background

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Ashtar - “A História da Criação - Parte 1: As fases do desenvolvimento, as incertezas, o start, a experiência dinossauro e mais…"



Queridos, essa é uma mensagem de uma série de mensagens que o Ashtar está me entregando sobre "A História da Criação". Serão algumas partes, e essa é a primeira parte da mensagem completa. Todas as demais partes serão publicadas aqui nos próximos dias. Para acessar todas as partes (quando estas já estiverem publicadas), acesse o link do rodapé, onde todas elas estarão agrupadas. Uma boa viagem nesta leitura!

Por favor, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos. 

Neva (Gabriel RL)



-----------------------------------------------------------------------------------

PARTE 1

“As fases do desenvolvimento, as incertezas, o start, a experiência dinossauro e mais…” 

Saudações, Família!  

É bom estar aqui mais uma vez. Chego com alegria no coração para compartilhar um pouco mais com todos vocês, minha amada família. Um pouco mais da sua história, do início desta experiência e como ela se desenrolou ao longo das eras e eras. Um pouco da história da criação. Um fragmento da história, na verdade. Vocês estão agora à beira de uma conclusão. Um ponto onde todos vocês e nós aguardávamos. Um ponto onde a dedicação de vocês fez toda a diferença. Um ponto e um ápice estão bem aqui. Acreditem! Era exatamente aqui onde gostariam de estar. Nenhum de vocês gostaria de estar fora deste momento. Estou, neste instante, completamente projetado, e peço a minha querida Neva (Gabriel RL) uma completa abertura, que me permita acessar suas esferas e assumir seu campo energético, para que a fusão possa ocorrer. Não se preocupem. Isso não é uma “possessão” (sorriso). Eu e ela temos um acordo. Um acordo de muitas eras e estamos felizes com isso. É um prazer falar com todos vocês através dela. Essa não é a primeira nem a última vez que isso acontece. Ainda tenho muito a entregar a vocês, seja nesta forma de canalização escrita ou verbalizada oralmente. “Neva, eu quero que esteja como observadora e, ao mesmo tempo, completamente fundida a mim, como sempre. Eu estarei entregando-lhe para que você decodifique mais informação do que o habitual, mais do que a sua capacidade de linearização está acostumada. Assim, tenha calma no decorrer desta canalização. Não tenha pressa ao escrever. Você terá todo tempo do mundo para essa transmissão e eu irei com você até a conclusão, como sempre. Esta não será uma canalização curta, pelo contrário, entregarei em partes devido à quantidade de informação que pretendo trazer.” É um maravilhoso momento para isso, meus queridos, e é hora de saberem um pouco mais dessas verdades. Muitos de vocês observam informações em todos os lugares, mas é importante que tenham sempre muito discernimento, até mesmo nessas minhas mensagens. Quero que as sintam, percebam o Amor que entrego através delas e, ainda que não consigam compreender algumas coisas, permitam que suas almas entendam. Suas almas... A alma de cada um sabe tudo, pois está ligada a tudo que existe. 


As incertezas e a entrega das Sementes das Estrelas


Eu sei, queridos, que muitos de vocês ainda se perguntam como chegaram aqui e como sairão daqui, embora existam tantas informações e relatos sobre as suas origens e o que vieram fazer.  Mas existe um “querer saber mais” ou ter a prova absoluta disso. Porém, independente das dúvidas que os rondam, às vezes, há sempre essa força espiritual que todos vocês carregam e que os mantêm determinados a continuar! Eu sei que, por mais que estejam engajados nos trabalhos espirituais que lhes competem e que se colocaram a disposição, às vezes, a realidade da Terra - ainda diferente das altas dimensões de onde todos vocês vieram - dificulta e sufoca, eu sei. Mas sei também que precisava ser vocês. Tinha que ser vocês! Vocês eram os mais capazes entre os mais capazes, e não fui eu quem fez esse julgamento; foram vocês mesmos, em suas verdades e consciência dos seus potenciais. Eu os convidei para a missão e vocês aceitaram. Foram vocês que acreditaram ser capazes! Méritos para a sua própria capacidade e poder inatos que concluíram que sim, era possível. Que era possível adentrar as mais baixas vibrações e expandir a Luz de dentro de ambientes tão densos, como foi no princípio. Conseguiram se manter conectados, de alguma maneira, à Fonte, mesmo tendo se apartado dela de forma bastante dolorosa, ao mergulharem nessa experiência. Eu fui até vocês há eons de tempo e convidei-os para essa experiência, e aqui estão vocês! Os mais capazes entre os mais capazes, os mais fortes entre os mais fortes. (Vide mensagem “Era uma vez” - https://www.sementesdasestrelas.com.br/2013/03/sementes-das-estrelas-era-uma-vez.html). - Vocês se escolheram. Eu apenas enfatizei essa escolha e tenho muito orgulho disso. De saber que pude contar com vocês e poderei pelas eras, pois a nossa essência é a mesma. 


