BENJAMIN FULFORD - "ATUALIZAÇÃO SEMANAL"



12.08.2019

HAVERÁ UM "EVENTO" SÚBITO E DEVASTADOR COMO MUITOS PREDIZEM?

Por milhares de anos, o monoteísmo previu algum tipo de evento que mudaria a Terra, que alguns chamam o fim dos tempos, outros de arrebatamento e outros de retorno (ou chegada) do Messias. Atualmente existem versões da Nova Era falando sobre coisas como naves-mães galácticas, vindas para nos apresentar a um Universo totalmente novo.

Como um repórter baseado na realidade, que coleta informações do mundo real, as crenças religiosas (sejam elas antigas ou da Nova Era) ficam fora de minha esfera de competência. No entanto, mais de três décadas de reportagens dos mais altos níveis do poder mundial me propiciaram evidências suficientes para me convencer de que, no mínimo, estamos entrando numa nova era.

Gostaria começar com algumas das coisas mais estranhas que encontrei, antes de passar para a evidência confirmada aqui e agora para isso. Existe uma prateleira que em meu cérebro, onde armazeno informações que não se encaixam na minha visão de mundo e  que não tenho certeza sobre o que fazer com elas.

Por exemplo, existe um cavalheiro japonês que, às vezes, frequenta as minhas apresentações em público, que afirma ter trabalhado na terraformação de Marte. Além de fazer essas alegações, ele parece ser um oficial do muito saudável do Governo Japonês e  afirma que, recentemente, todo o acesso a Marte foi interrompido.

Também, existem pessoas que afirmam que vieram das Plêiades e têm memórias detalhadas de seus lares lá. Eles dizem que agora estão isolados neste planeta e não podem voltar para casa. Fora isso, são pessoas funcionais e aparentemente saudáveis.

Certa vez, o famoso comerciante de armas, Adnan Khashoggi, me  enviou uma armadilha de mel (ela ficou nua na minha frente, para que eu fizesse sexo, todavia, negando no último minuto, numa aparente tentativa de que eu cruzasse a linha de estupro e ser preso). Depois de ter falhado nesta tentativa, ela me disse que seres humanoides gigantes, semelhantes em descrição aos Anunnaki, haviam experimentado seu ventre.

Gângsteres japoneses e assassinos profissionais, também, me disseram que têm lembranças de terem passados por estranhas experiências. Um assassino profissional norte-coreano, certa vez me disse que havia matado seu “gerente judeu”, apenas para ver a mesma pessoa reaparecer alguns meses depois.

Essas são pessoas que conheci pessoalmente. Não sei o que fazer com seus testemunhos, além de dizer que eles não tinham outros, digamos, problemas mentais e, acreditem que fui abordado por muitas pessoas com esses problemas.

Esses são alguns dos testemunhos de primeira mão que recebi. Também, tive muitos testemunhos de várias figuras públicas falando sobre extraterrestres e de um "programa espacial secreto". Por exemplo, existe mais de uma dúzia de ex-astronautas americanos, que declararam terem visto extraterrestres e que nosso planeta está sob observação deles.


A mais notável figura pública sobra a divulgação extraterrestre, provavelmente, é Paul Hellyer, Ex-Ministro da Defesa do Canadá, que afirma que os extraterrestres visitaram nosso planeta por milhares de anos.



Foi exatamente o que me disseram quando visitei os Maçons P2 no Vaticano. Eles me disseram que haviam estado em contato com extraterrestres por milênios. Os P2 me disseram que os extraterrestres iriam demitir o Papa Bento 16 e demonstraram isso, forçando-o a renunciar, provando assim, realmente, são poderosos.

Vincenzo Mazzara, um cavaleiro dos Cavaleiros Teutônicos e principal agente da P2 me mostrou fotos de entidades descritas nas paredes da Catedral de Milão. Abaixo, está uma foto (borrada) de algumas das representações:


De meu ponto de vista, o que é mais interessante é que conheci essas entidades pessoalmente. Eu não mencionaria isso se não tivesse tirado fotos delas. As fotos podem ser vistas abaixo.



Estas fotografias foram tiradas perto de Shibuya, Tóquio. Essas entidades estavam se movendo lentamente para cima e para baixo e pareciam se comunicar comigo telepaticamente. "Alexander Romanov" dos Illuminati Gnósticos também afirma ter  encontrado esses seres.

No entanto, o que vale é o que aprendi sobre essas entidades de plasma.

Fui informado de que nossa realidade é resultado de equações matemáticas extremamente complexas. Essas equações foram repetidas inúmeras vezes com pequenas variações. Por essa razão, muitos de nós, incluindo este escritor, temos memórias de versões ligeiramente diferentes da realidade atual. Em algumas, os humanos foram autorizados a explorar e colonizar outras estrelas. Em outras, eles foram praticamente eliminados por uma guerra nuclear.

