Meditação do Amor

Meditação do Amor

Compartilhe esse artigo

Primeiro para si, depois para alguém próximo, depois para um grupo de pessoas neutro, depois para alguém com quem temos dificuldade de nos relacionar. Prática deixada por Buda, adaptada por Buddhagosha e mais recentemente pelo mestre Thich Nhat Hanh

“Que eu seja pacífico, feliz e leve de corpo e espírito.

Que eu possa estar seguro e livre de traumas e acidentes.

Que eu fique livre da raiva, aflições, medo e ansiedade.

Que eu aprenda a olhar para mim mesmo com os olhos do entendimento e do amor.

Que eu seja capaz de reconhecer e tocar as sementes de alegria e felicidade em mim mesmo.

Que eu aprenda a identificar e ver as fontes de raiva, desejo e ilusão em mim mesmo.

Que eu saiba nutrir as sementes da alegria em mim mesmo todos os dias.

Que eu possa viver revigorado, estável e livre.

Que eu esteja livre de apego e aversão, mas não indiferente.”

Thich Nhat Hanh no livro Ensinamentos sobre o Amor

Fonte: https://portaldobudismo.com/

Compartilhe esse artigo

About Author