Eu sei das suas intensas dores nesta realidade - como lhes tenho falado ao longo do tempo com as minhas mensagens através de Neva e outros canalizadores sintonizados. Sei do seu “Contrato de Semente” (vide mensagem “O Contrato para Semente das Estrelas” (https://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/03/adamu-pleiadiano-o-contraro-para.html) - que era também um pedido de vocês. Em nenhum momento, vocês foram obrigados a nada, pois sempre tiveram e têm escolhas e sempre puderam desistir. Sempre puderam dizer “Chega! Não aguento mais!” Mas aí estão vocês! Oh!… Digo com toda verdade do meu coração: Tenho um profundo respeito, orgulho e admiração por todos! Vocês poderão contar comigo pelas eras eternas. Meus queridos, a história da Terra vai além até mesmo da sua própria chegada como Sementes das Estrelas. Vai muito além! Muitos de vocês chegaram depois da criação da Terra, e quando ela já estava em pleno desenvolvimento. Outros chegaram quando ela ainda estava formando as suas camadas e dimensões. Outros ainda são a nova geração de Sementes, que começaram a chegar ao planeta no início da década de 80, até o presente momento do seu tempo linear - aqui enfatizando as grandes chegadas cristalinas de 2012 até este momento presente. Preciso pedir também para, caso não tenham lido (ou ouvido) minha mensagem que entreguei através de Neva (Gabriel RL): “Ashtar - ‘As 3 (três) fases do mergulho, Quantas vida você teve? A intromissão. Voltando no tempo e mais...’”- Que a leiam. Se já leram, releiam, pois é um complemento fundamental para esta minha mensagem de agora, que estou entregando. De qualquer forma, peço aqui a Neva que lhes deixe o link (Neva: Aqui está a mensagem que ele cita: https://www.sementesdasestrelas.com.br/2019/08/ashtar-as-3-tres-fases-do-mergulho.html) ou a própria mensagem ao final desta que estou lhes entregando. A minha mensagem citada integra-se a esta de agora e vice-versa. Uma é um complemento a outra. É fundamental a fusão de ambas, por isso enfatizo. 


Há muita história ainda a ser contada. Há muito a ser revelado. Ou melhor, relembrado. E aqui vamos com mais um pouco da sua história, desde quando isso tudo começou, ou pelo menos, um pouco de informação de quando o “start” foi dado, para que suas memórias possam ir se abrindo! É tempo de abertura de Akáshico! Vocês estarão, pouco a pouco, reacessando essas informações e relembrando tudo isso, pois os véus estão sendo removidos e sua conexão conosco está aumentando. Nossas mensagens servirão também como gatilho para esses reacessos. A cada acesso genuíno dos seus corações, há um maior expandir às nossas mensagens genuínas. Digo isso, pois, certamente, vocês sabem que há aqueles que, às vezes, desejam se passar por nós de uma maneira que pode trazer desconforto ou desarmonia. É importante que saibam que o seu coração aberto é uma excelente bússola a guiá-los pelo caminho. Vocês não podem ser ludibriados se estiverem com o coração leve e em alegria, pois o seu campo de proteção e seu discernimento são aumentados, consideravelmente. Sintam a energia das nossas mensagens. Nós trazemos códigos especiais nelas que fazem os seus corações vibrarem e ainda que, muitas vezes, suas mentes não compreendam, há algo em seu interior que atesta a verdade das nossas palavras, pois vocês também fazem parte dessas frotas que se comunicam com vocês através dos vários canais transmissores pelo mundo. Sem contar, também, com os contatos diretos com vocês mesmos através dos seus sonhos, intuições, sensações. Há vários meios para que ocorra comunicação direta ou indireta com vocês: basta que se abram, pois verão e sentirão nossas mensagens em todos os lugares. 


Após essa introdução necessária, vamos para o que desejo entregar a vocês para que, finalmente, venham a relembrar-se de quem são. 


O Start


Assim como lhes foi entregue nas Antigas Escrituras e reverberado ao longo dos milênios por diversas fontes “Deus disse: ‘Faça-se a Luz! E a Luz foi feita’” há bilhões de anos este universo material - um dentre alguns - foi criado e, com ele, toda a experiência na qual vocês estão inseridos desde o início. E aqui peço a minha querida Neva para anexar (vide https://www.sementesdasestrelas.com.br/2019/05/o-universo-material-nebadon-o-camaleao.html) a canalização sobre o Universo Material - a imensa realidade manifestada como num estalar de dedos. Quando a Fonte Criadora disse “Faça-se”, assim foi, instantaneamente. Tudo foi criado ao mesmo tempo, num estalar de dedos. Mas as experiências e o desenvolvimento em cada parte de cada setor levou seu tempo próprio e apropriado. Imaginem várias pessoas em uma sala, todas elas com os mesmos objetivos, desejando as mesmas coisas! Todas essas pessoas são individualidades e chegaram à sala todas juntas, todas elas, pois foram levadas no mesmo transporte e ao mesmo tempo. Todas entraram ali no mesmo momento e a elas foram dadas tarefas iguais. Porém, cada uma delas vai executar a sua no seu tempo apropriado, de acordo com os seus pontos de vista e entendimentos. Assim foi neste universo material. Agora aí estão vocês, grandes almas que pediram à Fonte uma oportunidade para experimentarem “algo novo”, algo que pudesse expandir suas consciências, algo que lhes pudesse dar mais expansão. Eu sei que alguns de vocês, talvez, não consigam compreender o fato de tudo neste universo ter sido criado ao mesmo tempo e ao mesmo tempo também lhes digo que cada setor seguiu seu tempo apropriado, sua linearidade. Vocês precisam deixar um pouco de lado as suas mentes, a necessidade de racionalização e passem a apenas sentir a energia desta mensagem. Suas almas entenderão, pois elas estavam lá. Elas viram e sabem do que estou falando e porque estou falando desta forma. Tudo foi criado ao mesmo tempo e existe eternamente no AGORA. Nesta dimensão, tudo caminha no seu tempo, no seu ritmo, na sua linearidade. Só tenham consciência disso em seus corações. Não tentem entender com as suas mentes. Esse é um entendimento para “além-mente”. É para sua alma - e sua alma é atemporal. Almas atemporais e de unidade amorosa e bondosa que desceram ao Planeta para uma grande experiência em dualidade e linearidade. Vocês precisaram se adaptar à experiência, e muitos ainda não conseguiram, completamente. Mas este não é o ponto. O ponto é que a experiência foi iniciada... E aí estão vocês. 