O que está acontecendo, agora, que ouvi dessas e de outras fontes, é que estes vários e diferentes cenários estão convergindo para um único cenário.

É por isso que as pessoas com memórias de diferentes histórias, de repente, se encontram “encalhadas” neste planeta e nesta realidade particular.

Ok, vamos voltar ao que podemos confirmar a partir de nossa própria e atual realidade “oficial”. Por exemplo, todos nós sabemos é que nos anos 60 e 70 enviamos astronautas para a Lua. Devíamos ter enviado pessoas para Marte nos anos 80, mas, de repente, tudo parou. No entanto, a NASA admitiu repetidamente que os seres humanos não podem superar a barreira elétrica ou a ionosfera que circunda nosso planeta..

Paul Laine, da Divisão de Guerra Psíquica do Pentágono, disse-me que a sigla  NASA significa (“Not A Space Agency”) e “não uma Agência Espacial”. Existem inúmeras imagens (coelhos, lagartos, lápides, etc.) que mostram que os chamados robôs em Marte estejam orbitando na Groenlândia ou num deserto dos Estados Unidos, não em Marte.

Até mesmo fotos da recente jornada chinesa na Lua mostram claramente que tudo foi feito em estúdio. 


Obvio que para visitar outro planeta eles, também, não podem ir ao portal estelar local e viajar para outra dimensão (e se algum leitor afirmar que pode, eu gostaria de ser levado junto para registrá-lo).

É claro que nenhum dos leitores deste relatório é capaz de ir a um porto espacial próximo e conseguir uma passagem para uma nave/foguetel para visitar outro planeta. Além disso, ninguém pode ir ao portal estelar local e viajar para outra dimensão (e se um leitor confirmar isso, eu gostaria de ser levado com ele para gravá-lo).

Não importa como se olhe para isso, parecemos estar em quarentena na superfície deste planeta. Há várias explicações possíveis para isso. Uma delas é que toda essa realidade é uma simulação digital e não podemos deixar o jogo, como personagens de um videogame.

Outra razão é, como afirma Paul Hellyer, que somos beligerantes e destrutivos e, por isso, que não podemos deixar o planeta. Assim, como não permitimos que leões e tigres vagueiem pelo centro de Nova York, os extraterrestres não permitem que pessoas que amam a guerra (complexo industrial militar) saiam do planeta.

No entanto, os extraterrestres que conheci me contaram uma história muito diferente. 

Eles disseram que uma guerra intergaláctica estava acontecendo há milênios e que os líderes de um grupo conhecido como Satanás e seus anjos caídos estavam sendo caçados neste planeta. O planeta Terra está em quarentena para que, finalmente, possam ser capturados e a velha guerra termine. Neste caso, a quarentena seria revogada e a humanidade libertada para viajar por todo Universo.

Independentemente de qual destas alternativas seja a preferida, ou mesmo que nenhuma das situações acima seja a verdadeira, existe uma maneira prática de iniciar um evento de Nova Era - ou Fim dos Tempos, através de nossas ações no aqui e agora - onde todos compartilham esta realidade.

A primeira coisa que precisamos fazer é alcançar a paz mundial. Isto é algo que nós humanos devemos ser capazes de fazer sem qualquer intervenção “divina”. Não deve haver justificativa para o assassinato em massa protagonizado pelo complexo industrial militar neste planeta. Já as forças militares mais poderosas do planeta – os Estados Unidos, a Rússia e a China – concordaram com isso e a paz mundial está finalmente sendo negociada no Oriente Médio, na Ucrânia, em partes da África e em outros pontos quentes.

A segunda coisa que temos de fazer é deter a destruição ambiental. Mais uma vez, isto é muito fácil de ser conseguido se tomarmos uma decisão coletiva nesse sentido. Isso significará enviar forças especiais para lugares como o Brasil e a Indonésia para parar de queimar ainda mais as florestas tropicais. Também, significaria  no envio dessas forças para proteger espécies ameaçadas em zonas protegidas. Isto já está acontecendo em grande medida.

A outra coisa que temos de fazer é acabar com a pobreza no mundo. A pobreza atrofia o potencial humano. Além disso, os   camponeses famintos que queimam florestas para alimentar suas famílias são uma das maiores causas de destruição ambiental. Na última década, a Índia tirou 271 milhões de pessoas da pobreza. O mundo, agora, precisa se concentrar na África e em alguns outros lugares para finalmente acabar com a pobreza.


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui