background

terça-feira, 16 de junho de 2020

Benjamin Fulford - "Atualização Semanal"



15.06.2020

AMÉRICA SEM LÍDER E FALIDA EM AGONIA PELO CAOS E PALA REVOLUÇÃO

O colapso da Corporação dos Estados Unidos da América aumentou na semana passada, a ponto dos propagandistas chineses compara-lo à revolução cultural enfrentada pela China nas décadas de 1960 e 1970. Espera-se que o caos aumente ainda mais durante os meses de verão, até que haja uma verdadeira revolução não essa revolução cultural engendrada pela elite. A única instituição dos EUA que mantém sua integridade nessas circunstâncias sombrias são as forças armadas, que estão à disposição para garantir que nenhum derramamento de sangue ou sofrimento em massa saia desse caos político.

Enquanto isso, as negociações de alto nível entre as sociedades secretas Ocidentais e Orientais, na semana passada, terminaram num impasse, depois que os líderes asiáticos exigiram subserviência Ocidental, algo que nunca acontecerá, segundo fontes envolvidas nas negociações.

Isso significa que o mundo está passando por um verão muito quente e perigoso, sem outro prognóstico claro que não seja o caos acelerado, especialmente dentro dos Estados Unidos. Também, haverá um risco crescente de guerra com o uso de armas eletromagnéticas e nucleares. 

Antes de voltarmos às negociações Leste/Oeste, vamos dar uma olhada no que, realmente, está por trás da revolução cultural dentro dos Estados Unidos. Aqui está o que o jornal de propaganda do governo comunista chinês Global Times tinha a dizer: 

“Nem os manifestantes, nem os democratas encontraram soluções práticas para resolverem os problemas raciais de longa data, no entanto, estão usando a fúria do povo para obter benefícios políticos... Mais problemas e conflitos domésticos aparecerão no futuro essa a agitação é apenas o início."

De fato, fontes da Sociedade Dragão Branco - SDB, no Canadá, dizem que muitos dos chamados protestos Black Lives Matter e Antifa estão sendo subcontratado pelos comunistas chineses às Sinagogas de Satanás, na Costa Oeste da América do Norte. Esta é a sua vingança pelos ataques orquestrados em Hong Kong, confirmam fontes da agência de inteligência chinesas.

Porém, o que os propagandistas chineses não estão dizendo, é que a revolução cultural chinesa foi iniciada por facções do governo comunista chinês que queriam desviar a raiva popular das políticas econômicas fracassadas e dos inimigos políticos.

O mesmo pode ser dito da revolução cultural em curso nas elites americanas, que estão tentando desviar a raiva contra os banqueiros e das grandes corporações de Wall Street, provocando conflitos raciais e tentando colocar o povo contra a polícia.

Se olharmos abaixo da superfície, encontramos a máfia do Fórum Econômico Mundial de Davos usando o mecanismo de controle da máfia “Ab Chao Ordo” (Ordem Fora do Caos). Não pode haver erro, a chamada crise de coronavírus e o colapso econômico resultante foram projetados pela máfia de Davos. Agora, estão oferecendo soluções para esse caos que criaram (em conjunto com os chineses). Nas palavras do chefe e fundador do Davos WEF, Klaus Schwab, “é necessário uma grande redefinição para moldar a era pós-COVID-19, priorizando a necessidade de redefinir nosso contrato social”. Escusado será dizer que eles querem ser responsáveis pela redefinição. 


Felizmente, na semana passada, os Chapéus Brancos militares dos EUA e seus patriarcas da família Farnese, agiram com firmeza, puxando firmemente a cadeira do presidente dos EUA, Donald Trump, quando ele tentou convencer os militares americanos a se envolverem numa guerra civil engendrada pela Antifa paga por estrangeiros e Agentes da Black Lives Matter. Em vez disso, eles tomaram medidas discretas para remover os agentes khazarianos que tentavam orquestrar essa guerra civil.

Essas medidas foram possíveis, graças à execução do principal Jesuíta, General Adolfo Nicolas, disseram fontes Maçônicas P3. "Isso não foi coincidência, porque em 29 de Abril, Fra 'Giacomo dalla Torre /Cavaleiros de Malta, também, morreu", disseram as fontes.

As estruturas de poder da P3 e do Vaticano são importantes porque qualquer estrutura de poder em forma de pirâmide Ocidental, como as burocracias militares e governamentais, é controlada pela P3. O mesmo se aplica às associações médicas, odontológicas e de arquitetos etc., que envolvem pessoas com altos salários graças a "licenças".