É difícil, às vezes, para a canalizadora transmitir tanta informação como tenho enviado agora. Eu nunca enviei tantos blocos para ela como estou fazendo. “- Neva, continue apenas transmitindo o que consegue. Não se apresse nem tenha medo de ‘perder o conteúdo’. Eu repetirei, se for preciso. Continuemos.” 


Queridos, apenas tenham em seus corações que tudo foi criado agora, no mesmo momento, e tudo teve seu tempo para se desenvolver. E quando eu digo que tudo teve seu tempo para se desenvolver é apenas para a sua mente em seu conceito linear ir compreendendo. Ainda que eu diga para não se preocuparem em compreender este ponto, um sopro simples de entendimento mental já ajudará. Assim, nestes blocos que entregarei, tratarei de transferir as informações de uma maneira linear para sua melhor compreensão.


Houve uma criação. A Fonte Criadora desejou esta manifestação. Ela se fez. A experiência foi iniciada. O tempo para ela iniciou-se. Foi algo incrível! Vocês pediram por essa experiência. Vocês viviam no paraíso do Eterno, em profundo Amor e contemplação, mas desejaram, como eu disse, uma nova experiência. “O que há lá fora…?” - Vocês perguntavam. “Há escuridão? O que há…?”. E desejaram descobrir. E a Fonte Criadora disse: “Assim seja! Faça-se a Luz!” (Entendimento, saber, compreender, observar, ver o que havia “lá fora”; fora dessa conexão com a Fonte Criadora.) Assim a grande separação da Fonte iniciou-se e toda experiência na dualidade foi iniciada/manifestada/expressa. A Fonte Criadora é Luz, e vocês queriam saber o que havia fora dessa Luz. Assim foi concedido, queridos seres. Como tenho dito junto às minhas frotas, A ÚNICA AMEAÇA DIRETA A VOCÊS É A NÃO CONSCIÊNCIA DE QUEM SÃO. E vocês estão expandindo suas consciências e relembrando quem são. Assim, não há mais nada na frente de vocês, mais nada que possa impedir o seu retorno ao LAR. 


Alma Eterna, a sua consciência projetou-se da Fonte para essas dimensões onde ela se encontra agora. Sistemas, Aglomerados de Galáxias, Galáxias, Sistemas Solares, Planetas… Aí está a Terra... (E aí está você.) Um dentre vários planetas neste universo. Um dentre vários que foram criados para muitas experiências. Uma experiência mais aprofundada na dualidade! 


O processo de condensação esférica ocorreu no espaço onde hoje está o planeta Terra. Muitas forças ativadas, e a Terra Física estava manifesta. Eras e eras. O seu núcleo estava se harmonizando.  Viam-se explosões vulcânicas por toda a parte. O planeta era um imenso magma incandescente. Havia uma fumaça que encobria a superfície impedindo a chegada do brilho solar, e toda a vida iniciava o seu desenvolvimento. Todo o processo de vida material era constantemente reiniciado, muitas vezes. Seres dos multiversos chegavam para observar todo esse movimento e expansão da vida, desejosos de darem a sua parcela de ajuda direta, entregando suas sementes para fecundar a vida na Terra. Mas, por enquanto, não se era permitida a intervenção de nenhuma maneira. Era preciso um prévio autodesenvolvimento. Era preciso tempo. Era preciso eras até tudo estar mais assentado e a vida começasse a se formar sobre o Planeta. Éons de tempo. Civilizações de outros sistemas já se aproximavam da Terra e observavam mais de perto o seu desenvolvimento, o nascer da vida, a formação dos mares, as porções secas agrupando-se em formação de, a princípio, um grande continente que tomava a metade do planeta, enquanto a outra metade era água. (Vide https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Pangeia.) Sim, a água já havia se plasmado na fisicalidade da Terra. A água que é a representação da resiliência da sua alma, da sua alta capacidade de renovar e renovar-se, constantemente. 


Nisso, meus queridos, havia se passado éons de tempo, bilhões de anos. Gaia, o espírito da Terra estava feliz! A vida na sua superfície já se desenvolvia. As camadas plásmicas já tinham se ajustado e criado tudo manifesto em fisicalidade: rios, mares, montanhas... E o cenário estava sendo completamente montado para a experiência - uma das, senão, a mais complexa experiência da galáxia. Gaia continuava a soprar sua vida para a superfície, criando também de si mesma, as essências que habitariam os corpos físicos. Aquelas almas recém-nascidas de Gaia experimentavam todos os reinos, mineral, vegetal, animal e expandiam-se, expandiam-se e expandiam-se aguardando o momento para entrada no reino humano. O curso das coisas seguia normalmente, cada uma no seu devido tempo, assim como uma semente é plantada, e é necessário aguardar o seu germinar para dar frutos. 


