background

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

O POVO DRAGÃO E O CONHECIMENTO DO UM


Os Dragões são os Guardiões dos Reinos mais elevados e da nossa jornada neles dentro de nós mesmos. Os antigos egípcios acreditavam que eles eram o caminho para o céu, porque os Dragões trabalham com os cristais da Terra, a Luz interior, que é refletida para que possamos percebê-La em nós mesmos.

Os Dragões guardam as pedras preciosas que são o nosso tesouro interior e, com a serpente que é a mesma energia, a guardiã da base da coluna e da kundalini.

A porta para nossa ascensão à luz é a iniciação de Órion e a consciência de dualidade para Ophiuchus, o 13º signo no zodíaco e Draco, que são exatamente opostos a Orion, o caçador nos céus. Orion, o caçador de Sírius e o Grande Sol Central, quando é encontrado dentro de nós mesmos traz muita limpeza e transcendência da ilusão, e nos abrimos para o sagrado Conhecimento do Um.

O Povo Dragão que habita os planos da Terra Interior é o guardião que mantém as portas dos vulcões abertas ou fechadas, e quais energias são liberadas ou transmutadas através deles.

O Povo Dragão criou as linhas do Dragão (Linhas Ley usadas pela antiga sabedoria chinesa para harmonização dos Lares), a grade cristalina, e mantém as energias nas placas tectônicas que funcionam através das redes de vulcões e falhas geopáticas na Terra. Portanto, se as grades estiverem em harmonia, as placas tectônicas estarão em equilíbrio.

As falhas geopáticas contêm todas as energias negativas que emanam dos seres humanos e suas criações astrais que são coletadas e fluem através das falhas, afetando tudo: pessoas/lugares. Isso causa desequilíbrios físicos graves e doenças, drenagem e desequilíbrio sutil do corpo, traumas emocionais e mentais e interações negativas entre humanos e entre outras formas de vida.

O Povo Dragão trabalha através dos vulcões que são portais sagrados que são válvulas de liberação para a Terra. E, para o Povo Dragão, são portas pelas quais eles se movem e se conectam com outros mundos dimensionais, da mesma maneira que a serpente se afunila em vórtices com energia universal em espiral que cria portas dimensionais estelares, e além, para a Terra Interior.

Quando as energias mantidas nas grades, falhas e placas ficam muito congestionadas e densas, os Elementais são acionados para expressar essa energia e dispersá-la externamente. Isso cria explosão de vulcões, furacões e ciclones, tempestades, inundações, incêndios, terremotos e mudanças nos padrões climáticos/ calor e seca.

Os guardiões Dragões dos vulcões também são aspectos mais elevados das pessoas no plano da Terra e, quem vive perto ou frequentam os vulcões, podem não estar conscientes disso, mas alguns sentem em seus corações e são orientados a trabalhar ou visitar essas áreas frequentemente. Na verdade, essas pessoas estão mantendo a energia no físico, um de seus aspectos mais elevados – através do ser Dragão que existe nos planos internos do vulcão.

Você pode se comunicar com o Povo Dragão; eles estão desempenhando um papel importante agora com as mudanças na Terra. Criaram as energias na Terra para serem habitáveis pelos seres humanos em primeiro lugar e estão criando a mudança agora.

Na Nova Zelândia, sendo um local de luz e de muitos vulcões, o Povo Dragão está trabalhando com as energias da Nova Terra intensamente.

O mapa estelar ancorado em Coba e Uaxactun nos locais das pirâmides maias no México e na Guatemala também está alinhado na Nova Zelândia e as energias estão sendo deslocadas para a próxima mudança cíclica. O povo Maia foi para as dimensões mais elevadas na última mudança cíclica, e construiu as pirâmides para permitir que essas energias sejam acessadas novamente.

Às vezes, com resultados desastrosos no plano físico, conforme a mudança cria movimento na superfície da Terra, a menos que os humanos ressoem em frequências mais altas de consciência e amor de unidade é a forma que os ajuda a seguir em frente.

Assim terão a próxima chance de experimentar o novo campo de energia unificada, se nos alinhamos com as estrelas em nossa Via Láctea e com o Sol Central no centro de nossa Galáxia, e a nuvem de poeira interestelar cria uma porta com a qual todo o nosso Sistema Solar se funde, e nos tornamos o Sol Central do nosso ser e, assim, Deusa Criadora / Deus da Nova Terra de dimensões mais elevadas.

O Dragão guardião do vulcão ativo na ilha Grande no Havaí, me ativou com uma estrela no meu terceiro olho, como no Equinócio de setembro de 2009 em Kauai, quando o Grande Mapa Estelar Central foi reativado e no início da 13ª jornada do Portão. A porta do vórtice para a ilha norte da costa leste da Nova Zelândia ativou a estrela em meu coração quando o Grande Mapa Estelar foi ancorado no local da primeira luz.

As pessoas Dragão e Serpente estão trabalhando agora nas Portas da Terra Interior com os Guardiões e Anciões que experimentaram e criaram cada mudança de ciclo, e aqui agora observam e mantêm as energias enquanto mudamos mais uma vez para uma frequência mais alta do reino físico, enquanto tornamo-nos luz.

O mundo dos Dragões e das Serpentes é governado pela Lei do Um. Todos e Tudo é proveniente da Fonte, não-separado. É assim que Eles mantêm a energia aqui na Terra e com a Terra Interior, a Via Láctea e o Universo.

As estrelas com as quais mais ressoam são as que se conectam na Terra e que são Portas dimensionais em nosso mundo. Ou seja, Orion, Andromeda, Arcturus, Sírius, Plêiades, Procyon, Southern Cross, Vega em Lyra, Altair, Corona Borealis e Ophiuchus, Drago e Altraea.


Canal: Soluntra King
Tradução: Vilma Capuano - vilmacapuano@yahoo.com.br