De qualquer forma, como resultado dessas mudanças no topo do Vaticano, os Chapéus Brancos militares reafirmaram o controle sobre a presidência de Trump. Isto foi visto no discurso que fez a dupla leitura corporal de Trump para a classe de graduandos da Academia Militar de West Point em 13 de junho, dizem fontes da NSA . Aqui estão alguns destaques:

“Nenhuma força maligna na Terra pode igualar ao nobre poder e a glória justa do guerreiro americano... Unidos numa missão comum para proteger nosso país, defender nosso povo e seguir as tradições de independência, igualdade e liberdade que muitos deram suas vidas para garantir... Você exemplifica o poder do propósito nacional compartilhado de transcender todas as diferenças e alcançar a verdadeira unidade... As forças armadas dos Estados Unidos são a maior força de paz e justiça que o mundo já conheceu. No momento, a América precisa de uma classe de cadetes que atenda ao seu lema: 'Com visão, lideramos'.” 


Obviamente, o discurso deixa de mencionar que as forças armadas dos EUA foram enganadas e mal direcionadas ao comportamento criminoso, desde que a máfia khazariana projetou seu golpe de estado fascista de 11 de Setembro de 2001. No entanto, há sinais de que mudanças reais estão acontecendo nos EUA, quando as tropas começam sua retirada do Afeganistão, Iraque, Israel e outros lugares para os quais nunca deveriam ter ido.



No entanto, na situação atual, os aliados de longa data na Europa, incluindo o Reino Unido, estão unindo forças com o resto do mundo para assegurar que os militares americanos façam jus à sua retórica como “a maior força de paz e justiça”, permitindo o julgamento de criminosos de guerra americanos e israelenses que assassinaram, torturaram e mataram mulheres, crianças e não combatentes.

O outro problema que precisa ser resolvido é o fato de Trump continuar preso no vórtice partidário (Fisagate vs Russiagate) enquanto questões muito maiores continuam aguardando por resolução.

O maior problema não resolvido é um sistema econômico falho. As taxas de juros negativas e o “dinheiro fiat” tiraram o poder dos verdadeiros libertadores e dos verdadeiros banqueiros e se concentraram nas mãos da cabala que é proprietária, tanto dos bancos centrais como da fortuna dos países e está envolvida num gigantesco circulo vicioso. 

Utilizaram o seu dinheiro e o controle dos meios de comunicações sociais para que o sistema político degenerasse a ponto de se tornar disfuncional. Na situação atual, fontes da NSA dizem que os eleitores americanos enfrentam uma escolha entre um falso Trump e um Biden falso, que se candidata a um cargo através de meios de comunicações sociais mentirosos e falsos votos eletrônicos.

No entanto, algumas soluções reais estão a ser oferecidas por verdadeiros pensadores do aparelho. Aqui está, por exemplo, uma proposta do antigo oficial dos serviços secretos da CIA e da Marinha, Robert David Steele numa carta aberta ao Presidente Trump:

“Wall Street arruinou mais de 10.000 empresas, milhares de inovações e milhões de postos de trabalho, através, das suas práticas financeiras criminosas, todas toleradas e permitidas pelo Comitê Bancário do Senado, pelo Departamento de Justiça (nomeadamente o Memorando Holder, que retira a prisão da mesa), pelo FBI e pela SEC.

Ao combinar os dados da NSA, de uma auditoria forçada do repositório Trust & Clearing Corporation (DTCC), que tem cuspido nas nossas leis desde a sua criação e, os dados da ShareIntel, uma empresa apta a ser tomada pelo DoJ, pode contornar completamente todos os advogados de Wall Street e as décadas de atraso que estes advogados criaram e começar o confisco de estoques de ouro e prata, obras de arte, mansões à beira-mar, condomínios em todo o mundo, super iates, aviões particulares, ilhas privadas e muito mais. 

Foi enganado quando disseram que só conseguiria 17 trilhões de dólares. Bill Binney e eu podemos encontrar mais 100 a 200 trilhões de dólares para ajudar a tornar a América grande novamente.

(Para mais detalhes, consulte a página com a carta ao editor).


As fontes britânicas do MI6, também, estão num modo revolucionário contra a elite de Davos: “O tema dos iconoclastas na, agora, chegada evolução Mundial é importante... E, se mantido a dinâmica dos rápidos desenvolvimentos recentes, prevemos uma remoção total do que, normalmente, seria referido como a classe de Governo/Governo Mundial ou como os americanos dizem ‘elite'”.