Bilhões de anos depois deste start inicial da existência da Terra - que para a Consciência Cósmica foi AGORA - grupos e mais Grupos Extraterrestres, de Consciências de Multiversos já estavam mais próximos da experiência (cerca de cem milhões de anos atrás) iniciando, de alguma forma, suas colaborações mais diretas. Já estavam projetando suas energias para a Terra, seus olhares e futuras intenções. Nessa época, Gaia estava em plena atividade no seu autodesenvolvimento de vida, especialmente daqueles que vocês já ouviram falar: os dinossauros. Falarei mais sobre isso logo adiante. Dentre tantos seres deste universo e mesmo de outros que projetavam seus olhares para a Terra, pela intensa atração que sentiam por ela, mesmo sem, muitas vezes, nem saberem por que, havia, obviamente, aqueles que tinham suas intenções mais particulares que coletivas. Alguns, simplesmente, gostariam de ter a Terra como seu “parque de diversões” e/ ou “zona de testes genéticos” e, em muitos casos, sem prezar pela expressão amorosa da vida em si. Quero enfatizar que aqui não cabem julgamentos, queridos; cabe apenas entrega amorosa à informação. Abstenham-se de quaisquer julgamentos para que não venham a dar brechas às baixas frequências e percam a fluidez energética dessa leitura e dos códigos cristalinos que lhes são entregues, neste momento, através dessas informações. Apenas abram seus corações. Eu sei que vocês já viram muita informação por vários meios. Assim, antes de continuarem, respirem e peçam a nossa presença amorosa. Nós ouviremos. Respirem… Respirem amorosamente chamando-nos, e nós ouviremos vocês. É uma imensa alegria para nós estarmos com vocês. “- Neva, continue a tradução.”

Sobre a intromissão 


Eu já lhes disse isso. Já falei sobre “A Intromissão” na minha mensagem (“As 3 (três) fases do mergulho, quantas vidas você teve? A intromissão, voltando no tempo e mais...") que Neva deixou para vocês no início desta canalização. Deixo o parágrafo específico para que compreendam o que quero dizer com relação aos seres que, em muitas fases do desenvolvimento da experiência, tinham intenções mais particulares que coletivas, pensando apenas nos “seus testes” e “experiências” que diziam respeito aos seus interesses. 


Desde o start, o meio e até o presente momento, há seres que desejaram, entraram e desafiam intrometerem-se, negligenciando o Códex Galáctico e as normas de não intromissão (estas, atualizadas e fortalecidas em 21 de dezembro de 2012 do seu tempo linear.) Certamente que agora eles não conseguem mais, pelo simples fato de vocês já terem sustentado Luz e energia suficientes, criando uma barreira magnética impenetrável, e contando também, com a nossa presença mais ativa, já que estão assegurados nos Protocolos da Fonte Suprema de não mais intromissão de qualquer forma. Assim, o trecho abaixo da minha mensagem anterior é apenas para que compreendam um pouco mais sobre esses pontos de “intromissão”:


“Preciso também dizer que em meio a toda essa preparação cósmica para o EVENTO - que seria essa experiência - outras raças que não estavam diretamente autorizadas a participar da construção dessa realidade ficaram intrigadas com o que estaria acontecendo neste setor da Galáxia. Estes seres também queriam participar, porém, não seguindo um protocolo elevado. Eles queriam seguir a sua própria agenda pessoal e, em muitos casos, completamente oposta ao desenvolvimento e expansão. Por isso, não puderam entrar diretamente. Não, até que fossem chamados… E eles souberam esperar. Foram pacientes, determinadamente pacientes, até que as condições vibratórias daquelas consciências elevadas estivessem compatíveis com suas intromissões. Eles esperaram, até que essas consciências que participariam mais ativamente da experiência se mesclassem à densidade do que seria a tal experiência, e os chamassem para participarem do jogo. Isso também, obviamente, estava previsto, e nada passaria  desapercebido pelo Criador Supremo. 


Eles permaneceram rodeando toda a barreira cristalina que protegia a construção da experiência. Por bilhões de anos, aguardaram e tentaram se infiltrar nas raças, especialmente nas dos Pleiadianos e Sirianos, pretendendo induzir certas modificações inapropriadas. E até certo ponto conseguiram uma semente plantada, uma reverberação inapropriada indireta. Eles não podiam entrar diretamente na experiência, mas poderiam tentar influenciar, “de fora”, aqueles que tinham acesso direto a ela. E foi o que fizeram. Embora não tenham entrado diretamente nela, como já foi dito, plantaram uma semente no desenvolvimento do DNA ideal. Mas isso os levaria para dentro da experiência, inevitavelmente. E eles não queriam assim; não dessa forma. Eles queriam entrar na experiência, mas não para vivenciá-la de forma ativa, como os demais. Queriam apenas controlá-la. E de forma inevitável, foram arrastados para dentro dela, e muitos estão até hoje na Terra, mas tentando retornar. Alguns, por eras, permaneceram tentando causar problemas no desenvolvimento da experiência, como forma de retaliação por estarem “presos” dentro dela. Eles não conseguiam “rasgar o véu”, pois somente o Amor pode fazer isso, e eles não estavam afinados ainda com essa vibração. Por muito tempo, causaram problemas com suas tentativas mal sucedidas de saírem do Planeta. Seus chamados por aqueles da mesma raça não eram ouvidos, pois estes fugiram deste Universo quando perceberam o que estava acontecendo e não queriam ser também “presos” na experiência. 


