGEM! CLIQUE AQUI
ENUNCIADOS DO PLÊIADES 1 x FATOS CLIQUE AQUI

AS ILHAS E SUAS EXPRESSÕES CLICANDO AQUI
OS CANTOS DAS SETES RAIZES CELESTES CLICANDO AQUI

SEE MORE NOTES of PLEIADES 1, IN ENGLISH, CLICK HERE
INFORMATION AND GLOSSARY SPECIFIC, IN ENGLISH, CLICK HERE

----------------------------------------------------------------------------------------

VEJA MAIS CANALIZAÇÕES MINHAS CLICANDO AQUI

Amor e Bênçãos,

Gabriel RL 

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...