O MI6, também, informou que a Rainha apareceu em público no dia 13 de Junho, para pôr fim aos rumores de que tinha morrido ou sido substituída. Registram que a Rainha apoia plenamente a mudança positiva no mundo, na medida do necessário.


Foi na busca de uma mudança positiva que na semana passada teve lugar o encontro entre as sociedades secretas Ocidentais e asiáticas. Aqui estão mais alguns detalhes sobre o encontro de um participante:

“O representante das sociedades secretas asiáticas disse que tinham dezenas de trilhões de dólares de ativos garantidos por ouro para pôr em cima da mesa. ‘Precisavam de um acordo com os controladores do Conselho da Reserva Federal, a fim de rentabilizar estes valores.’ Os asiáticos queriam uma divisão 60/40 a seu favor. No entanto, o representante Ocidental insistiu numa divisão de 50/50. Os asiáticos querem 60% porque controlam a maior parte do ouro e da capacidade industrial do mundo. No entanto, o lado Ocidental salienta que, embora tivessem a capacidade técnica para matar ou escravizar a maior parte da Ásia desde o século XIX, transferiram dinheiro, tecnologia e capacidade industrial para ajudar os asiáticos a melhorar as suas sociedades. Além disso, o Ocidente pode trazer para a mesa tecnologia futurista muito antes do que a Ásia tem. 

Por último, o Ocidente precisa eliminar totalmente a sua infecção satânica, antes de se poder contemplar qualquer transferência de poder para a Ásia. Se a Ásia assumisse o Ocidente, tal como as coisas estão, eles seriam infiltrados e apodrecidos por dentro pelos satanistas, tal como aconteceu com os Estados Unidos. O Ocidente precisa acabar de se curar da doença, antes que seja possível qualquer transferência”.

A data da próxima reunião ainda não foi fixada, no entanto, os asiáticos disseram que precisavam reunir alguma documentação antes de poderem ser liberados quaisquer fundos. Disseram que isso poderia acontecer já em Julho.

Por último, gostaríamos de concluir o informe desta semana com um relatório de um leitor que se encontra dentro da chamada “zona livre” de Seattle:

“Esta semana, a polícia de Seattle foi ordenada a evacuar a esquadra leste do Capitólio. Um pouco de história: esta foi a mesma zona onde se realizaram parte dos motins da OMC, em 2000. Eu estava no terreno da OMC. Os mesmos grupos protestavam essencialmente pelas mesmas razões – responsabilidade e transparência em todas as formas de governo.

As notícias sobre isto têm sido silenciosas, exceto para os meios de comunicação alternativos. Depois de eu próprio a ter visto, é relativamente pacífica e não há pilhagens nem vandalismo generalizado. Embora a lista de reivindicações tenha vindo de um grupo Antifa/Anarquista que não fala em nome do resto da comunidade. A maior parte das pessoas que estão nos postos de controlo não querem violência ou destruição, apenas um diálogo com o SPD e o Presidente da Câmara. Até agora, isso ainda não aconteceu.

Inicialmente (ouvi falar das autoridades policiais), o grupo que tomou posse estava preparando o terreno para um confronto armado com a Polícia e a Guarda Nacional. Desde então, esses grupos saíram da área. Agora são os figurantes que se aproveitam da situação para avançarem com a sua agenda e o crime começa a aumentar. Alguns grupos têm pressionado os donos de empresas por dinheiro e proteção. Outros se limitaram a roubar mercadorias à mão armada.

Por mais que eu gostasse de ver, este desmembramento tem de acontecer para que o resto do mundo veja o que acontece quando a polícia abandona o local. Sem dúvida, esta é uma forma dos desmoralizarem a polícia e substituí-la por bandidos que façam o seu papel. Vi isto em primeira mão com Rumsfeld e Obama, durante os seus respectivos mandatos.

Isto não vai acabar pacificamente. A violência irá resultar quando um grupo ou outro tentar tomar o controle. Seja como for, este é um drama para consumo público... Veremos como isso acaba.”

Não pode haver dúvidas quanto a isso, para o melhor ou para o pior, estamos vivendo acontecimentos de proporções bíblicas ou, pelo menos, históricas.

Fim.


Autor: Benjamin Fulford 
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge
Veja mais artigos do Benjamim Fulford Aqui