Assim, ao longo de todas as eras, os corações da maioria dos que ficaram foram inteiramente amolecidos, e eles também estão regressando ao LAR. Tenham em mente que aqui estou me referindo a muitas raças que, de certo modo mantiveram vocês em dificuldades, pois essas mesmas raças, ao perceberem que estavam também presas aqui, como retaliação, tentaram aperfeiçoar a experiência, tornando-a ainda mais difícil. Tudo dentro de um grande movimento que, no fim, todos - ou pelo menos a grande maioria - sairiam expandidos em consciência. 


Por fim, neste ponto, quando digo “prisão”, de maneira nenhuma quero dizer que a Terra seja uma. Falo apenas para que suas mentes lineares consigam entender as minhas explicações de uma maneira mais clara. Também estou transmitindo aos poucos essa minha mensagem à querida Neva (Gabriel RL), em respeito à sua mente linear, para que ela consiga traduzi-la da melhor forma possível. “Neva, uns parênteses para meu agradecimento.” (Neva: “À disposição sempre, querido!")


Preciso novamente falar, queridos, que esses eventos de tentativas de intromissão e intromissões diretas ocorreram e ocorrem desde o início dos tempos na Terra. Desde o start. O trecho que citei acima não precisa ser “engessado” a apenas uma época específica, pois em várias fases desta experiência situações como essa vieram a ocorrer. Enquanto todo o processo para o desenvolvimento da vida humana/humanoide e de toda a fauna e flora da Terra continuava seu desenvolvimento, cada vez mais seres desejavam “intrometer-se” na experiência, tentando dar suas parcelas de colaboração, às vezes com fins coletivos e positivos, outras vezes não. De todo esse movimento de “testes” e “retestes”, uma raça reptiliana vinda do Sistema Estelar de Órion, especialmente da estrela Rígel, em aliança com outra raça específica da Constelação de Draco entraram na experiência mais ativamente após longas tentativas. É necessário afirmar que, apesar desta intromissão ter acontecido, tudo estava dentro dos planos maiores - mesmo que tenha sido uma “intromissão”. É necessário também enfatizar que, nem todos os seres de Órion/Rígel ou reptilianos agiram ou agem da mesma maneira que estes que entraram não gentilmente na experiência, assim como nem todos do sistema Draco atuaram ou atuariam desta forma. Há muitos destes seres que trabalham diretamente comigo no Comando Ashtar e são de altíssima vibração amorosa. Cabe enfatizar isso, pois a mente humana tende a rotular e macular certas coisas, sem ver o outro lado da história. E aqui, logo após o que lhes contarei a seguir, saberão a que “outro lado da história” estou me referindo. 


Há cerca de cem (100) milhões de anos, a Terra - como eu disse - estava nessa fase de autodesenvolvimento, ativamente, em autodesenvolvimento. A vida se expandia em sua fauna e flora. Os grandes engenheiros genéticos estavam se alinhando para vida humanoide. A semente Pleiadiana seria plantada, definitivamente. As sementes de Sírius, Arcturus, Andrômeda (galáxia e constelação), Capela, Órion, Alfa Centauri, Aldebaran e outras também dariam sua parcela de colaboração ao seu DNA. Na verdade, somando mais de vinte (20) colaborações diretas de outras raças, incluindo essas que citei. Realmente, vocês têm a maior complexidade energética e de DNA da galáxia. Falarei também sobre isso mais adiante. Antes disso, antes dessas entradas mais efetivas das sementes externas, muita coisa já estava acontecendo. A vida de várias formas já era abundante na Terra. Já havia os dinossauros que dominavam o planeta. 


A Experiência Dinossauro 


Meus queridos, a Terra em sua variedade enorme de vida também criou em seu coração os dinossauros, pelo menos, a sua raiz inicial. “- Neva, continue relaxada para que eu entregue tudo que desejo entregar.” Verdadeiramente, para algumas pessoas, essas informações não farão o menor sentido, mas apenas para as mentes delas, pois para os seus corações farão - como falei antes. Suas almas sabem dessas verdades, pois elas estavam lá. Elas viram todo esse desenvolvimento trabalhando ativamente no campo espiritual do planeta ou diretamente na experiência, como nativos deste ambiente Terra. Suas almas sabem. Continuo dizendo que sim. Gaia expandiu-se com muitas formas de vida, inclusive de lindos répteis que também se desenvolveram com alguma senciência e inteligência. Nem todos os reptilianos vieram do Sistema Estelar de Órion, ou são de vibração e atuações negativas, como pensam, assim como nem todos os draconianos têm intenções não positivas com a Terra. “ - Neva, peço também que deixe aqui mensagens que você mesma já canalizou de alguns destes seres que atuam junto às minhas frotas, por favor.” Entendam também que minha intenção não é forçá-los a crerem nisso que afirmo, mas apenas trazer clareza às suas ideias, na esperança de que vocês recobrem tudo isso que está dentro de vocês. Tudo isso está aí, meus queridos. Eu estou apenas entregando informações que vocês já sabem, nada mais. Vocês são conhecedores disso. (Neva: Deixarei no rodapé os links para essas mensagens.)


