Selácia – “Divididos mas interconectados”

Compartilhe esse artigo

A história mostrou que grande incerteza decorre do medo e da necessidade humana de controlar as circunstâncias. Isso é tribal. É baseado emocionalmente. Pode fazer com que pessoas adultas se comportem como crianças. E isto pode dividir as pessoas – até as famílias – colocando em movimento ainda mais medo. Essa espiral destrutiva agora está na frente e no centro do mundo – catalisada geralmente pelo Covid e agora especificamente pelo uso de máscaras protetoras. Independentemente de como você se sinta em relação às máscaras, continue a ler para ter uma visão geral do que realmente está acontecendo.

Como escrevi nas Previsões 2020, estamos em um ano de perturbações e incertezas sem precedentes. Mesmo sem a pandemia global do Covid, 2020 estava destinado a ser um importante limiar de mudanças e convulsões sociais.

As energias deste ano estão preparando o cenário para o caos contínuo e um olhar mais profundo sobre o que nós, como sociedade, criamos. É como se o universo nos fornecesse um espelho quântico para ver a verdade de como vivemos, como nos tratamos e como tratamos a Terra. Esse espelho não estará desaparecendo – até que, individual e coletivamente, vejamos o que está refletindo, o que precisa mudar e depois nos unamos para fazer essas mudanças. “Juntos” é a chave.


Durante o processo que descrevi acima, certamente teremos inúmeras disputas sobre coisas que precisamos aprender. Como é a tendência humana durante a incerteza, podemos procurar razões pelas quais as coisas estão acontecendo e querer culpar alguém ou alguma coisa. Durante esse processo, as pessoas podem achar atraentes as teorias da conspiração.

Além disso, mesmo quando existem fatos de cientistas e especialistas em saúde, o medo pode fazer com que uma pessoa geralmente ancorada, descarte fatos e permita que emoções influenciem o pensamento e as ações. Exemplo: passar horas no Twitter para ler as últimas ‘notícias’.


Você sabia que os pesquisadores da Universidade de Carnegie concluíram em 20 de maio que quase metade das contas que twittam sobre o Coronavírus são provavelmente robôs? Os pesquisadores disseram que havia 100  narrativas falsas sobre o Covid proliferando no Twitter 

Máscaras e distanciamento social são medidas temporárias para impedir a maior disseminação  desse vírus que ainda não entendemos completamente. Ele está aqui. É contagioso. Não é pessoal. Não se trata da nossa liberdade. Somos uma sociedade global interconectada – nenhuma fronteira pode conter uma doença infecciosa como essa. O que cada um de nós pode fazer é ajudar nosso mundo a passar por essa crise. Se isso significa usar temporariamente uma máscara para ajudar a conter o vírus, lembremos que isto é temporário. É o nosso ato de bondade nesses momentos.

O que você pode fazer

Sugiro estar atento às informações que você absorve. Eduque-se uma vez por dia com as notícias básicas do dia e depois desconecte-se para não ficar saturado demais. Não receba as notícias em uma hora de sono. Esforce-se para conhecer os fatos e a ciência. Use sua intuição para verificar informações e observar mais atentamente. A maioria das histórias será como bytes de som – manchetes com algumas informações que chamam a atenção. Muitas delas irão apelar para suas emoções, incluindo irritação e raiva que você possa sentir em relação a ficar em casa ou outras restrições relacionadas ao Covid.


Nosso papel como agentes de mudanças divinos é estar na vanguarda das mudanças positivas em nossa sociedade – estabelecendo um exemplo para os outros. Para fazer isso, devemos permanecer ancorados, desenvolver nossa sabedoria interior e aprender a discernir. É necessário ter habilidade para monitorar nossa própria mente e aprender a diferenciar a voz da mente egóica e da sabedoria interior.

A mente egóica

Parte de nossa natureza egóica é levar as coisas pelo lado pessoal, ficando chateados e ofendidos por coisas que de fato são neutras. Afinal, é a nossa mente egóica que coloca rótulos nas coisas. E é a rotulagem que nos tira da perspectiva quântica e nos leva a uma perspectiva linear que envolve o julgamento.


Quando seguimos esse caminho, nossa conversa da mente egóica pode circular, aumentando nossa perturbação por pensamentos repetitivos sobre por que “isto ou aquilo” é “ruim ou inaceitável”. Dentro dessa conversa mental, é claro, nossa mente egóica adicionará sua tendência de condicionamento e exposição ao pensamento do grupo nas mídias sociais. Como isto parece para cada um de nós depende da mídia em que focamos e das crenças que compartilhamos com os outros ao nosso redor.


Por que devemos ir além do nosso ego

O que está acontecendo com a divisão social é um exemplo perfeito da dinâmica que descrevo. Quando um vírus anteriormente desconhecido chegou e se espalhou globalmente, isso por si só provocou uma grande incerteza na sociedade. A energia de não conhecer algo assim é intensa. Acrescente a isso a liderança ineficaz que experimentamos durante a crise do Covid – e teremos alarmes disparando no sistema nervoso das pessoas. Muito disso é inconsciente, mas está lá.

Nosso ego não vai nos tirar desse caos mais cedo. O ego, por sua própria natureza, agitará as coisas e criará ainda mais perguntas dentro de nós. As perguntas do nosso ego não têm respostas. Essas perguntas envolvem histórias, e podemos ficar tão envolvidos nessas histórias que nos perdemos, perdemos a nossa paz interior e nossa capacidade de perceber o que é verdadeiro e real.

Vamos nos esforçar para nos elevarmos acima das oitavas do medo para receber a visão superior que o espírito tem. Cada um de nós tem o potencial para fazer isso. É preciso mais esforço durante uma crise, mas podemos fazê-lo. Confie nisto. Saiba que você está codificado para desenvolver suas habilidades e talentos de maneiras muito propositais durante 2020. Um mundo totalmente novo está sendo construído e você ajudará a criá-lo.


Autor: Selácia
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Veja mais Selácia Aqui
Compartilhe esse artigo

About Author

Neva (Gabriel RL)