Eu sei que alguns de vocês continuarão a “virar os olhos” para tais afirmações. Meus queridos, eu só as entrego, e vocês têm a liberdade para escolherem em que/quem acreditar. Vamos ouvir o chamado do seu coração, que eu tenho certeza que está vibrante, afinal ele não poderá negar as vibrações que deixo nesta mensagem e as suas conexões com elas, pois vocês fazem parte e viram tudo isso, como falei. Ou poderão continuar na miríade de pensamentos distorcidos e fortalecidos com informações desarmônicas, e energias que ainda buscam hospedeiros para se sustentar. As escolhas serão sempre suas, queridos! A minha função aqui junto a Neva é entregar a informação, torcendo para que elas acessem seus âmagos. (Neva: Vejo o Ashtar dando uma piscadinha com o olho direito e um sorriso sereno. Hehehehe!) “- Neva, continue, por favor.” 


Assim, meus queridos, vamos à parte introdutória do que diz a sua Wikipedia acerca deste tema, e farei, em seguida, as minhas explicações: 


“Dinossauros ou dinossáurios (do grego δεινός σαῦρος, deinos sauros, que significa "lagarto terrível") constituem um grupo de diversos animais, membros do clado Dinosauria. Acredita-se que os dinossauros apareceram há, pelo menos, 233 milhões de anos, e que, por mais de 167 milhões de anos, foram o grupo animal dominante na Terra, num período geológico de tempo que vai desde o período Triássico até o final do período Cretáceo, há cerca de 66 milhões de anos, quando um evento catastrófico ocasionou a extinção em massa de quase todos os dinossauros, com exceção de algumas espécies emplumadas, as aves.


A hipótese mais aceita é de que o meteorito encontrado na cratera de Chicxulub, na Península de Iucatã, foi o responsável pela extinção dos dinossauros, ao colidir com a Terra e originar uma grande explosão, a qual carbonizou bilhões de animais instantaneamente, levantando também uma nuvem de poeira tão espessa que bloqueou a luz do sol e transformou o planeta em um local extremamente frio, em um evento meteorológico similar ao inverno nuclear, eliminando quase todas as espécies existentes de dinossauros. Pouquíssimos deles sobreviveram, e eram todos aviários, pequenos e provavelmente terrestres, já que as florestas foram amplamente destruídas por incêndios após o impacto do meteoro, e somente aves que não dependiam de árvores para obter alimento e esconderijo poderiam ter sobrevivido.


O registro fóssil indica que os dinossauros emplumados surgiram durante o período Jurássico, embora exista a possibilidade de que os primeiros dinossauros já possuíssem protopenas no período Triássico. Após o evento da extinção em massa, os únicos dinossauros que sobreviveram foram as aves. Usando evidências fósseis, os paleontólogos identificaram mais de quinhentos diferentes gêneros e mais de mil diferentes espécies de dinossauros não aviários, alguns sendo herbívoros, outros carnívoros, assim como havia também espécies bípedes e quadrúpedes. Muitas espécies possuíam estruturas, como chifres ou cristas (como o tricerátope), e alguns grupos chegaram a desenvolver modificações esqueléticas, como armaduras ósseas (como o anquilossauro) e velas dorsais (como o espinossauro). Estes animais variavam muito em tamanho e peso, com dinossauros terópodes não aviários adultos medindo menos de quarenta centímetros (como o epidexiptérix), enquanto os maiores saurópodes podiam chegar a uma altura de cerca de vinte metros (como o argentinossauro).


Embora a palavra dinossauro signifique "lagarto terrível", esses animais não eram lagartos ou mesmo répteis no sentido tradicional, e, sim, ornitodiros, diferenciando-se dos répteis principalmente por suas patas eretas, pela postura, comportamento normalmente ativo e metabolismo aviários, incluindo a manutenção de uma temperatura constante. Durante a primeira metade do século XX, a maior parte da comunidade científica acreditava que os dinossauros eram lentos e pouco inteligentes, no entanto, a maioria das pesquisas realizadas desde a década de 1970 indicou que estes animais eram ágeis, com elevado metabolismo e numerosas adaptações para a interação social, em certos grupos, principalmente os terópodes. O primeiro dinossauro a ser descrito foi o megalossauro, em um trabalho publicado por William Buckland em 1824, apesar de que o naturalista Gideon Mantell já havia descoberto, em 1822, o fóssil de um iguanodonte, mas somente publicou a descrição em 1825.” (Vide: https://pt.wikipedia.org/wiki/Dinossauros.)


Queridos, vou apenas reformular algumas das informações entregues pela Wikipedia. A experiência com os dinossauros teve seu início e desenvolvimento há cerca de cem (100) milhões de anos e sua extinção (não completamente) deu-se, de fato, por volta de sessenta e cinco (65) milhões de anos. Por que eu disse “não completamente”? Porque nem todos foram extintos. Ainda existem alguns na Terra Interna, mesmo em Agharta escondidos em algumas cavernas profundas do solo ou os que sofreram, seriamente, a interferência em seu DNA. Não se assustem, pois está tudo sob controle. Os primeiros répteis que se desenvolveram para a espécie “dinossauro” dominaram, realmente, a Terra por milhares e milhares de anos, como falei anteriormente, e evoluíram para formas mais sencientes de existência. A esta altura, iniciou-se uma grande interferência no DNA destes animais, de todo esse grupo de animais, mais especificamente. Um grupo de reptilianos de Órion, da Estrela Rígel e de draconianos do Sistema de Draco firmaram aliança e iniciaram essas manipulações genéticas, tornando esses animais extremamente agressivos, mesclando seus próprios DNAs de um no outro e do outro no um. Os dinossauros eram extremamente ágeis, rápidos e de uma força física gigantesca aliada à inteligência, persuasão e capacidade hipnótica reptiliano/draconiana, e se tornariam um grande exército de força mental e física. À primeira vista, esse grupo de reptilianos/draconianos (grupo específico, novamente enfatizando que não são todos negativos nem só atuam desta forma; há os positivos que atuam amorosamente no Comando Ashtar) inseriram seu DNA nos dinossauros, nesse grupo de animais, e começaram a perceber o amplo melhoramento deles na capacidade cognitiva/senciente. A aliança réptil/draco estava muito animada, pois estava criando um gigantesco exército e teriam “seus próprios cães de guarda”. Por outro lado, também coletavam o DNA dos dinossauros e mesclavam aos seus, tornando-se mais fortes, rápidos e ágeis, como falei. Era uma mescla perfeita, eles achavam!…


A partir do momento em que se participa de uma experiência como essa você é arrastado para dentro dela, de uma forma ou de outra, tornando-se parte daquilo, inevitavelmente, como citei na parte “A Intromissão”. Foram muitos e muitos milhares de anos com diversas experiências semelhantes.  Várias outras raças com intenções positivas, vendo essa manipulação dos reptilianos/draconianos, animavam-se também a fazer algo parecido. As forças positivas observavam e já se preparavam para intervenções mais diretas, neste ponto. A aliança réptil/draco começou também a criar os seus próprios dinossauros geneticamente modificados em seus laboratórios, porém mais alterados e violentos. Desenvolveram armas perigosas. E começaram a usar esses animais em ataques aos sistemas dos mundos que desejavam invadir. Foi um grande problema. Ao longo dos milênios, a evolução continuou e muitos se desenvolveram para répteis mais humanoides, como são conhecidos agora, e havia alguns poucos sem a interferência genética dos reptilianos/draconianos exteriores ao Planeta. Outros, já com imensa interferência, eram violentos, agressivos, dominadores e tentavam dominar os que não tinham a tal interferência genética, porquanto mais calmos e tranquilos. 


Meus queridos, foi um período de grande agitação na experiência. Muitos reptilianos humanoides nativos assim como bilhões e bilhões de dinossauros ainda sem a sua expressão animal geneticamente adulterada (nem todos sofreram essa interferência externa) fugiam para o interior da Terra para não serem capturados pelas naves reptilianas/draconianas nem pelos da sua espécie nativa que haviam sofrido interferência genética. Era uma verdadeira caça de “gato e rato”.


Quando as Forças da Luz começaram a intervir diretamente nesta experiência, muitos dos que não haviam sofrido interferência genética assim como os que haviam, tentavam se esconder nas cavernas da Terra Interna em todo o mundo para escapar. Sim, pois as grandes naves-mãe da Luz já pairavam por todo o planeta para a resolução dessas questões. A essa altura, também as próprias almas reptilianas/draconianas já tinham, efetivamente, se projetado para dentro da experiência, assumindo muitos corpos dos dinossauros. 


Meus queridos, muitas coisas aconteceram em todo esse período. Isso é apenas um pouco do que suas mentes lineares conseguem absorver deste ponto, por enquanto, pois não é apenas informação. É energia entregue junto! Eu estou levando-os a milhares e milhares de anos em uma viagem espetacular, para se reapossarem mais da sua própria história. Respirem um pouco. Puxem suas respirações para que, em seguida, eu possa continuar e finalizar essa parte da minha canalização. Respirem… Respirem… Respirem profundamente…


Continuemos. Queridos, a sua ciência conta que essa experiência foi finalizada por um grande meteoro, como no próprio texto da sua Wikipedia diz: 


“A hipótese mais aceita é de que o meteorito encontrado na cratera de Chicxulub, na Península de Iucatã, foi o responsável pela extinção dos dinossauros, ao colidir com a Terra e originar uma grande explosão, a qual carbonizou bilhões de animais instantaneamente, levantando também uma nuvem de poeira tão espessa que bloqueou a luz do sol e transformou o planeta em um local extremamente frio, em um evento meteorológico similar ao inverno nuclear, eliminando quase todas as espécies existentes de dinossauros. Pouquíssimos deles sobreviveram, e eram todos aviários, pequenos e provavelmente terrestres, já que as florestas foram amplamente destruídas por incêndios após o impacto do meteoro, e somente aves que não dependiam de árvores para obter alimento e esconderijo poderiam ter sobrevivido.” 


E aqui vai uma revelação, para aqueles de vocês que ainda não sabem. Não foi um meteoro, um cometa ou algo assim que colidiu com a Terra. Na verdade, nada desse tipo ocasionou aquilo. Foi uma das grandes naves-mãe da Luz que já atuavam mais diretamente em volta da Terra para afastar essas energias e experiências, a fim de que um novo ciclo começasse. A pedido das Altas Hierarquias, a nave pairou sobre os principais pontos e iniciou a energização do Planeta para finalizar a “experiência dinossauro”. Como já informei, muitos fugiram para dentro das grandes cavernas. Esses seres, eles mesmos escavaram apressadamente, por dias, grandes buracos ao perceberem essas movimentações, pois pressentiram o que viria. A esta altura, como já disse, os reptilianos/draconianos externos também já estavam completamente infiltrados no planeta. Tanto eles tinham suas almas inseridas nos corpos dos dinossauros, arrancando as almas desses animais e assumindo seus corpos (eles tinham tecnologias pra isso), como desciam em suas naves com seus próprios corpos físicos (a aliança dos reptilianos/draconianos que estavam interferindo tinham corpos físicos de 3ª e 4ª dimensões inferiores). Houve uma invasão, realmente, e eles acuavam os reptilianos nativos, tanto que muitos dos nativos aliaram-se aos invasores temendo mais retaliação. 


As naves da aliança reptiliana/draco percebendo a intensa atividade das Forças da Luz e a chegada de muitas naves confederadas começaram a “bater em retirada”, deixando até muitos dos seus membros na superfície abandonando-os, completamente. Aquelas naves da aliança que tentavam resgatar “os seus” eram abatidas/aprisionadas pelas Forças da Luz. Houve ali muitas movimentações, queridos. Obviamente, isso aconteceu não foi do dia para a noite. Levou algum tempo, mas tudo isso só estava antecedendo a grande ação de uma enorme nave-mãe chamada “Estrela Candente” e, no seu comando, um grande espírito que é conhecido de vocês como Oxalá. Este também que em outros tempos foi conhecido como Francisco de Assis, Apóstolo João Evangelista, Faraó Tutakamon, e foi cacique de uma tribo Inca estabelecida em Machu-Pichu. Todas estas personalidades são deste mesmo espírito tão familiar de vocês, e grande irmão deste que lhes fala, Ashtar. 


Esta grande nave pairou sobre a região de Chicxulub, na Península de Yucatan, México, liberando uma simples gota de energia, que desencadeou na superfície um grande movimento parecido com queda de meteoro. Foi uma ação direta das Forças da Luz que finalizou aquela experiência. Ainda que alguns tenham escapado para superfície, a experiência em si, como era, foi completamente finalizada. Mesmo que alguns não aceitem essas informações como verdadeiras, eu não me inquieto por isso. Eu sei dos seus corações, sei que eles sabem a verdade. Esta mesma nave com este mesmo dirigente que a conduziu para a finalização desta experiência voltaria milhares de anos depois a pairar sobre uma região que vocês conhecem como “Lago Titicaca” localizado entre o Peru e a Bolívia. Ali não havia lago, mas a nave liberou mais uma gota de luz causando uma grande explosão e uma enorme cratera, formando, então, o Lago Titicaca. Este ser amável seguia instruções das Altas Hierarquias para realizar as finalizações e reinícios de determinadas experiências. 


Meus queridos, amadas almas, minha querida família, finalizo esta parte com muita alegria em meu coração. Releiam quantas vezes forem necessárias, e permitam o reacender dessas memórias em todos vocês que, como venho enfatizando, estão dentro de cada um. Vocês são sabedores destas verdades. Vocês viram tudo isso acontecer. Está dentro de vocês. As informações que estão recebendo aqui, para muitos, é inédita. Até mesmo para Neva, pois a informação que ela tinha antes dizia que esta passagem era, completamente, uma experiência reptiliano/draconiana. Ela não sabia dos nativos reptilianos sencientes de Gaia - o que não está errado. Ela só precisava saber o que complementaria a informação que já tinha. (Neva: - Vejo Ashtar dando outra piscada com o olho, hehehehe!) Há mais coisas que ela não sabia e que estão sendo um “uau!” para ela (sorriso). Neva também está surpresa e grata pelas informações. 


Até a próxima parte desta minha mensagem, quando trarei os tópicos “A semeadura e as almas nativas da Terra.” ... E mais!


Essas são as verdades. 


E assim é.


Bênçãos!


Seu irmão,


Ashtar.


Links indicados:


https://www.sementesdasestrelas.com.br/2019/08/ashtar-as-3-tres-fases-do-mergulho.html

https://www.sementesdasestrelas.com.br/2019/05/o-universo-material-nebadon-o-camaleao.html

https://www.sementesdasestrelas.com.br/2019/11/gavhin-o-reptiliano-do-comando-ashtar-e.html

https://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/05/dhoh-bri-o-draconiano-da-luz-04052017.html

https://www.sementesdasestrelas.com.br/2017/04/anka-mensagem-de-uma-reptiliana-da-luz.html

PARA TODAS AS MENSAGENS DA SÉRIE, CLICANDO AQUI

Canalizações, tecnologias, consagrações, meditações, palestras e atendimentos com Neva (Gabriel RL), clicando aqui

Mantra de Ashtar Aqui

Veja mais mensagens de Ashtar / Comando Ashtar  Aqui 

Revisão de texto: Marilene P. Costa  e Solange Yabushita 

Pela Verdade, nada mais que a Verdade,

Em Amor e Bênçãos,

Neva (Gabriel RL)